Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/79824
Title: Infeção pelo vírus da febre amarela
Authors: Vitória, Patrícia Leonor Coelho Santarém
Orientador: Maia, Paula Cristina Luxo
Keywords: Febre amarela; Vírus da febre amarela; Vacinas virais
Issue Date: Sep-2015
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A febre amarela é uma doença viral hemorrágica, endémica em regiões tropicais e subtropicais de África e América do Sul. O vírus da febre amarela infeta humanos e primatas não humanos, sendo transmitido através da picada de mosquitos infetados. A infecão viral caracteriza-se por três períodos diferentes: período de infeção, período de remissão e período de intoxicação. O diagnóstico pode ser feito através de ensaios serológicos, deteção do genoma viral, isolamento viral, imunohistoquímica e/ou histopatologia. A prevenção da doença através da vacinação é fundamental, uma vez que não existe tratamento específico. A vacina atualmente usada é uma vacina viva atenuada, denominada vacina 17D. É considerada uma vacina eficaz, no entanto pode desencadear reações adversas graves, embora raramente. Assim sendo, têm sido desenvolvidas e estudadas vacinas mais seguras e alternativas à vacina 17D, como a vacina inativada e a vacina de DNA.
Yellow fever is a viral hemorrhagic disease, endemic in tropical and subtropical regions of Africa and South America. The yellow fever virus affects humans and nonhuman primates and is transmitted through the bite of infected mosquitoes. The viral infection is characterized by three stages: period of infection, period of remission and period of intoxication. The diagnosis may be made by serology, detection of viral genome, virus isolation, immunocytochemistry and/or histopathology. The disease prevention through vaccination is capital, because there is no specific treatment. The vaccine currently used is a live attenuated vaccine, called 17D vaccine. It is considered an effective vaccine, however it may cause serious adverse reactions, although rarely. Therefore, efforts are underway to develop and study safer and alternatives vaccines to 17D vaccine, such as inactivated vaccine and DNA vaccine.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade de Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/79824
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia Patricia Vitoria.pdf974.29 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

221
checked on Aug 6, 2022

Download(s) 50

705
checked on Aug 6, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.