Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/780
Title: Ideias estéticas em Eça de Queirós
Authors: Simões, Maria João 
Orientador: Reis, Carlos António Alves dos
Keywords: Literatura Portuguesa; Queirós, Eça de, 1845-1900; Queirós, Eça de, 1845-1900 -- ideias estéticas
Issue Date: 11-Dec-2000
Citation: SIMÕES, Maria João - Ideias estéticas em Eça de Queirós. Coimbra : [s.n.], 2000. Tese de doutoramento. Disponível na WWW em: <http://hdl.handle.net/10316/780>.
Abstract: A produção literária de Eça de Queirós evidencia uma grande preocupação de perscrutar e de expressar o real. Parte-se, pois, do estudo da germinação do Realismo nos primeiros textos queirosianos, para em seguida se analisar como se processa a sua afirmação nos textos teórico-reflexivos. De acordo com a revisão crítica que novas teorias da ficção imprimem à leitura do Realismo ­ nomeadamente a desenvolvida por Kendall Walton na obra Mimesis as Make-Believe ­ observa-se a intencionalidade do conhecido projecto de traçar uma "galeria" da sociedade portuguesa. Para se avaliar o carácter pioneiro da estética queirosiana são analisados os posicionamentos de escritores e críticos,responsáveis pela introdução da estética positivista e realista em Portugal, na década de 70. Este estudo permite ainda sopesar o dinamismo do pensamento de Eça de Queirós, que, integrando algumas conquistas realistas, parte à descoberta da diversidade criativa, sempre norteado pelo valor da originalidade. Analisa-se também como se plasma o diálogo das ideias estéticas na ficção queirosiana. Evidencia-se o entrosamento das diferentes perspectivas veiculadas por personagens e narradores, prescrevendo um papel activo para o leitor ­ o qual deve estabelecer todo um jogo de relações entre as perspectivas narrativas representadas e o mundo que o rodeia. A especificidade da representação queirosiana advém de uma acentuação do ridículo e do caricatural, postos ao serviço da sátira, a fim de que, rindo, o leitor possa desenvolver uma opinião crítica do mundo representado. Estuda-se, por fim, a crescente complexidade da composição ficcional queirosiana. A persistência da ideia de originalidade vai levar o romancista a procurar incessantemente novos meios de gerar a ficcionalidade, acentuando-se, nas narrativas queirosianas a partir de 1880, o jogo paródico derrogador de convenções da tradição literária. Conclui-se chamando a atenção para o facto de este percurso orientar Eça de Queirós para um posicionamento esteticista muito peculiar, o qual, pelo que remanesce da experiência realista, obriga a pensar em Realismo(s) no plural.
Description: Tese de doutoramento em Letras (Literatura Portuguesa) apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/780
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento
I&D CLP - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 5

1,034
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.