Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/745
Title: A morte em Heródoto : valores universais e particularismos étnicos
Authors: Soares, Carmen Isabel Leal
Orientador: Pereira, Maria Helena da Rocha
Keywords: Literatura Grega
Heródoto, 484?-420? a.C.
Issue Date: 20-Jul-2001
Abstract: Esta dissertação de doutoramento tem por objectivo reflectir sobre o significado moral e étnico da morte no universo narrativo dos nove livros dasHistórias de Heródoto. O relevo assumido na obra pelo tema comporta em simultâneo a dupla função de causa e efeito daquele que é o princípio basilar da filosofia de vida do Autor, e que poderíamos resumir nos seguintes termos: uma morte digna (kalos thanatos) cobre o homem de glória, uma morte miserável (kakos thanatos) é motivo de infelicidade. Ao mostrar Gregos e Bárbaros a partilhar dos dois tipos de destino, o historiador, afinal, deixa perceber duas das características que melhor testemunham a actualidade do seu texto, o humanismo e o espírito ecuménico. Por humanismo entende-se, certamente, o seu interesse pelo Homem enquanto objecto primordial de investigação. Nessa medida pudemos confirmar que o nosso Autor, sem deixar de assinalar diferenças étnicas e políticas evidentes entre Gregos e Bárbaros, se destaca de alguma tendência contemporânea para uma percepção dicotómica do cosmos. O mundo heleno não deve ser visto como um universo estanque, separado de todos os povos que não falam a sua língua por fronteiras bem delimitadas. De igual modo, também esse “outro mundo” se caracteriza como uma realidade heterogénea, com mais pontos de contacto com o Grego do que se poderia imaginar. Pensamos, por conseguinte, poder afirmar a propósito da matéria alvo da nossa análise que é nítida a aceitação de uma consciência de alteridade cultural das comunidades que povoam o universo das Histórias. Isto é, da relação do Autor com o referente histórico extrai-se uma imagem de isenção, objectivismo e neutralidade, essencial a uma ciência nascitura. Assim sendo, compartilhando dos sentimentos, angústias e tendências dos homens da época em que viveu, Heródoto singulariza-se, imortaliza a sua obra e confere-lhe um cunho de actualidade graças à percepção multicultural que oferece do universo e à mensagem de tolerância de que reveste um discurso onde a morte sobressai como elemento primordial no ajuizar da própria condição humana.
Description: Tese de doutoramento em Letras, na área de Estudos Clássicos (Literatura Grega) apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/745
Appears in Collections:FLUC Secção de Estudos Clássicos - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.