Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/694
Title: Pobreza, assistência e controlo social em Coimbra : 1750-1850
Authors: Lopes, Maria Antónia da Silva Figueiredo 
Orientador: Oliveira, António de
Keywords: História Moderna e Contemporânea; Pobreza -- Coimbra -- 1750-1850
Issue Date: 4-May-2000
Citation: LOPES, Maria Antónia - Pobreza, assistência e controlo social em Coimbra : 1750-1850. Coimbra, 1999.
Abstract: Esta tese tem como tema os pobres de Coimbra nos séculos XVIII e XIX. Qual era a tipologia, dimensão demográfica, distribuição no espaço urbano ou condições materiais de existência da pobreza em Coimbra? E como é que a cidade respondeu a este problema concreto? Para obter respostas, o texto debruça-se sobre as concepções de pobreza veiculadas pela Igreja, pela literatura, pelos economistas e legisladores. E estuda o papel desempenhado em Coimbra pelas instituições judiciais, municipais, eclesiásticas, académicas e confraternais. Concretamente, a acção da Misericórdia, dos Hospitais da Universidade, dos colégios e recolhimentos, da Câmara Municipal, do Bispo, dos magistrados ou dos particulares que, sob diversas motivações, se envolveram na assistência tanto na sua vertente caritativa, como repressiva. Desta forma surgem as crianças enjeitadas, os órfãos, as mulheres pobres envergonhadas que escondiam a sua pobreza ou as rebeldes que a família castigava com a reclusão, os presos das cadeias públicas, os doentes (hospitalizados ou não), os velhos desamparados, os pais e mães sem meios suficientes para as necessidades familiares, os inválidos, os pedintes, e tantos, tantos outros que sofriam fome, frio, solidão. É, pois, um universo imenso e multifacetado, que aqui emerge e nos interpela. Ou, como diz o Prof. Doutor António de Oliveira que prefacia a obra: "Indagar, ao longo de cem anos, como e quem socorre esta pobreza, que eficácia, custos e controlo social representa a caridade, benemerência ou filantropia (...) foi o objectivo maior da Autora, o qual também é, obviamente, uma história da violência do corpo, de certos corpos, do nascimento rejeitado ao ultraje da dignidade humana. (...) Num tempo de aparentes facilidades, a Autora escolheu, como se impunha, o trilho mais custoso, o da meticulosidade e o rigor da análise, para além do esforço conceptual dentro dos sistemas, porque efectivamente teve de trabalhar com mais do que um". "Estudo feito através de diversas instituições, como a Misericórdia, hospitais e recolhimentos de Coimbra, cujo dinamismo e intervenção o leitor encontrará ao longo de toda a obra, densamente trabalhada e pensada. Foram precisos longos anos, muitos anos, de persistente e paciente trabalho para erguer a construção que nos oferece. Valeu, no entanto, a pena. A história de Coimbra fica enriquecida e, com ela, a universalidade do saber em que o estudo se integra".
Description: Tese de doutoramento em Letras (História Moderna e Contemporânea) apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/694
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de História - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 50

506
checked on Oct 20, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.