Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/5919
Title: Procedimentos operativos normalizados para a resposta a questões clínicas : aplicabilidade à área da segurança em teratologia
Authors: Rama, Ana Cristina da Costa Ribeiro 
Orientador: Figueiredo, Isabel Vitória das Neves
Fernandez-Llimos, Fernando
Keywords: Sistemas de informação em farmácia clínica; Informação científica
Issue Date: 23-Sep-2008
Citation: RAMA, Ana Cristina da Costa Ribeiro - Procedimentos operativos normalizados para a resposta a questões clínicas : aplicabilidade à área da segurança em teratologia. Coimbra, 2008.
Abstract: A informação de medicamentos representa uma parte cada vez mais importante das responsabilidades do farmacêutico, particularmente à luz da farmácia clínica e dos cuidados farmacêuticos e do seu valor acrescentado. A prática de cuidados farmacêuticos acarreta a necessidade de competências em informação para a resolução de problemas orientados ao doente, à doença e ao medicamento, dando resposta às questões cada vez mais complexas que se colocam aos profissionais de saúde. A informação de medicamentos deve assim ser entendida como a disponibilização de informação fiável, baseada na evidência e criticamente avaliada, com o objectivo de melhorar os cuidados ao doente, reflectindo-se numa melhoria dos cuidados de saúde prestados e consequentemente numa racionalização da utilização dos recursos farmacoterapêuticos. A gestão efectiva da informação em saúde é um processo multifacetado que deve incluir: o conhecimento das fontes literárias e do acesso à informação que incorpore a melhor evidência científica; aptidões que possibilitem avaliar e processar a informação recolhida com acuidade, fiabilidade, objectividade e no contexto clínico apropriado; competência para disseminar a informação àqueles que dela necessitam, num limite de tempo útil para a sua aplicabilidade; a identificação e registo de indicadores que permitam medir e monitorizar a qualidade da informação disponibilizada e o seu impacto. O objectivo geral desta tese é descrever o fundamento da concepção e o processo de desenvolvimento, de procedimentos operativos normalizados baseados na evidência, para resposta a questões clínicas e testar a sua aplicabilidade na área clínica de segurança em teratologia. Para a prossecução deste objectivo geral, foram estudados nas quatro partes desta investigação, objectivos específicos conducentes à fundamentação, concepção, desenvolvimento dos procedimentos operativos normalizados (PONs) e avaliação da sua aplicabilidade a uma área clínica de segurança. Nesse sentido, efectuou-se o estudo e caracterização do perfil de uma amostra de 6414 consultas de informação, resultando daqui que a maior parte das questões são de natureza clínica, ou seja para servir de suporte à decisão, e que apresentam um nível de complexidade que justifica a aquisição de competência em informação diferenciadas, e ainda, que exigem abordagens sistematizadas para a caracterização, processamento, arquivo e recuperação de informação. Dando resposta às exigências referidas, criou-se um sistema multidimensional hierárquico para classificação e gestão de informação em saúde. Comporta dimensões internas e externas com conceitos perfeitamente definidos que permitem obter uma visão e uma caracterização mais global do problema em análise, sendo facilitador da identificação de fontes de informação e de estudos de qualidade da farmacoterapia e de utilização dos medicamentos. Este sistema pode ser utilizado independente ou como parte integrante dos PONs. Como alicerce à concepção da sistematização dos PONs, identificaram-se os principais factores críticos que os profissionais de saúde enfrentam para procurar e processar a informação, de modo a aplicar na prática clínica, ou seja, saber identificar as reais necessidades de informação e dados clínicos relevantes sobre o doente, a doença e o medicamento, para focalizar a questão; saber como e onde procurar e validar a qualidade da informação recuperada, com uma gestão de tempo que permita a sua utilização; conseguir integrar a “evidência externa” recuperada da literatura, com “evidência interna” gerada pela experiência clínica e com os dados e valores do doente, tornando assim a informação aplicável e com valor acrescentado. Estas características de funcionalidade pretendidas foram conjugadas com características de estrutura, processo e resultados desejáveis nos PONs, resultando um diagrama de fluxo de actividades, incorporando no algoritmo ajudas à decisão. Os PONs desenvolvidos são de carácter geral, e pretendeu-se que tivessem como particularidades, a aplicabilidade a um conjunto genérico de assuntos de questões clínicas, e por outro lado, que servissem de base para o desenvolvimento de PONs específicos de determinados tipos e assuntos das questões clínicas. Esta última característica foi testada pelo desenvolvimento de PONs específicos para a área de segurança em teratologia, comprovando-se que a estrutura e o processo dos PONs gerais comportam a sua evolução para uns mais específicos, e que com estes se consegue optimizar o processo de resposta a questões clínicas nesta área.
Description: Tese de doutoramento em Farmácia (Farmacologia) apresentada à Fac. de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/5919
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Procedimentos Operativos Normalizados para a Resposta a Questões Clínicas..pdf19.17 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

553
checked on Aug 3, 2022

Download(s) 20

1,136
checked on Aug 3, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.