Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/569
Title: Vectorização de lipossomas para o cancro humano de pequenas células do pulmão
Authors: Moreira, João Nuno Sereno de Almeida 
Orientador: Gaspar, Rogério Paulo Pinto de Sá
Allen, Theresa M.
Keywords: Tecnologia Farmacêutica
Issue Date: 18-Mar-2002
Abstract: O presente trabalho teve por objectivo testar a capacidade do antagonista G (H-Arg-D-Trp-NmePhe-D-Trp-Leu-Met-NH2) como agente de vectorização de lipossomas estabilizados estereamente com poli(etilenoglicol) (PEG), também designados por lipossomas Stealth®, para o cancro humano de pequenas células do pulmão (SCLC). Foi demonstrado que o acoplamento covalente do antagonista G na extremidade das cadeias de PEG existentes à superfície de lipossomas (SLG), através de uma ligação tioéter, é susceptível de vectorizar os lipossomas para células clássicas (H69) e variantes (H82) de SCLC. Os SLG ligam-se com maior avidez às células tumorais do que o peptídeo livre, de que resulta a sua endocitose mediada por receptores, através da formação intracelular de vesículas revestidas com clatrina. Nestas condições, a cedência nuclear de doxorrubicina (DXR) é significativamente melhorada quando se efectua por intermédio dos SLG, traduzindo-se num aumento da citotoxicidade relativamente à actividade do mesmo fármaco encapsulado em lipossomas sem antagonista G (DXR-SL). Estudos realizados em ratinhos sãos revelaram que os SLG acumulam-se preferencialmente no baço e no fígado, apresentando um tempo de semi-vida sanguíneo de 13 h. Lipossomas vectorizados, preparados por inserção de conjugados de antagonista G-PEG-distearoilfosfatidiletanolamina (DSPE) em lipossomas pré-formados e com PEG, apresentaram um aumento significativo da associação celular relativamente aos SL e, quando contendo DXR, a citoxicidade foi semelhante à registada para os SLG. O modelo animal de SCLC utilizado neste estudo foram ratinhos atímicos Balb/c nude com tumores subcutâneos resultantes da inoculação de células de SCLC, H69. Os níveis máximos de acumulação tumoral para os SL e para os SLG, variaram entre 2 e 4 % da dose injectada/g de tecido. A eficácia terapêutica da DXR-SL ou da DXR-SLG, para as doses mais elevadas, foi significativamente superior à da DXR livre, não se tendo registado quaisquer diferenças entre a DXR-SL e a DXR-SLG. Destes resultados, destaca-se o potencial terapêutico dos lipossomas Stealth® (não vectorizados) contendo DXR contra o SCLC.
Description: Tese de doutoramento em Farmácia (Tecnologia Farmacêutica) apresentada à Fac. de Farmácia da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/569
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Vectorização de lipossomas para o cancro humano de pequenas células do pulmão.pdf19.98 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

567
checked on Sep 28, 2022

Download(s)

267
checked on Sep 28, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.