Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/48441
Title: Autismo de alto funcionamento : revisão casuística de uma amostra
Authors: Dias, David Afonso Cunha 
Orientador: Duque, Frederico D'Oliveira
Oliveira, Guiomar Gonçalves
Keywords: autismo; perturbação do espectro de autismo; autismo de alto funcionamento
Issue Date: Mar-2012
Abstract: Introdução: As perturbações do espectro do autismo são uma patologia complexa do neurodesenvolvimento cujas manifestações são caracterizadas por uma tríade semiológica que engloba: dificuldades na interacção social, limitação na comunicação verbal e não verbal, e presença de comportamento rígido com interesses repetitivos e limitados. Dentro destas perturbações, o conjunto de indivíduos com um quociente de desenvolvimento ou intelectual global igual ou superior a 70 é denominado por autismo de alto funcionamento. Objectivos: Este trabalho teve por finalidade caracterizar uma população de crianças e adolescentes com o diagnóstico de perturbações do espectro do autismo na procura de diferenças entre o subgrupo de crianças com autismo de alto funcionamento versus autismo com défice cognitivo. Métodos: Através da análise de dados informatizados da Unidade de Neurodesenvolvimento e Autismo, Hospital Pediátrico Carmona da Mota, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, 1188 pacientes que cumpriram critérios para o diagnóstico de autismo, foram incluídos neste estudo; dos quais, 290 apresentavam autismo de alto funcionamento. Procedeu-se à análise estatística das variáveis: género; idade de diagnóstico; parâmetros da Autism Diagnostic Interview-Revised e da Autism Diagnostic Observation Schedule; idade gestacional; idade de aquisição das etapas do desenvolvimento psicomotor; problemas de sono; nível académico dos pais; perímetro craniano (à nascença e no momento da avaliação); escalas de Ruth Griffiths, Wechsler Inteligence Scale for Children e Childhood Autism Rating Scale. Resultados: Globalmente, os parâmetros avaliados revelaram diferenças, na sua maioria com uma relação estatisticamente significativa entre os dois subgrupos. As excepções para esta situação foram observadas com a idade gestacional (p=0,472) e com o perímetro craniano no momento da avaliação que exibiram valores semelhantes nos dois subgrupos e acima dos valores esperados na população geral (~16% versus 3%). Observou-se uma maior proporção de indivíduos com macrocefalia no momento da avaliação clínica relativamente ao nascimento. O nível académico dos pais é significativamente superior no grupo de autismo de alto funcionamento. Dentro de cada subgrupo os resultados mais pertinentes encontrados centram-se na Wechsler Inteligence Scale for Children (third edition) e na Childhood Autism Rating Scale. Conclusão: Existem diferenças entre autismo de alto funcionamento e autismo com défice cognitivo no que diz respeito à caracterização diagnóstica, antropométrica, antecedentes pessoais, familiares e avaliação cognitiva. Concluiu-se também que a macrocefalia não está directamente relacionada com a gravidade dos sintomas de autismo, défices de linguagem e cognitivos. Quanto ao nível académico dos pais, conclui-se que existe uma relação inversa entre este e o grau de gravidade de autismo.
Introduction: Autism spectrum disorders are a complex neurodevelopmental disorder whose manifestations in childhood are characterized by a triad of disabilities that includes: severe and pervasive impairment in reciprocal socialization, qualitative impairment in communication, and repetitive or unusual behavior. Among the autism spectrum disorders, the disturbance which includes the set of individuals without mental retardation is named high-functioning autism. Purpose: This study sought to characterize a population of children and adolescents diagnosed with autism spectrum disorders and find differences between high functioning group and the low functioning one. Methods: Through analysis of computerized data from Unidade de Neurodesenvolvimento e Autismo, Hospital Pediátrico Carmona da Mota, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, 1188 individuals, who fulfilled autistic diagnostic criteria, have been included; 290 of which were high functioning autists. We proceeded to a statistical analysis of: gender, age of diagnosis, parameters from Autism Diagnostic Interview-Revised and Autism Diagnostic Observation Schedule, gestational age, neurodevelopmental profile, sleep disturbances, parent's graduation level, head circumference (at birth and at the time of evaluation); Ruth Griffiths, Wechsler Inteligence Scale for Children and Childhood Autism Rating Scale. Results: Globally, the analyzed data revealed some significant statistical differences from some parameters between the two subgroups. Exceptions to this were made with gestational age (p=0,472) and with head circumference at the time of evaluation, which exhibited similar results in both groups and above those expected from the overall population (~16% versus 3%). We observed a larger amount of individuals with macrocephaly at the time of evaluation than at the time of birth. Parent's graduation level were higher in high functioning autism. Inside each group, the most relevant results comes from Wechsler Inteligence Scale for Children and Childhood Autism Rating Scale. Conclusion: There are some differences between high-functioning autism and low-functioning autism related to diagnostic and anthropometric characterization, personal history, family background and cognitive assessment. It was also concluded that macrocephaly is not directly related with the severity of autistic symptoms, language or cognitive deficits. As for the parent's graduation level, it has been concluded that there is an inverse relationship between it and the severity of autism.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em medicina área científica de Pediatria, apresentada á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/48441
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese.pdf737.5 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

197
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 50

215
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.