Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/48112
Title: Auto-imunidade e infertilidade
Authors: Silva, Ana Vitor Rodrigues da 
Orientador: Costa, Maria Isabel Ribeiro dos Reis Torgal Dias da
Carvalho, Maria João da Silva Fernandes Leal
Keywords: Auto-imunidade; Doenças auto-imunes; Infertilidade feminina
Issue Date: 2011
Abstract: As doenças auto-imunes atingem frequentemente mulheres em idade fértil. Doenças como Tiroidite Auto-imune, Lúpus Eritematoso Sistémico e Síndrome Antifosfolipídico têm sido investigadas para possíveis associações com a falência da reprodução. A auto-imunidade pode influenciar diversos mecanismos da reprodução, como a falência ovárica prematura, implantação embrionária e abortos de repetição. A tiroidite auto-imune é uma patologia muito frequente na população feminina. Verificou-se uma maior prevalência desta doença em mulheres inférteis, principalmente com endometriose, estando associada a um aumento da taxa de abortos espontâneos. A fisiopatologia subjacente a esta associação permanece pouco clara, no entanto, existem algumas hipóteses explicativas: alguns consideram a acção directa dos auto-anticorpos na placenta, outros defendem que o baixo nível de hormonas tiroideias durante a gestação pode por si só levar a abortos espontâneos. Os testes de função tiroideia e anticorpos anti-tiroideus devem ser incluídos no acompanhamento de mulheres inférteis de modo a identificar as pacientes que podem beneficiar de um tratamento imediato, bem como de uma vigilância apertada durante a gravidez. O Lúpus Eritematoso Sistémico é uma doença auto-imune que atinge primariamente mulheres em idade reprodutiva. A gravidez de uma paciente com esta patologia apresenta um risco aumentado de abortamento, parto prematuro, pré-eclâmpsia, e atraso de crescimento intra-uterino. A actividade da doença aumenta significativamente o risco destas complicações. Por esta razão, a altura da gravidez deve coincidir com um período de remissão da doença. O Síndrome Antifosfolipídico consiste na presença de anticorpos anti-fosfolipídicos em associação com manifestações clínicas de trombose arterial/venosa ou complicações obstétricas específicas. Este síndrome é frequentemente visto em associação com Lúpus e tem sido correlacionado com abortos recorrentes. Acredita-se que o mecanismo de perda fetal seja a ligação dos anticorpos antifosfolipídicos às células do trofoblasto, resultando na formação deficiente da placenta. As complicações trombóticas na circulação uteroplacentária também têm sido propostas como mecanismo contribuinte. A terapêutica ant i-trombótica é fortemente recomendada nestas pacientes. Fortes evidências indicam que a auto-imunidade é primariamente responsável por falência ovárica prematura, principalmente em casos associados com tiroidite auto-imune, Doença de Addison, e outras doenças poliendócrinas auto-imunes. Diversos autores destacaram a influência de factores auto-imunes major na implantação, nomeadamente a existência de anticorpos anti-fosfolipídicos e anticorpos anti-nucleares, dando ênfase ao potencial papel que eles podem desempenhar no processo reprodutivo.
The autoimmune diseases often affect women of childbearing age. Diseases such as Thyroid Autoimmunity , Systemic Lupus Erythematosus and Antiphospholipid Syndrome have been investigated for possible associations with the failure of reproduction. Autoimmunity can affect various mechanisms of reproduction, such as premature ovarian failure, embryo implantation and recurrent abortion. Thyroid Autoimmunity is a very common disease in women. There has been a higher prevalence of this disease in infertile women, especially with endometriosis and is associated with an increased rate of miscarriages. The pathophysiology underlying this association remains unclear, however, there are some hypotheses: some consider the direct action of autoantibodies on the placenta, others argue that the low level of thyroid hormones during pregnancy can itself lead to miscarriages. Thyroid function tests and anti-thyroid antibodies should be included in the monitoring of infertile women to identify patients who may benefit from immediate treatment, as well as close monitoring during pregnancy. Systemic Lupus Erythematosus is an autoimmune disease that primarily affects women of reproductive age. The pregnancy of a patient with this disease has an increased risk of miscarriage, premature birth, preeclampsia, and intrauterine growth retardation. The activity of the disease significantly increases the risk of complications. For this reason, the pregnancy should coincide with a period of remission. Antiphospholipid Syndrome is defined by the presence of antiphospholipid antibodies in patients with venous or arterial thrombosis or obstetric complications. This syndrome is often seen in association with lupus and has been correlated with recurrent miscarriages. The mechanism of fetal loss is the bind of antiphospholipid antibody to trophoblast cells, resulting in defective formation of the placenta. Thrombotic complications in the uteroplacental circulation have also been proposed as a contributing mechanism. The anti-thrombotic therapy is strongly recommended in these patients. Strong evidence indicates that autoimmunity is primarily responsible for premature ovarian failure, especially in cases associated with Thyroid Autoimmunity, Addison's disease and other autoimmune polyglandular diseases. Several authors highlighted the influence of major autoimmune factors in implantation, including the presence of antiphospholipid antibodies and antinuclear antibodies, emphasizing the potential role in the reproductive process.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Ginecologia, apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/48112
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
6º ano MIM-trabalho final.pdf622.97 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

503
checked on Jul 9, 2020

Download(s) 10

1,780
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.