Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/45604
Title: Defeito cognitivo ligeiro e doença de Alzheimer : conversão ou progressão?
Authors: Carmo, João Filipe Guia Alves do 
Orientador: Santana, Maria Isabel Jacinto
Oliveiros, Bárbara
Keywords: Doença de Alzheimer; Comportamento cognitivo leve; Progressão da doença
Issue Date: 2011
Abstract: Introdução: O Defeito Cognitivo Ligeiro é uma entidade de transição entre o envelhecimento normal e a Doença de Alzheimer. A capacidade de prever quais os doentes que convertem para demência tem sido uma das áreas de interesse de investigação. Vários indicadores de risco foram referenciados na literatura, nomeadamente a idade avançada, a gravidade do defeito de memória, a atrofia do hipocampo e/ou atrofia cortical e a presença do alelo epsilon 4 da Apolipoproteína E. No entanto, alguns autores consideram que o conceito de “conversão”, entendido com uma transição abrupta e qualitativa de classificação é subjectivo e eventualmente inadequado para uma doença neurodegenerativa. Uma nova proposta será verificar se existe um perfil de “progressão” versus “não progressão” como indicador de evolução para Doença de Alzheimer. Objectivos: Avaliar o perfil de declínio cognitivo ao longo do tempo em doentes com o diagnóstico de Defeito Cognitivo Ligeiro estudados prospectivamente no Serviço de Neurologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra. Metodologia: Os doentes com DCL efectuam avaliações de controlo cada 6 ou 12 meses com um protocolo estandardizado que inclui a Subjective Memory Complaints, as escalas de classificação global Clinical Demencia Rating e Blessed Dementia Scale; o Minimental- State-Examination e a Alzheimer Disease Assessment Scale para avaliação cognitiva, Disability Assessment for Dementia Scale para avaliação funcional, e Escalas Psicopatológicas como o Neuropsychiatric Inventory, a Geriatric Depression Scale e a Hamilton Anxiety Scale. Os critérios de diagnóstico do grupo de estudo e de classificação de demência são os habitualmente referenciados na literatura. Os dados foram analisados com recurso ao Statistical Package for the Social Sciences. Resultados: Foram estudados 138 indivíduos, entre 2001 e 2009, dos quais 40 (29 %) desenvolveram Doença de Alzheimer num período médio de 6,3 anos. Os dois grupos não apresentaram diferenças estatisticamente significativas no que se refere à idade de início do defeito de memória, história familiar positiva, escalas de avaliação psicológica, funcional, global e de queixas subjectivas de memória. Apenas as escalas cognitivas e o perfil genético diferenciaram os grupos. No estudo longitudinal, foi evidenciado um perfil de progressão nos instrumentos da vertente cognitiva e global. Conclusões: A confirmação objectiva da existência de um declínio gradual (perfil de progressão) no grupo que desenvolve demência, coaduna-se com a história natural de uma situação neurodegenerativa. A valorização deste perfil de progressão versus conversão poderá ser especialmente útil em ensaios clínicos com fármacos susceptíveis de modificar a história natural da doença.
Introduction: The Mild Cognitive Impairment is a transitional entity between normal aging and Alzheimer's disease. The ability to predict which patients convert to dementia has been one of the areas of research interest. Several risk indicators were reported in the literature, including advanced age, severity of memory defect, hippocampal atrophy and/or cortical atrophy and the presence of Apolipoprotein E epsilon 4 allele. However, some authors consider that the term "conversion", understood as an abrupt transition and qualitative classification is subjective and possibly unsuitable for a neurodegenerative disease. A new proposal will check if there is a “progression’s profile” versus "no progression" as an indicator of evolution to Alzheimer disease. Objectives: To evaluate the profile of cognitive decline over time in patients diagnosed with Mild Cognitive Impairment prospectively studied in the Department of Neurology of Hospitais da Universidade de Coimbra. Methods and materials: Patients with MCI perform control assessments every 6 to 12 months with a standardized protocol that includes Subjective Memory Complaints, global rating scales Clinical Dementia Rating and Blessed Dementia Scale; the Minimental-State Examination and the Alzheimer Disease Assessment Scale cognitive assessment, Disability Assessment for Dementia Scale for functional assessment, and Psychopathological scales like the Neuropsychiatric Inventory, Geriatric Depression Scale and Hamilton Anxiety Scale. The diagnostic criteria of the study group and classification of dementia are usually referred to in the literature. Data were analyzed with the Statistical Package for the Social Sciences. Results: 138 individuals were studied between 2001 and 2009, of which 40 (29%) developed Alzheimer's disease at a mean period of 6, 3 years. The two groups showed no statistically significant differences with regard to age of onset of memory defect, positive family history, psychological, functional, and global assessment scales and subjective memory complaints. Only the cognitive scales and the genetic profile differences groups. In the longitudinal study, a progression’s profile was shown in the instruments of cognitive and global dimension. Conclusions: The objective confirmation of the existence of a gradual decline (progression’s profile) in the group that developed dementia is consistent with the natural history of a neurodegenerative situation. The value of this progression’s profile versus conversion could be particularly useful in clinical trials of drugs capable of altering the natural history of disease.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área cientifica de Neurologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/45604
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação de mestrado.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

235
checked on Sep 15, 2020

Download(s) 50

266
checked on Sep 15, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.