Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/442
Title: Trajectórias de rendimento na reforma : uma reflexão sobre o sistema público de pensões em Portugal
Authors: Murteira, Maria Clara Papão Franjoso 
Orientador: Pereirinha, José António Correia
Keywords: Política social -- Portugal; Segurança Social -- Portugal; Sistemas de reforma -- Portugal; Pensão de reforma -- Portugal
Issue Date: 25-May-2005
Citation: MURTEIRA, Maria Clara - Trajectórias de rendimento na reforma : uma reflexão sobre o sistema público de pensões em Portugal. Coimbra, 2004.
Abstract: Nesta tese analisam-se as trajectórias de rendimento de vários grupos de pensionistas do regime geral de segurança social, observando a transição de rendimento que acompanha a cessação de actividade e a sua evolução posterior. Na primeira parte desenvolve-se uma reflexão teórica sobre os problemas suscitados no domínio da justiça entre gerações pela organização de um sistema de pensões, inspirada no pensamento de Rawls. O problema das pensões foi perspectivado tendo como referência duas ideias essenciais: o domínio da justiça deve compreender uma visão articulada dos deveres e obrigações que se estabelecem entre gerações sucessivas e entre contemporâneos; e inclui aspectos materiais e civilizacionais, pois a sua função social consiste em garantir um rendimento na reforma, contribuindo para reduzir a insegurança económica e promover o bem-estar dos pensionistas. Na segunda parte analisam-se diferentes perspectivas coexistentes na teoria económica sobre a finalidade e os objectivos do sistema de pensões, o seu papel na redistribuição de rendimentos e, consequentemente, a formulação do problema da equidade na distribuição das receitas e das despesas. De acordo com o quadro conceptual adoptado, o sistema pode ter um papel redistributivo alargado. Na terceira parte, estudam-se as trajectórias de rendimento na reforma de diferentes grupos de pensionistas de velhice do regime geral. A investigação teve como suporte uma base de dados cedida pelo Centro Nacional de Pensões. Os pensionistas foram agrupados segundo o sexo e a geração. Primeiro, compararam-se as trajectórias de rendimento dos diferentes grupos e os níveis médios de pensão num momento em que os indivíduos são contemporâneos. Questionou-se se os sistemas de pensões deveriam privilegiar o objectivo de igual tratamento das gerações. De seguida, analisou-se a trajectória de rendimento de cada grupo, examinando a transformação da distribuição de rendimentos na transição para a reforma e durante o período da reforma.
Description: Tese de doutoramento em Economia (Desenvolvimento e Política Económica) apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/442
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 50

358
checked on Nov 26, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.