Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43849
Title: Que agenda de investigação para as relações laborais em Portugal?
Authors: Costa, Hermes Augusto 
Keywords: Relações laborais; Relações industriais; Movimento sindical; Labour relations; Industrial relations; Trade union movement
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade da Beira Interior
Serial title, monograph or event: UBImuseum
Issue: 2
Place of publication or event: Covilhã
Abstract: O termo “relações laborais” ou “relações industriais” suscitou historicamente várias reflexões que permitiram situar o papel do movimento sindical. Ao longo do tempo, tais “relações” nunca deixaram se de configurar como assimétricas, mesmo no período dos “30 gloriosos” em que o Estado-Providência e o pleno emprego se consagraram como mecanismos redistributivos e de garante de consenso e o neocorporativismo como disposição institucional de relações consensuais entre o governo e os interesses sociais organizados. A agenda de investigação em relações laborais é hoje fortemente marcada por políticas de austeridade que colocam em cheque o papel tradicional das organizações sindicais. Importará, por isso, recuperar algumas das tradições teóricas de relações laborais e ver em que medida elas se adequam ao clima de retrocesso social vivido no campo das relações laborais. Por outro lado, tendo por referência o caso português, enunciam-se alguns temas de investigação emergentes neste campo.
“Labour relations” or “industrial relations” are terms that historically raised several reflections concerning the role of the trade union movement. Over time, those “relations” were almost always considered as asymmetrical, even during the “30 glorious”, when the welfare state and full employment were consecrated as redistributive mechanisms and when neocorporatism and social consensus among different social actors was the rule. The research agenda in industrial relations today is strongly marked by austerity policies that calls into question the traditional role of trade unions. It matters, therefore, to recover some of the theoretical traditions of industrial relations and to see to what extent they conform to the climate of social backlash experienced in the feld of labor relations. On the other hand, with reference to the Portuguese case, we describe some emerging research topics in this feld.
URI: http://hdl.handle.net/10316/43849
ISSN: 2182-6560
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Que agenda de investigação para as relações laborais em Portugal.pdf152.04 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

234
checked on Sep 22, 2020

Download(s)

39
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.