Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43557
Title: A utilidade pa PET/CT nas neoplasias malignas ósseas
Authors: Costa, Paulo José Matias da 
Orientador: Casanova, José Manuel Pinto Silva
Santos, Paula Alexandra Amado Lapa Matos
Keywords: Neoplasias dos ossos; Exames complementares de diagnóstico
Issue Date: Feb-2012
Abstract: Introdução: Os sarcomas ósseos (SO) são raros, constituindo apenas 0,2% de todos os tumores. A sua incidência tem vindo a aumentar afectando cada vez mais doentes, contudo a quimioterapia neoadjuvante permitiu melhorar substancialmente as taxas de sobrevivência e de cura. As metástases ósseas são mais prevalentes que os SO atingindo entre 30% a 70% dos doentes com carcinoma, condicionando grande sofrimento e prognóstico desfavorável. O Mieloma Múltiplo (MM) representa a neoplasia maligna óssea primitiva mais frequente e quando é diagnosticado, 80% dos doentes tem envolvimento ósseo secundário com grandes repercussões no tratamento e prognóstico. A PET é um exame de medicina nuclear que oferece uma avaliação molecular de grande vantagem na abordagem tumoral. A PET/CT, ao permitir a obtenção de imagens funcionais e anatómicas num único exame, aumentou a capacidade e utilidade desta técnica despertando grande interesse no estudo das neoplasias malignas ósseas. Objectivos: Avaliar as aplicações da PET, em especial da PET/CT, no estudo das neoplasias ósseas malignas, quer as primitivas mais comuns, quer as metástases ósseas e o Mieloma Múltiplo. Métodos: Foi realizada uma revisão exaustiva com base em livros conceituados e na literatura mais recente, disponível na base de dados da PubMed, utilizando as seguintes palavras-chave: Sarcomas Ósseos; Mieloma Múltiplo; Metástases Ósseas; PET; PET/CT. Desenvolvimento: A FDG-PET/CT tem alguma utilidade na caracterização inicial das lesões ósseas, nomeadamente na distinção entre lesões benignas e malignas e na estimativa do grau tumoral das lesões malignas, contudo, a sobreposição significativa dos SUVmax não permite excluir a realização de biópsia. Actualmente é a técnica com melhores resultados no estadiamento dos SO, sobretudo pela elevada acuidade na detecção de metastização à distância, possuindo um elevado VPN que permite excluir a presença de metástases com grande segurança. A análise do SUV antes e depois da quimioterapia neoadjuvante é uma ferramenta muito importante quer na avaliação da eficácia terapêutica quer como factor de prognóstico. A FDG-PET/CT supera as técnicas convencionais na distinção entre tecido cicatricial e lesão tumoral recidivante, com o benefício adicional de não ser afectada pela presença de próteses metálicas. No estudo dos doentes com mieloma múltiplo apresenta uma elevada acuidade na detecção de lesões focais e envolvimento difuso da medula óssea, onde apenas é ultrapassada pela RM. No entanto, tem a vantagem de ser um exame de corpo inteiro que detecta substancialmente mais lesões extramedulares. Revelou ser muito útil na avaliação da resposta à terapêutica, detectando a sua eficácia mais precocemente do que qualquer outra técnica. É o exame que melhor se correlaciona com vários factores de prognóstico para a sobrevida dos doentes antes e após o transplante autólogo. Relativamente ao estudo das metástases ósseas líticas, a FDG-PET/CT apresenta uma elevada acuidade na sua detecção, superior às restantes técnicas de imagiologia convencional, sendo apenas igualada pela RM em alguns casos, especificamente na avaliação da coluna vertebral. A componente CT confere a grande vantagem de avaliar as complicações das metástases como a compressão de corpos vertebrais e compromisso neurológico da medula espinhal. A 18F-PET/CT apresenta uma elevada sensibilidade para a detecção de metástases osteoblásticas e osteolíticas tendo maior indicação nos casos de alto risco em que a cintigrafia óssea é negativa ou inconclusiva. Conclusão: A PET/CT demonstra uma grande utilidade na avaliação dos SO, MM e metástases ósseas, não estando ainda largamente implementada pela falta de estudos que estabeleçam definitivamente critérios uniformes para a sua utilização. Contudo, é impossível ignorar que será o exame do futuro em alguns aspectos da avaliação destes tumores permitindo uma grande redução do número de exames efectuados pelos doentes, melhorando substancialmente o tratamento e prognóstico destes.
Background: Bone sarcomas (BS) are rare, representing only 0.2% of all tumors. Its incidence has been rising affecting more patients, however, neoadjuvant chemotherapy has substantially improved survival and healing rates. Bone metastases are more prevalent than the bone sarcomas, affecting 30% to 70% of patients with carcinoma, with great suffering and poor prognosis. Multiple Myeloma (MM) is the most frequent bone malignancy and when diagnosed, 80% of patients have secondary bone involvement with major implications for treatment and prognosis. PET is a nuclear medicine test that provides a molecular assessment of big advantage in tumor approach. PET/CT, by allowing anatomical and functional imaging obtainment in a single examination increased the capacity and usefulness of this technique, arousing great interest in the study of bone malignancies. Aim: To evaluate PET applications, especially PET/CT, in the study of bone malignancies, either the most common primitive, bone metastases and multiple myeloma. Methods: A systematic review was performed based on appraised books and the most recent literature available on PubMed data base, using the following keywords: Bone Sarcomas; Multiple Myeloma; Bone Metastases; PET; PET/CT. Body: FDG-PET/CT has some usefulness in the initial assessment of bone lesions, namely in benign and malignant lesions distinction and to estimate tumor grade, however, the considerable overlap of SUVmax doesn’t allow excluding biopsy. Currently, it’s the technique with better results in bone sarcomas staging, mainly by its high accuracy in detecting distant metastases, owning a high PPV which allows it to exclude metastases with a high level of security. The SUV analysis before and after neoadjuvant chemotherapy, is a very important tool either in the assessment of therapy success or as a prognostic factor. FDGPET/ CT overcomes the conventional techniques in the distinction between scar tissue and relapsing tumor lesion, with the benefit of not being affected by metallic prostheses presence. In the assessment of Multiple Myeloma patients it presents a high accuracy in the detection of focal lesions and diffuse involvement of bone marrow, where only is surpassed by magnetic resonance imaging (MRI). However, it has the advantage of being a full body exam which detects substantially more extra-medullary lesions. It revealed to be very useful in the assessment of therapy response, detecting its success earlier than any other technique. It’s the exam that best correlates with several prognostic factors to patient survival after and before autologous transplant. Concerning the lytic bone metastases assessment, FDG-PET/CT, has a high accuracy in its detection, superior to the remaining conventional imaging techniques, only matched by MRI in some cases, specifically in vertebral column assessment. The CT component gives a great advantage to evaluate complications of metastases, such as vertebral body compression and neurologic commitment of spinal cord. 18F-PET/CT presents a high sensibility to detect osteoblastic and osteolytic metastases having greater application in high risk cases where bone scintigraphy is either negative or inconclusive. Conclusion: PET/CT is very useful in the assessment of BS, MM and bone metastases, not being yet wide implemented by the lack of studies that definitely establish uniform criteria for its use. However, it’s impossible to ignore that it will be the exam of the future in the assessment of some of the aspects of this tumors, allowing a great reduction in the number of exams carry out by patients, substantially improving their treatment and prognosis.
Description: Trabalho de mestrado integrado em Medicina área científica de Ortopedia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43557
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
A utilidade da PETCT nas neoplasias malignas ósseas, FMUC, 2013, Paulo Costa.pdf3.44 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

301
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 20

714
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.