Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43354
Title: Derivações urinárias ortotópcas : indicações vantagens e desvantagens
Authors: Coelho, Rafaela Cardoso Gomes
Orientador: Figueiredo, Arnaldo José Castro
Parada, Belmiro Ataíde da Costa
Keywords: Neoplasias da bexiga
Cistectomia
Issue Date: Mar-2012
Abstract: Objectivo: Abordar as indicações, contra-indicações, vantagens e desvantagens das derivações urinárias ortotópicas. Material e métodos: Realizei pesquisas de artigos científicos e de revisão na PubMed, com os termos: “Orthotopic Urinary Diversion”, “Cystectomy/Adverse effects”, “Cystectomy/Methods” e “Cystectomy/Contraindications/ Indications”. Limitei as pesquisas a humanos, às línguas inglesa, espanhola e portuguesa, e aos anos 1998 - 2011. Recorri ainda a 2 livros. Introdução: A neoplasia vesical é a 4ª mais frequente no homem e a 13ª mais frequente na mulher. Os doentes com tumores superficiais podem ser tratados com ressecção transuretral e/ou terapêutica intravesical, mas nos casos de tumores superficiais de alto risco e de tumores músculo-invasivos a cistectomia radical pode estar indicada. Doenças benignas como bexiga neurogénica e condições inflamatórias da bexiga também são indicações para cistectomia. Nos doentes cistectomizados há 3 opções para reestruturação do tracto urinário: derivações cutâneas incontinentes, derivações cutâneas continentes e derivações urinárias ortotópicas. Desenvolvimento: Homens, mulheres, idosos e obesos podem ser candidatos a uma neobexiga, desde que haja uma avaliação de risco com base em parâmetros oncológicos, físicos, psicológicos, técnicos e sociais. A insuficiência hepática ou renal, a incapacidade para auto-cateterização e uma margem distal uretral positiva na biópsia extemporânea contra-indicam absolutamente a reconstrução ortotópica. A existência de comorbilidades, irradiação pélvica pré-operatória, necessidade de quimioterapia adjuvante, patologia uretral e doença tumoral com elevado risco de recorrência constituem contra-indicações relativas e exigem ponderação. O esclarecimento das vantagens e desvantagens das derivações urinárias ortotópicas exige conhecimento sobre as suas complicações, morbilidade, mortalidade, resultados funcionais, segurança da sua aplicação e qualidade de vida que proporcionam. Discussão: As derivações urinárias permitem a micção pela uretra frequentemente com bons resultados funcionais e constituem uma opção segura mesmo em doentes oncológicos seleccionados. Comparando com o conduto ileal, permitem evitar a colocação de um estoma e preservar a imagem corporal, sem que a mortalidade e o risco de complicações graves sejam superiores. Quanto às desvantagens, incluem a necessidade de uma rigorosa selecção de candidatos e seguimento pós-operatório prolongado. Comparando com o conduto ileal, a técnica cirúgica é mais exigente e acarreta um risco superior de morbilidade. Ainda está por provar a sua superioridade na melhoria da qualidade de vida. Conclusão: A derivação urinária ortotópica deve ser oferecida a todos os doentes cistectomizados sem contra-indicações. Contudo, ainda está por esclarecer qual o tipo de derivação urinária mais vantajoso
Objective: To broach the indications, contraindications, advantages and disadvantages of orthotopic urinary diversion. Material and methods: I researched scientific papers and review articles in PubMed, with the words: “Orthotopic Urinary Diversion", "Cystectomy/Adverse effects", "Cystectomy/ Methods" and "Cystectomy/Contraindications/Indications". I restrained the research to humans, English, Spanish and Portuguese languages, and years 1998 to 2011. I also researched in 2 books. Introduction: Bladder cancer is the fourth most common cancer in men and the thirteenth in women. Patients with superficial tumors can be treated with transurethral resection and/or intravesical therapy, but in cases of high risk superficial tumors and invasive tumors radical cystectomy may be indicated. Benign diseases such as neurogenic bladder and bladder inflammatory conditions are also indications for cystectomy. In cystectomized patients there are 3 options to reconstruct the urinary tract: incontinent cutaneous diversions, continent cutaneous diversions and orthotopic reconstructions. Development: Men, women, elderly and obese may be candidates for a neobladder, as long as a risk assessment based on oncological, physical, psychological, social and technical parameters is provided. Impaired renal or hepatic functions, impairment to perform self-catheterization and positive intraoperative frozen-section of the distal urethra absolutely contraindicate orthotopic reconstruction. The presence of comorbidities, previous pelvic irradiation, the need for adjuvant chemotherapy, urethral disease and high risk of tumor recurrence are relative contraindications and require consideration. The clarification of the advantages and disadvantages of orthotopic reconstruction requires knowledge of its complications, morbidity, mortality, functional results, safety and quality of life that may be provided with it. Discussion: The orthotopic urinary diversion allows voiding through the urethra, frequently with good functional results and it is a safe option even in selected oncological patients. When compared with the ileal conduit, orthotopic reconstruction allows avoiding a stoma and preserving the body image without a higher risk of mortality and severe complications. The disadvantages concerning this procedure include the need for a rigorous candidate selection and postoperative extended follow-up. The surgical technique is more demanding and carries a higher risk of morbidity when compared with the ileal conduit. Its superiority in improving the quality of life yet remains unproven. Conclusion: The orthotopic urinary diversion should be offered to all cystectomized patients without contraindications. However, it is still unclear what type of urinary diversion is more benefic
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina, área científica de Urologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43354
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rafaela Coelho.pdf936.43 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.