Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/42359
Title: As células estaminais cancerígenas como alvos para novas terapêuticas do cancro da mama
Authors: Ferreira, Raquel Alexandra Miguéis Henriques
Orientador: Mendes, Alexandrina Ferreira
Keywords: Células estaminais neoplásicas
Neoplasias da mama
Resistência aos medicamentos
Issue Date: 2016
Abstract: As células estaminais cancerígenas do cancro da mama (BCSC) são uma pequena população celular heterogénea que exibe propriedades das células estaminais. Devido às suas capacidades de autorrenovação e de diferenciação, estas são capazes de induzir o crescimento tumoral, formação de metástases, recorrência tumoral e resistência à terapêutica. Múltiplos mecanismos são considerados fatores subjacentes às propriedades apresentadas pelas BCSC. Tais mecanismos incluem as vias de sinalização celular, tais como Wnt, Notch e Hedgehog, e estímulos libertados pelo microambiente tumoral, os quais são responsáveis pela ativação da transição epitelial-mesenquimal, uma característica central da heterogeneidade das células tumorais e da resistência farmacológica. Assim, o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas capazes de matar todas as BCSC é uma necessidade urgente. A caracterização das BCSC e dos mecanismos a elas subjacente é essencial para a identificação de potenciais alvos para novas estratégias terapêuticas que isoladamente ou em combinação com a quimio e radioterapia convencionais, possam aumentar a eficácia terapêutica e prevenir a recidiva tumoral e a metastização em doentes com cancro da mama.
Breast Cancer Stem Cells (BCSC)are a small heterogeneous cell population in breast cancer that displays stem cell properties. Due to their self-renewing and differentiation capabilities, they are able to induce tumour growth, metastases, recurrence and multiple drug resistance. Multiple mechanisms are considered underlying factors for the properties presented by BCSC. Such mechanisms include signalling pathways, like Wnt, Notch and Hedgehog, and stimuli released by the tumour microenvironment, which are responsible for activation of epithelial-mesenchymal transition, a central feature of tumour cell heterogeneity and drug resistance. Therefore, new therapeutic approaches able to kill all BCSC are an urgent need. The characterization of BCSC and their underlying mechanisms is essential for the identification of potential targets for new therapeutic strategies that isolated or in combination with conventional chemo- and radiotherapies, can improve efficacy and prevent tumour relapse and metastasis formation in breast cancer patients.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/42359
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CSC e Cancro da Mama FINAL.pdf7.83 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.