Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/41712
Title: APOE e transformação hemorrágica após administração de alteplase em doentes com acidente vascular cerebral isquémico agudo
Authors: Pedrosa, Isabel Sofia de Sousa 
Orientador: Santana, Maria Isabel Jacinto
Cordeiro Santo, Gustavo António Pereira Rodrigues
Keywords: Hemorragia cerebral; Neurologia
Issue Date: Sep-2012
Abstract: Introdução: O desenvolvimento de uma hemorragia intracraneana após realização de fibrinólise em contexto de acidente vascular cerebral isquémico agudo é um fenómeno complexo e multifactorial, cujo conhecimento permanece parcialmente incompreendido. O gene que codifica a apolipoproteina E é um potencial candidato implicado na sua etiopatogénese uma vez que os alelos ε2 e ε4 parecem estar envolvidos no desenvolvimento de angiopatia amilóide. Numa população de doentes com acidente vascular cerebral isquémico agudo analisou-se uma possível associação entre o alelo ε4 e o risco de transformação hemorrágica e hemorragia intracerebral sintomática após realização de fibrinólise endovenosa. Metodologia: Estudo prospectivo que decorreu no período compreendido entre 1 de Janeiro de 2011 e 31 de Agosto de 2012 e incidiu sobre uma população de doentes com acidente vascular isquémico agudo admitidos na unidade da respectiva patologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra e que foram tratados com rt-PA dentro de 4,5 horas. Os dados referentes aos casos que cumpriam os critérios de inclusão e de exclusão foram recolhidos através da folha de entrada e da análise do processo clínico. Todos os doentes foram submetidos a exames de imagem antes e 24 horas após o tratamento trombolítico e procedeu-se à extracção do DNA para genotipagem da apolipoproteína E. Para avaliação do status do doente foram utilizadas a escala National Institute of Health Stroke Scale (NIHSS) e modified Rankin scale (mRs). O tratamento estatístico foi realizado com o software SPSS. Os doentes foram divididos de acordo com a presença ou ausência de um ou mais alelos ε4, desenvolvimento ou não de transformação hemorrágica e de hemorragia intracerebral sintomática. Resultados: Na análise univariada verificou-se uma relação estatisticamente significativa entre o desenvolvimento de transformação hemorrágica e a presença de fibrilhação auricular, hiperdensidade da ACM, pontuação mais elevada de NIHSS de entrada, às 2h e às 24h, na mRs no momento da alta e mais reduzida no ASPECTS. Na análise da relação entre as variáveis estudadas com a hemorragia intracerebral sintomática verificou-se uma relação significativa com diabetes mellitus, hipertensão arterial, fibrilhação auricular, insuficiência cardíaca congestiva, pontuação mais elevada de NIHSS às 2h e 24h, no score obtido na mRs no momento da alta e, por fim, no tempo decorrido entre os sintomas e o tratamento fibrinolítico. Na análise multivariada, apenas o valor de NIHSS e a pontuação do ASPECTS no momento de admissão se revelaram preditores independentes de transformação hemorrágica e de hemorragia intracerebral, respectivamente. Conclusão: Os resultados deste estudo não sugerem a presença de uma associação estatisticamente significativa entre a presença de pelo menos um alelo ε4 e o risco de desenvolvimento de transformação hemorrágica e hematoma intracraneano sintomático em doentes com acidente vascular isquémico agudo submetidos a fibrinólise.
Background: The development of an intracranial haemorrhage after undergoing fibrinolysis in the context of acute ischemic stroke is a multifactorial and complex phenomenon, whose knowledge remains partially misunderstood. The gene encoding apolipoprotein E is a potential candidate involved in its etiopathogenesis since ε2 and ε4 alleles appear to be involved in the development of amyloid angiopathy. In a population of patients with acute ischemic stroke analyzed a possible association between the ε4 allele and the risk of hemorrhagic transformation and symptomatic intracerebral hemorrhage after undergoing intravenous fibrinolysis. Methods: This prospective study took place in the period between 1 January 2011 and 31 August 2012 and focused on a population of patients with acute ischemic stroke admitted in the unit of their pathology from the University Hospitals of Coimbra and who were treated with rt-PA within 4.5 hours. Data regarding cases that met the criteria for inclusion and exclusion were collected through the sheet entry and analysis of clinical process. All patients underwent imaging before and 24 hours after thrombolytic therapy and proceeded to the extraction of DNA for genotyping of apolipoprotein E. To review the status of the patient were used National Institute of Health Stroke Scale (NIHSS) and modified Rankin Scale (mRs). Statistical analysis was performed with SPSS software. Patients were divided according to the presence or absence of one or more ε4 alleles, development or absence of hemorrhagic transformation and symptomatic intracerebral hemorrhage Results: In univariate analysis there was a statistically significant relationship between the hemorrhagic transformation and the presence of atrial fibrillation, hyperdensity ACM, NIHSS score highest entry, and at 2h to 24h in mRs at discharge and lower in ASPECTS. In the analysis of the relationship between variables with symptomatic intracerebral hemorrhage there was a significant relationship with diabetes mellitus, hypertension, atrial fibrillation, congestive heart failure, NIHSS score highest at 2 and 24 h, the score obtained in the mRs at discharge and the time elapsed between symptoms and fibrinolytic treatment. In multivariate analysis, only the value of the NIHSS and ASPECTS score on admission proved to be independent predictors of hemorrhagic transformation and intracerebral hemorrhage, respectively.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina, área científica de Neurologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/41712
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

421
checked on Sep 22, 2020

Download(s) 50

286
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.