Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/38931
Title: Energy and CO2 emissions in the EU's Economies
Authors: Dias, José Eduardo Fernandes 
Orientador: Cruz, Luís Miguel Guilherme
Keywords: Sustainability; Energy Policy; Energy Intensity; CO2 Emissions Intensity; Decoupling; Decomposition Analysis; Sustentabilidade; Política Energética; Intensidade Energética; Intensidade das Emissões de CO2; Análise de Decomposição
Issue Date: 20-Feb-2014
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Sustainability has been traditionally focused in the three pillar model - Economy, Ecology and Society - all considered to be interconnected and mutually enforcing pillars. One of today’s major challenges is to tune environmental sustainability with economic growth and welfare by decoupling resources use and environmental degradation from the growth of the economy. However, the continuous growing demand for energy and resources - to sustain human needs and economic growth - and corresponding consequences on climate change are challenging this objective. The main aim of this work is to assess these energy-economy-environment interactions by focusing on the analysis of energy and CO2 emissions intensities through a comparative examination of their recent progress in the EU countries, using data from the World Input Output Database (WIOD). The analysis of the progresses achieved in these indicators will be performed both by assessing whether resources use and/or environmental degradation are decoupling from the growth of the economies, and by the decomposition of the overall rates of change of energy and CO2 emissions into the different explanatory effects contributing to such progression (using a LMDI-Logarithmic Mean Divisia Index approach). One of the major contributions expected from this work is to derive policy recommendations from the analysis of energy and CO2 emissions intensity trends, with a greater geographical and temporal focus than prior studies (by exploiting the international dimension of the WIOD). Assessing decoupling became evident that to accomplish the important move towards more energy (resource) and CO2 emissions (impact) efficient economies there are still many improvements to be made. All countries have increased Gross Domestic Product (GDP) but a noteworthy number of them are still increasing energy use and/or CO2 emissions. Further, although the less developed EU regions (East) are registering interesting structural improvements they still have a long way to go until reaching the higher stages of development. Accordingly, if the economic activity growth in the East countries is particularly desirable to get closer to the richest EU countries, it reinforces the governments and the EU institutions’ need to analyze the other explanatory effects in order to improve the intensity indicators in this European region. To this, there is the need to combine the already interesting results in terms of the intensity effects with improvements to be achieved by moving to less energy (and CO2 emissions) intensive structures of these economies.
A sustentabilidade é geralmente associada à interligação e reforço mútuo de três pilares – a Economia, a Ecologia e a Sociedade. Um dos maiores desafios da sociedade atual é o de conciliar sustentabilidade ambiental com crescimento económico e bem-estar humano, utilizando os recursos de forma eficiente e protegendo o ambiente. No entanto, a crescente procura de energia e recursos - para satisfazer as necessidades humanas e o crescimento económico - e correspondente impacto em termos de alterações climáticas têm colocado em causa este desafio. O principal objetivo deste trabalho é o de estudar as interações energia-economia-ambiente através de uma análise comparativa da evolução recente das intensidades (energética e das emissões de CO2) nos países da UE, usando dados da World Input Output Database (WIOD). A avaliação do progresso destes indicadores será concretizada analisando, por um lado se o uso de recursos e/ou a degradação ambiental seguem a mesma tendência do crescimento das economias e, por outro através da decomposição das taxas de variação do uso de energia e das emissões de CO2 em fatores explicativos dessa evolução (usando a abordagem LMDI-Logarithmic Mean Divisia Index). A partir desta avaliação, com um foco geográfico e temporal mais alargado que estudos anteriores (explorando a dimensão internacional da WIOD) procede-se à derivação de recomendações de política. Comparando a evolução das intensidades com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), torna-se evidente que para atingir uma UE mais eficiente há ainda um longo caminho a percorrer. Todos os países viram crescer o PIB, mas há um número considerável de países onde o uso de energia e/ou as emissões de CO2 ainda continuam a aumentar. Assinala-se igualmente que as regiões menos desenvolvidas (Leste) da UE, apesar de estarem a alcançar resultados interessantes ao nível da estrutura da economia, estão ainda longe de atingir os níveis de desenvolvimento de outras regiões. Deste modo, e sendo o crescimento da atividade económica particularmente desejável nestes países (de forma a convergirem para os patamares dos mais desenvolvidos), sai reforçada a necessidade dos governos nacionais e das instituições Europeias se focarem na evolução de outros fatores explicativos, de modo a melhorar os indicadores de intensidade desta região europeia. Para o efeito há necessidade de combinar os já razoavelmente bons resultados em termos de eficiência energética com melhorias a alcançar ao nível da transição para uma estrutura das economias menos intensiva no uso de energia (recursos) e na geração de emissões de CO2 (impactos).
Description: Dissertação de Mestrado em Energia para a Sustentabilidade apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/38931
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FCTUC Eng.Mecânica - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
JoseDias_Thesis_Final_revista.pdf9.28 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

165
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

1
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.