Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/38753
Title: Validação do índice de risco de incêndio florestal - ICRIF
Authors: Rocha, Carmen José Ferreira 
Orientador: Viegas, Domingos Xavier Filomeno Carlos
Oliveira, Ricardo Filipe Silva
Keywords: risco de incêndio; incêndios florestais; validação; ICRIF; FWI; fire risk; forest fire; validation; ICRIF; FWI
Issue Date: 19-Sep-2014
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A meteorologia tem um papel fundamental na deflagração e comportamento de um incêndio florestal, é contudo sabido que na sua maioria resulte da intervenção e ação do homem. Hoje em dia existem vários modelos de avaliação do risco de incêndio florestal, eles são de extrema importância no âmbito de ações de prevenção e combate a incêndios. Tendo como base parâmetros ditos dinâmicos e estruturais, é viável tomar decisões a fim de minimizar o risco potencial dos incêndios. Desde dois mil e nove que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) calcula e divulga um índice de risco de incêndio florestal, baseado em dados meteorológicos e em imagens de satélite, que representa a probabilidade de ocorrência de incêndios em cada concelho de Portugal e o seu potencial risco. Este índice designa-se por Índice Combinado de Risco de Incêndio Florestal (ICRIF) embora esteja a ser utilizado operacionalmente, tanto quanto é do nosso conhecimento, não se encontra validado por meio de uma calibração, ou seja o seu desempenho não foi ainda testado com dados reais. O índice ICRIF tem por base um índice já validado a nível distrital, o sistema canadiano, Fire Weather Index (FWI). No âmbito de uma colaboração entre a ADAI e o IPMA propõe-se com este trabalho verificar o desempenho do ICRIF, assim como o do FWI, perante as mesmas situações de ocorrências de incêndios e área ardida e sobretudo fazer a sua validação. O FWI carece ainda de uma validação a nível concelhio, portanto pretende-se efetuar uma validação deste índice a esse nível para três distritos distintos de Portugal. Posteriormente procede-se à sua revalidação a nível distrital. Foi feito um estudo dos dados de cada estação meteorológica disponíveis em todo o território português, a fim de ser possível utilizar esses mesmos dados para fazer uma interpolação com vista em obter dados meteorológicos para os concelhos que não possuem uma estação. Foram obtidos valores diários de FWI para um período compreendido entre quinze de maio e dezasseis de outubro nos últimos doze anos. Desta forma foi possível fazer a validação deste índice com dados reais para os concelhos estipulados. Foi ainda possível fazer de forma análoga a nível de cálculo, a validação a nível distrital e comparar a mesma com a validação que havia já sido feita em dois mil e oito. De forma semelhante foram calculados valores diários para o ICRIF, o que permitiu não só a sua validação a nível concelhio mas também uma comparação com o FWI. Os resultados obtidos foram bastante satisfatórios, podendo tirar-se deles várias conclusões, como por exemplo ambos os índices terem um desempenho muito semelhante. Conclui-se também que o estudo efetuado a nível distrital e concelhio compreende inúmeras diferenças, sendo que quanto mais se desce na hierarquia das divisões do país mais complexa se torna uma avaliação deste tipo. Uma conclusão não menos importante que as anteriores é a necessidade de cada distrito/concelho possuir a sua própria escala de risco e não ser usada uma escala única.
The meteorology plays a key role in the beginning and the conduct of a forest fire, it is however known that the majority, result from the intervention and action of man. Nowadays there are several models to evaluate the risk of forest fire, they are extremely important in the context of prevention and fire fighting. Based on structural and dynamic parameters, it is feasible to take decisions in order to minimize the potential risk of fire. Since two thousand and nine the Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) calculates and publishes an index of forest fire risk, based on meteorological data and satellite images, which represents the probability of fire occurrence in each county of Portugal and its risk potential. This index is called Índice Combinado de Risco de Incêndio Florestal (ICRIF) although it is to be used operationally, to the best of our knowledge, has not been validated by a calibration, its performance was not tested with real data. The ICRIF index is based on an index already validated at a district level, the Canadian system, Fire Weather Index (FWI). The scope of this collaboration with the ADAI and IPMA proposed with this work is to verify the performance of ICRIF, as well as the FWI, faced the same situations of fires and burned area and above all do its validation. The FWI still lacks a validation at a county level, so we intend to perform a validation of this index at that level for three different districts of Portugal. Then proceeds to the revalidation at the district level. A study of data from each weather station available throughout the Portuguese territory was made in order to be possible to use that data to make an interpolation to obtain meteorological data for counties that do not have a station. Daily FWI values for the period between May fifteen and October sixteen in the last twelve years have been obtained. This made it possible to validate this index with real data for the indicated counties. It was also possible to make at a similar level the calculation of the validation at the district level and compare the same with the validation that had already been made in two thousand and eight. Similarly daily values for ICRIF, which allowed not only their validation at the county level but also a comparison with the FWI were calculated. The results were a lot satisfactory, and it is possible to take several conclusions from them, such as the indexes have a very similar performance. We also conclude that the study conducted at district and county level comprises numerous differences, and the more we move down the hierarchy of divisions of the country more complex become an evaluation of this caliber. Another important conclusion is the need for each district / county owning its own risk scale and not a only scale being used.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/38753
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Eng.Civil - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_CarmenRocha.pdf3.19 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

387
checked on Dec 5, 2022

Download(s)

47
checked on Dec 5, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.