Title: Projeto de co-criação artística: corpo, espaço e som : a cenografia como extensão da prática em arquitetura; reflexão sobre a inter-relação entre música e espaço cénico nas artes performativas contemporâneas
Authors: Nunes, Frederico Almeida 
Keywords: Espaço (arte);Som (arte);Cenografia;Arquitectura contemporânea;Arte performativa
Issue Date: Jul-2016
Abstract: A reflexão sobre a participação da arquitetura no dialogo interdisciplinar, nas artes performativas contemporâneas – pela via da disciplina da cenografia – é o tema proposto para esta dissertação de mestrado. Centrada na execução de um exercício prático, filiado na linguagem ecuménica e interdisciplinar que caracteriza as correntes do intitulado teatro pós-­‐dramático, esta mobilizou um intercâmbio entre escolas, entre o Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra ( d’Arq -­‐ FCTUC) e a Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) do Instituto Superior Politécnico. A equipa integrou os alunos: Francisco Tavares, finalista de mestrado em composição da ESML, a cargo da composição e direção musical; Frederico Nunes, finalista de mestrado integrado em arquitetura pelo d’Arq-­‐ FCTUC, encarregue pela conceptualização e execução do espaço cénico; e a bailarina e coreógrafa Ana Sofia Leite, formada pela Escola Superior de Dança de Lisboa e pela Fontys Hogesschool voor de Kunsten Tilburg (Holanda), responsável pela composição e interpretação coreográfica, que por motivos profissionais acabaria por não poder oferecer o seu contributo dentro dos prazos disponíveis. Integrado como exercício prático no âmbito das dissertações de mestrado dos dois estudantes envolvidos, o projeto prático beneficiou como tal do acompanhamento do corpo docente de ambas as escolas, do Prof. Dout. João Mendes Ribeiro e do Prof. Dout. Pedro Pousada do d’Arq-­‐FCTUC, e do Prof. Dout. Carlos Caires da ESML. O projeto foi desenvolvido ao longo do decorrer de 2015, tendo culminado em dois ensaios parciais a 14 e 15 de Novembro desse mesmo ano, após os quais, por motivos que transcendem os 11 elementos da equipa acabaria por ser cancelado. Dele foram fruto enumeras sessões de trabalho, de debate e de ensaio, que produziram dois andamentos compostos e uma proposta de espaço cénico executado para os dois últimos ensaios. Todo o processo foi devidamente documentado, com textos, imagens, partituras e gravações áudio para poderem ser expostos no âmbito das dissertações de mestrado. Tomando como ponto de partida o projeto prático -­‐ não obstante a sua inconclusão, e o facto de este também se estender à dança – esta dissertação foca-­‐se numa procura por aprofundar a reflecção sobre a relação entre música e espaço cénico nas artes performativas contemporâneas. Tendo este sido um dos temas propostos a debate na ultima edição da Quadrienal de Praga, o mais importante evento dedicado à cenografia no plano internacional, esta dissertação propôs-­‐se aborda-­‐lo através de um cruzamento entre a investigação bibliográfica e teórica com o âmbito da prática que se pretende aqui privilegiado. Atendendo à natureza conceptual que caracteriza o projeto e de modo a possibilitar uma melhor compreensão sobre o seu desenvolvimento e sobre as opções que nele foram sendo tomadas, o primeiro capítulo procura constituir um enquadramento na história e teoria do teatro e da performance. Nesse sentido é da maior relevância a análise traçada às transformações originadas pelas vanguardas europeias e norte americanas do século XX. Destaca-­‐se a rutura com os modelos teatrais centrados no texto dramático e a assunção da cenografia como meio de autónomo de expressão, que passa a incluir o espaço habitável como uma das suas ferramentas possíveis. De seguida, começando por apresentar três casos de estudo – três obras de linguagem pós-­‐dramática – que constituíram um quadro de referencias à equipa, o segundo capitulo expõem a evolução do trabalho prático, passo a passo, nos diversos pontos que o caracterizam, através de texto, imagens e fotografias. Por fim, o terceiro capítulo procura iniciar uma reflexão pessoal, à qual se pretende dar futuro desenvolvimento, em torno da questão que esta dissertação vem abordar: considerando o espaço físico como uma condição sine qua non nas artes performativas contemporâneas, de que modos pode este influenciar e relacionar-­‐se com a percepção da música, uma forma de expressão, no limite, autoreferenciativa e desprovida de forma material? Integrando o pensamento contemporâneo nas artes performativas e a sua génese interdisciplinar, aborda-­‐se na procura por possíveis respostas o tema da fenomenologia – a vertente na filosofia que se ocupa do estudo da percepção – e sublinha-­‐se, nesse sentido, a contribuição dos filósofos germânicos Hermann Schmitz e Gernot Böhme para a evolução conceptual nesse campo. Na era das telecomunicações e da internet, numa sociedade ocidental fortemente dominada pela cultura dos mass media, a crescente virtualização do contacto com a obra de arte, em particular no ramo da música, torna o contexto ao vivo num alvo de renovado interesse, quer como possibilidade alternativa de mercado, quer como renovado meio de expressão artística e de exploração conceptual. Ao debruçar-­‐se sobre o ao vivo, a música assume um compromisso com o contexto e com o espaço físico que a acolhe. Reconhecendo assim a sua inscrição nas artes performativas, esta beneficia como tal, da permeabilização com as demais disciplinas que as integram, nomeadamente as se ocupam do estudo e do trabalho do espaço para esse propósito. Reconhecendo a cenografia na sua definição contemporânea como uma possibilidade de enunciado em arquitetura e assumindo a perspectiva de que, invariavelmente, o espaço molda a forma como percepcionamos e interpretamos a obra de arte nele contida, esta dissertação procura assim reforçar a consciência de que o cruzamento entre disciplinas pode, na sua complementaridade e complexidade, originar novas e estimulantes possibilidades criativas.
The discussion on the participation of architecture in the multidisciplinary interplay of the performative arts field -­‐ through out scenography, (known as well as set design) -­‐ is the subject matter of this master thesis. Centered on the development of a practical work, based on the contemporary languages of the so-­‐called post-­‐dramatic theatre, the follow allowed an oportunitty of colaboration between schools in both fields of music and architeture -­‐ Departamento de Arquitetura da Faculadade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (d'Arq-­‐FCTUC) and Escola Superior de Música de Lisboa (ESML). Involved in this project, were the students: Francisco Tavares, of the final year of the master degree in (musical) composition, in charge for the score and musical direction; Frederico Nunes, of subject of dissertation, of the master degree in architecture, in charge for the conception and execution of the stage set; and also, the professional dancer Ana Sofia Leite, formed by the Escola Superior de Musica de Lisboa and the Fontys Hogesschool voor de Kunsten Tilburg (Netherlands), whom, unfortunately, for schedule reasons could no longer contribute. Used as the practical exercise of both the dissertations of the two students involved, the play enjoyed supervision and support from the personnel of the two schools, namely Dct. Carlos Caires (ESML) and Dct. João Mendes Ribeiro and Doc. Pedro Pousada (d'Arq-­‐ FCTUC). The project was developed through out 2015. After being allowed to arrange two partial rehearsals, on the 14 and 15 of November that same year, the decision of cancellation was made, due to reasons that exceeded our team, even thought all the efforts that were done. Nevertheless, this process resulted on many sessions of work, discussion, and rehearsing, that successfully produced two parts of the musical score and a complete set assembled on stage. All the steps of the work were documented through texts, images, scores and recordings, so it all could be properly exhibited later on. Using this project as a practical approach -­‐ even thought it's inconclsion, and also it's plans to include a choreographical part -­‐ the purpose of the theoretical part of this master thesis focuses on the interplay between the musical and the schenographic compositions. This conceptual interplay was, in fact, one of the themes proposed on discussion in the last edition of the Prage Quadrienal, considered as the most relevant event worldwide on the subject of schenography. Due to the conceptual nature of the project and, therefore, to allow a wider comprehension of it's development and of the options and decisions made, the first chapter makes a brief analysis on the history of theatre and performance. On that regard the analysis on the transformations brought by the twentieth century, in Europe and the U.S. are considered of the highest relevance. It is important to make notice of the rupture with the text-­‐based models of dramaturgy, in which, in the the turn of 1900-­‐ 1920, set design becomes an autonomous form of expression -­‐ including tridimentional inhabited space as one of its tools. Following that, The second chapter presents de evolution of the practical work, step by step, in all of its features, including three analysed examples of works that well represent the scenic and dramaturgic aesthetics intended here. Finally, the third chapter seeks to address a perspective on the the subject that is here considered as central: the interplay between schenography and music -­‐ a complex inhabitant indeed, self-­‐sufficient, self-­‐referenced, abstract an material. Considering once more the relevance of the contemporary performative languages for this subject, the search for possible answers led to the subject of phenomenology -­‐ the study of perception in the field of philosophy. On that regard, the contribution of the german philosophers Hermann Schmitz and Gernot Böhme is approached here as pivotal to the contemporary comprehension of this subject, and namely, to concept of atmospheres as a physical and spatial concept. In the era of telecommunication and Internet, in a western society highly influenced by the mass media, the progressive virtualization of the relationship between the spectator and the work of art -­‐ specially in the music field -­‐ is thought to turn into a renewed interest towards the live context. Being forced to recognise its inscription in the performative arts, and arguably, no longer an art the expresses autonomously, music benefices from the collaborations with other complementary arts in the production of works that may be as much of a possible alternative market, as it can establish newer and stimulating creative possibilities as well.
URI: http://hdl.handle.net/10316/37027
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Frederico Nunes .pdf42.22 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.