Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36852
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSeiça, Raquel-
dc.contributor.advisorMatafome, Paulo-
dc.contributor.authorAlmeida, José Paulo Henriques Cabral Lopes de-
dc.date.accessioned2017-02-24T09:26:52Z-
dc.date.available2017-02-24T09:26:52Z-
dc.date.issued2016-02-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/36852-
dc.descriptionTrabalho final do 6º ano médico com vista à atribuição do grau de mestre (área científica de fisiologia) no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina.por
dc.description.abstractObjetivo: A hipóxia do tecido adiposo, num contexto de obesidade, pode ser explicada por uma excessiva hiperplasia e hipertrofia de adipócitos, face à rede vascular que a acompanha. No entanto, outros fatores poderão condicionar esta hipóxia, incluindo a disfunção microvascular do tecido adiposo. Neste trabalho, investigámos o papel da glicação induzida por metilglioxal (MG) na disfunção do tecido adiposo subcutâneo associado a uma expansão rápida induzida por dieta gorda. Métodos: Ratos Wistar foram alimentados com dienta saudável (grupo Ct) tratados com MG (grupo MG), alimentados com uma ração rica em triglicerídeos (grupo HFD), ou expostos a ambas as condicionantes (grupo HFDMG). Um quinto grupo de ratos Goto-Kakizaki (grupo GK) foi utilizado como modelo não obeso de diabetes tipo 2. Em cada um dos grupos, aplicámos pioneiramente a ressonância magnética para avaliação da perfusão do tecido adiposo, avaliámos a hipóxia nesse tecido e as suas repercussões metabólicas sistémicas. Resultados: Verificámos que os grupos tratados com MG (MG e HFDMG) apresentaram uma redução da perfusão do tecido adiposo subcutâneo. No entanto somente o grupo HFDMG demonstrou hipóxia significativa neste tecido, sugerindo que esta é consequência da interação da glicação com a rápida expansão do tecido adiposo, mas não de cada um destes fatores individualmente. O grupo HFDMG foi também o único (a par do controlo positivo GK) a demonstrar insulino-resistência, aumento de ácidos gordos livres e intolerância à glicose, repercussões metabólicas da disfunção adiposa constatada. Conclusão: A glicação induzida por MG, associada a uma rápida expansão do tecido adiposo, associa-se a disfunção vascular local e hipóxia. A hipóxia do tecido adiposo, embora teoricamente um processo localizado, tem repercussões sistémicas a nível metabólico características da diabetes tipo 2, incluindo insulino-resistência e intolerância à glicose. Objective: Adipose tissue hypoxia in obesity results from excessive hyperplasia and hypertrophy of adipocytes, given the vascular network that accompanies it. However, other factors may contribute to hypoxia, including microvascular dysfunction of adipose tissue. In this study, we investigated the role of methylglyoxal (MG) induced glycation in subcutaneous adipose tissue dysfunction, associated with its rapid expansion induced with a fat diet. Methods: Wistar rats were fed a healthy diet (group Ct), treated with MG (MG group), fed a triglycerides rich diet (HFD group), or exposed to both conditions (HFDMG group). A fifth group of Goto-Kakizaki rats (GK group) was used as a model of non-obese diabetes type 2. In each group, we innovatively applied magnetic resonance imaging for measuring adipose tissue perfusion and assessing its hypoxia and systemic metabolic repercussions. Results: We found that groups treated with MG (MG and HFDMG) showed a reduction of subcutaneous adipose tissue perfusion. However, only the HFDMG group showed significant hypoxia, suggesting that this is a consequence of interaction between glycation and rapid expansion of adipose tissue, but not of each of these factors alone. The HFDMG group was also the only (along with the GK positive control) to demonstrate insulin resistance, increased free fatty acids and glucose intolerance, metabolic effects of the observed adipose dysfunction. Conclusion: MG induced glycation associated with a rapid expansion of adipose tissue is associated with local vascular dysfunction and hypoxia. Hypoxia of the adipose tissue, although theoretically a localized process, has systemic metabolic repercussions characteristics of type 2 diabetes, including insulin resistance and glucose intolerance.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectTecido adiposopor
dc.subjectMetilglioxalpor
dc.subjectGlicaçãopor
dc.subjectDiabetespor
dc.subjectHipóxiapor
dc.subjectDisfunção vascularpor
dc.titleIrrigação do tecido adiposo após expansão induzidapor dieta gorda e disfunção vascular induzida por glicaçãopor
dc.typemasterThesispor
thesis.degree.nameMestrado Integrado em Medicinapor
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
crisitem.advisor.researchunitCNC - Center for Neuroscience and Cell Biology-
crisitem.advisor.orcid0000-0002-3422-290X-
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
IRRIGAÇÃO DO TECIDO ADIPOSO APÓS EXPANSÃO INDUZIDA POR DIETA GORDA E DISFUNÇÃO VASCULAR INDUZIDA POR GLICAÇÃO, FMUC, 2016, jose almeida.pdfIRRIGAÇÃO DO TECIDO ADIPOSO APÓS EXPANSÃO INDUZIDA POR DIETA GORDA E DISFUNÇÃO VASCULAR INDUZIDA POR GLICAÇÃO, FMUC, 2016, jose almeida920.22 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 1

3,569
checked on Oct 13, 2021

Download(s)

185
checked on Oct 13, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.