Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36715
Title: Avaliação ultramorfológica e química das superfícies dentinárias resultantes da ação de duas pastas dentífricas: estudo in vitro
Other Titles: Ultramorphological and chemical evaluation of dentinal surfaces formed following application of two different toothpastes: an in vitro study
Authors: Santos, João Afonso da Silva Fagulha Almeida 
Orientador: Martins, Orlando
Vinagre, Alexandra
Keywords: Dentin hypersensitivity; Dentin tubules; Scanning electron microscopy; Energy dispersive X-ray; Toothpaste
Issue Date: 2013
Abstract: Introduction: Dentin hypersensitivity is considered one of the most prevalent painful condition of the oral cavity, but poorly understood and is defined as a short, sharp pain arising from exposed dentin in response to stimuli typically thermal, evaporative, tactile, osmotic or chemical presenting, many times, a multifactorial etiology. Purpose: The aim of this in vitro study was to evaluate the obliteration of dentinal tubules after application of two different dentifrices using scanning electron microscopy for ultra structural analysis and energy dispersive X-ray spectroscopy (EDX) for chemical evaluation of a selected area. Materials and Methods: Five extracted human third molars were collected, stored at room temperature in a 10% buffered formalin solution (pH=7.0) for up to 3 months. Five dentin discs were obtained by sectioning each tooth parallel to the occlusal surface from the top of the pulp horns and occlusally to an approximate 1 mm. After each dentin disc was sectioned into four quarters, they were carefully and singly stored in artificial saliva until required. All surface specimens were etched with application of acid citric 6% for 2 minutes. The specimens were equally distributed into four groups each containing five samples and different treatments: control (G1; without any treatment), artificial saliva (G2) and two toothpastes: Oral-B® Pro Expert (G3) and Sensodyne® Repair&ProtectTM (G4). In G2, 3 and 4 surface samples were brushed twice-daily during 14 days. Specimens from each group were SEM and EDX examined. Tubule occlusion score was statistically analyzed and intergroup compared and chemical analyses was also made to evaluate differences between groups. Results: At 750-fold magnification the score for tubule occlusion for the control group (group 1) was the lowest (1,6±0,548) and the Sensodyne® Repair&ProtectTM group (group 4) had the highest one (4,8±1,095). Artificial saliva group (group 2) and Oral-B® Pro Expert group (group 3) had, respectively, (3±1,414) and (4,2±1,304). Intergroup comparison revealed statistically significant differences (p<0,05; C.I. 95%) between group 1 and group 2 (p=1,016), group 1 and group 4 (p=0,007) and group 2 and group 4 (p=0,042). The EDX chemical analysis of the occlusion deposits revealed, for group 1, high levels of carbon, oxygen and nitrogen and lower levels of calcium and phosphorus. For group 2 an increase of the levels of the phosphorous and calcium elements and a simultaneous drop of oxygen and carbon levels were found. Group 3 results demonstrated a surface layer mainly composed of calcium and phosphorous with additional signs of silicon, zinc and sodium. Also, group 4 had occlusion deposits predominantly composed of calcium and phosphorous but additional discrete signs of titanium and sodium were also found. Conclusions: Within this in vitro study limitations it is possible to say that Sensodyne® Repair&ProtectTM demonstrated the highest mean score recording the level of occlusion for dentin tubule and the most consistent results in final score distribution. Introdução: A hipersensibilidade dentinária é considerada uma das condições mais dolorosas prevalente na cavidade oral, apesar de ser ainda pouco compreendida. É definida como uma dor aguda e curta proveniente da dentina exposta ao meio oral em resposta a um estímulo térmico, volátil, tátil, osmótico ou químico apresentando, muitas vezes, uma etiologia multifactorial. Objectivos: O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar a obliteração dos túbulos dentinários após a aplicação de duas diferentes pastas dentífricas. Amostras de ambos grupos foram analisadas através de microscopia eletrónica de varrimento (MEV) espectroscopia de raios X por dispersão em energia (EDX) para avaliação química de uma área selecionada. A oclusão dos túbulos dentinário foi estatisticamente analisado e procedeu-se à comparação intergrupos. Materiais e métodos: Cinco dentes humanos íntegros, 3ºmolares, foram extraídos e armazenados à temperatura ambiente em 10% de solução de formaldeído (pH=7,0) por um período de tempo até 3 meses. Cinco discos de dentina com uma espessura aproximada de 1mm foram obtidos seccionando cada dente paralelamente à superfície oclusal e à parte superior dos cornos pulpares. De seguida, foram cortados cuidadosamente em quatro quartos e armazenados separadamente em saliva artificial até serem necessários. Todas as superfícies das amostras foram sujeitas a um condicionamento com a aplicação de ácido cítrico a 6%, durante 2 minutos. Os discos foram distribuídos igualmente em quatro grupos, cada um contendo cinco discos e posteriormente sujeitos a tratamentos: controlo (G1, sem qualquer tratamento), saliva artificial (G2) e duas pastas dentífricas: Oral-B® Pro Expert (G3) and Sensodyne® Repair&ProtectTM (G4). A superfície das amostras dos G2, 3 e 4 foram escovadas 2 vezes ao dia durante 14 dias. As amostras de cada grupo foram observadas em MEV e EDX. A oclusão dos túbulos dentinários foi estatísticamente analisada e a análise química foi igualmente realizada para avaliar as diferenças entre os grupos. Resultados: Na ampliação 750 a pontuação para a oclusão dos túbulos para o grupo controle (grupo 1) foi a mais baixa (1,6 ± 0,548) e o grupo Sensodyne® Repair&ProtectTM (grupo 4) teve a mais elevada (4,8 ± 1,095). O grupo saliva artificial (grupo2), e o grupo Oral-B® Pro Expert (grupo 3) apresentaram, respetivamente, (3 ± 1,414) e (4,2 ± 1,304). A comparação entre os grupos revelou diferenças estatisticamente significativas (p <0,05, IC 95%) entre os grupos 1 e 2 (p = 1,016), entre o grupo 1 e o grupo 4 (p = 0,007) e entre o grupo 2 e grupo 4 (p = 0,042). A análise química (EDX) da superfície oclusal, revelou para o grupo 1, elevados níveis de carbono, oxigénio e azoto e níveis mais baixos de cálcio e fósforo. Para o grupo 2 verificou-se um aumento dos níveis de fósforo e de cálcio e uma diminuição dos níveis de oxigénio e de carbono. No grupo 3 os resultados demonstraram uma camada superficial composta principalmente por cálcio e fósforo com sinais adicionais de silício, zinco e sódio. Também no grupo 4 foi possível observar uma camada superficial predominantemente composta por cálcio e fósforo e adicionais sinais discretos de titânio e sódio. Conclusões: Dentro das limitações inerentes a este estudo in vitro podemos afirmar que a pasta dentífrica Sensodyne® Repair&ProtectTM apresentou a maior média de pontuação para o nível de oclusão de túbulos dentinário bem como os resultados mais consistentes na distribuição da pontuação final.
Description: Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/36715
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Final- João Fagulha.pdfTese Final- João Fagulha1.78 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

153
checked on Oct 13, 2020

Download(s)

88
checked on Oct 13, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.