Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35756
Title: Factores de risco identificáveis numa revisão da medicação em idosos numa farmácia comunitária
Authors: Madanêlo, Andreia Sofia Seguro
Orientador: Pereira, Isabel Vitória Neves Figueiredo Santos
Fernandez-Llimos, Fernando
Keywords: Polimedicação; Idoso; Farmácias; Farmacêuticos; Revisão de uso de medicamentos
Issue Date: Mar-2013
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O fenómeno do crescimento demográfico tem-se refletido num aumento acentuado da população idosa. O envelhecimento progressivo da população, processo inevitável, constitui uma nova problemática, caracterizada pelo declínio das funções fisiológicas e uma diminuição da facilidade que o indivíduo possui em se adaptar a alterações externas. Cada vez mais os idosos sofrem de múltiplas doenças, muitas delas crónicas e, associadas a estas, surge muitas vezes a polimedicação, com os seus riscos inerentes. A polimedicação no idoso aumenta o risco de reações adversas, interações e uso incorrecto dos medicamentos. Nos idosos é bastante prevalente, potenciando ainda mais os problemas relacionados com os medicamentos com o consequente aumento de resultados clínicos negativos. Cabe ao farmacêutico promover o uso correcto dos medicamentos e maximizar os seus benefícios, assegurando que os objectivos terapêuticos são cumpridos e desta forma minimizar os desperdícios e os custos associados aos medicamentos e respetivos resultados negativos da medicação. A revisão da medicação consiste numa análise crítica e estruturada da medicação de cada doente, permitindo a detecção destes mesmos factores indutores de resultados clínicos negativos. Com o objectivo de identificar factores de riscos que possam vir a ocasionar resultados clínicos negativos da medicação, foi efectuada uma análise sistematizada de toda a medicação de cada um dos 43 idosos, numa farmácia comunitária, na tentativa de se identificarem situações de utilização incorrecta dessa terapêutica, através de uma revisão da medicação. O estudo decorreu de Janeiro a Dezembro de 2012 e os doentes foram selecionados entre os clientes habituais da farmácia. Para a Revisão da Medicação recorremos aos critérios do National Health Service (NHS) do Reino Unido (Task Force on Medicines Partnership and The National Collaborative Medicines Management Services Programme 2002). A população em estudo apresentou uma média de idade de 78,4 anos (DP=6,1), com uma média de medicamentos tomados de 10,2 (DP=3,7). Em todos os doentes estudados foi encontrado pelo menos um achado, tendo sido obtido um total de 603 achados. O achado mais prevalente foi risco de interacção (58,2 %); seguindo-se discrepâncias nas doses (9,1%), reacções advsersas (7,0%) e uso de medicamentos inapropriados, de acordo com os critérios de Beers (6,6%). vi Da revisão da medicação resultaram um total de 638 recomendações. Cento e oitenta e seis destas recomendações realizaram-se no decurso da entrevista/consulta, sendo a recomendação mais prevalente a adesão à terapêutica. Verificou-se que o número de recomendações efectuadas ao doente se relaciona negativamente com as crenças na terapêutica, o que confirma o seu factor preditivo na identificação de factores de risco, de resultados clínicos negativos com a medicação. Relativamente às recomendações a sugerir ao médico, reuniram-se 452, tendo sido as mais frequentes a necessidadede monitorização, a educação do doente e a revisão da terapêutica. Os resultados mostram haver uma crença positiva sobre a medicação, uma vez que a aplicação do teste BMQ (Beliefs about medicines questionnaire), mostrou uma boa percepção da necessidade e da preocupação com mesma. Verificou-se, igualmente uma correlação positiva entre os resultados do BMQ e os resultados do MAT (Medida de Adesão aos Tratamentos), o que é indicativo de que o BMQ pode ser usado como ferramenta preditiva da adesão à terapêutica. A revisão da medicação da população estudada permitiu a identificação dos parâmetros, que constituem factores de risco de resultados clínicos negativos no processo do uso dos medicamentos.
An inevitable consequence of the current demographic changes has been the marked growth of the elderly population. The natural aging process is becoming a serious health concern engendered by physiological and morphological impairments which compromise the older person’s ability to successfully adapt to external changes. Chronic and multiple comorbid diseases as well as the polypharmacy instituted to elderly people also significantly contribute to that problem. The high prevalence of polypharmacy in old people, undoubtedly, increases drugrelated problems such as adverse drug reactions, drug-drug interactions, and potentially inappropriate medications or dosing, which consequently increase the risk of negative clinical outcomes. It is a major responsibility of the pharmacist to ensure that patients receive safe and appropriate medication therapy, minimizing, therefore, the costs, wastes and potential negatives effects of the medication. Although drug therapy optimization in the elderly can be challenging, pharmaceutical care programs using medication reviews can improve elderly health outcomes. Briefly, it consists in a structured evaluation of the medicines administered to each patient in order to manage the risk and optimizing the medicine therapy by detecting, solving and preventing those factors that might induce negative clinical outcomes. The principal goal of the present work was to, performing medication reviews, identify the risks factors underlying negative clinical outcomes of medication in an attempt of identifying situations of inappropriate drug utilization in community pharmacies. Thereby, a systematic analysis of the medications of old people attending a community pharmacy in Coimbra was carried out from January 2012 until December 2012. The English criteria of the National Health Service (NHS) were taken into account for the medication review herein performed. A total of 43 old patients were enrolled in the study and presented a mean age of 78.4 (SD=6.1) years old and a mean of 10.2 (SD=3.7) medications administered per person. All the patients presented at least one finding with a total of 603 findings registered. The most prevalent finding was the drug interactions (58.2%) followed by inappropriate dosing (9.1%), adverse reactions (7.0%) and potentially inappropriate medications identified according to the Beers Criteria (6.6%). A total of 638 recommendations were suggested by the pharmacist as a consequence of the medication reviews developed. Among them, 186 occurred during the interview, being the most prevalent recommendation the promotion to therapeutic viii adherence. Importantly, it should be emphasized that a negative relationship was identified between the number of recommendations suggested to each patient and their beliefs about medicines. This confirms that beliefs can be a predictive tool of in the identification of risk factores of negative clinical outcomes. Considering the recommendations forwarded to the doctors, 452 were registered and the most prevalent were: drug monitoring required, patient education and therapeutic revision. The application of the BMQ (Beliefs about medicines questionnaire) test revealed that the population under investigation had positive beliefs regarding the necessity and concerns of their medication. Furthermore, the results obtained with BMQ test were in agreement with those of MAT (Medida de Adesão aos Tratamentos), suggesting that the former is a suitable test to be used as a predictive tool of adherence. The medication review herein evaluated allowed the identification of parameters that constitute risk factors for negative clinical outcomes during pharmacological therapeutics.
Description: Dissertação de mestrado em Farmacologia Aplicada, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/35756
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Andreia Madanêlo.pdf923.92 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,154
checked on Nov 25, 2021

Download(s) 10

2,671
checked on Nov 25, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.