Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35176
Title: Avaliação do sistema de triagem de Manchester
Authors: Rebimbas, Catarina Tavares 
Orientador: Santos, Lèlita
Fonseca, Isabel
Keywords: Triagem; Métodos; Serviço hospitalar de urgências; Urgências
Issue Date: Jan-2013
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Introdução: A necessidade de um sistema de triagem surge nos quadros de urgências hospitalares com grande volume de acesso, onde os pequenos problemas se misturam com as grandes urgências hospitalares e dificultam a correta identificação e assistência. O sistema de Triagem de Manchester surgiu para fazer face a este problema. Objetivo: Este trabalho tem como objetivo fazer uma avaliação do Sistema de Triagem de Manchester e verificar se o sistema é eficaz e se consegue diferenciar convenientemente as situações de urgência, diferenciando-as através do grau de gravidade, de forma a oferecer um atendimento rápido e eficiente das situações de risco para a saúde. Método: Foi feito um estudo retrospetivo em que se avaliaram os processos de todos os doentes que deram entrada nos serviços de urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra, durante dois dias típicos, um de semana e outro de fim de semana, de uma semana típica do ano de 2010, comparando o grau de classificação atribuído, com os sinais e sintomas apresentados e a gravidade do diagnóstico final. Análise Estatística: Os dados obtidos foram analisados com recurso ao programa SPSS para Windows® (versão 20). Foi ainda utilizado o teste do qui-quadrado para comparação de variáveis. Considerou-se estatisticamente significativo um nível de significância de 5%, o que significa que sempre que o valor p < 5% há associação entre as variáveis. Resultados: Foi nas prioridades mais altas (vermelho e laranja) que se verificou uma percentagem maior de internamentos, idade mais alta e maior mortalidade. Em 20,5% dos casos, a triagem não correspondeu à gravidade do diagnóstico final. Verificou-se também que em 38% dos casos não foi necessário qualquer exame complementar de diagnóstico e que mais de 70% dos doentes tiveram alta para domicílio. Houve uma percentagem significativa de doentes triados com a cor branca, 5,6%. Discussão: Tal como em outros estudos, os dados obtidos demostram que são as situações mais graves aquelas que necessitam de mais cuidados médicos, nomeadamente maior percentagem de internamentos e maior número de exames complementares de diagnóstico. Os dados colhidos em relação à idade dos doentes, evidenciam o envelhecimento da população. Verificou-se uma percentagem elevada de doentes triados com a cor branca, situação que gera frequentemente conflito no serviço de urgência e em nada contribui para o bom funcionamento do sistema. Conclusões: O Sistema de Triagem de Manchester apresentou uma sensibilidade elevada para a atribuição de um nível de prioridade “emergente” / “muito urgente” nas situações de maior gravidade, mostrando-se assim eficaz, conseguindo diferenciar as situações de maior gravidade de forma a oferecer um atendimento rápido e eficaz nas situações de maior risco para a saúde.
Introduction: The need for a triage system arises in charts of hospital’s emergency room with large volume of users where small problems mix with true emergencies, complicating a correct assessment and assistance. The Manchester Triage System emerged to deal with this issue. Objective: The goal of this study is to evaluate the Manchester Triage System and verify whether the system is effective and can conveniently differentiate emergency situations according to their severity level, in order to offer a fast and efficient care to life-threatening situations. Methods: A retrospective study was performed in which a database, containing all the patients admitted in the emergency department of Coimbra University Hospitals for two regular days, one weekday and one weekend day during a regular week of 2010, was evaluated comparing the severity level, signs and symptoms and the severity of the final diagnosis. Statistical Analysis: Data was analyzed using the SPSS for Windows® (version 20). The chi-squared test was used to compare variables. A statistically significant result was considered at a significance level of 5%, which means that whenever the p <5% an association between the variables occurs. Results: The highest priorities (red and orange) were associated with a higher percentage of hospitalizations, older age and higher mortality. In 20.5% of cases, the screening did not match the severity of the final diagnosis. It was also observed that 38% of all cases didn´t require any additional diagnostic tests and more than 70% of patients were discharged to their homes. Also, a significant percentage of patients, 5.6%, were screened with "white color". Discussion: As in other studies, our data show that patients assigned with higher severity level are those who need more medical care, including higher level of hospitalizations and a large number of diagnostic exams. Concerning the patient's age, our data demonstrated an elderly population. There was a high percentage of patients screened with white color, which often generates conflicts in the emergency department and doesn’t contribute to the smooth functioning of the system. Conclusion: The Manchester Triage System has shown a high sensitivity for assigning the priority level "emergent" / "very urgent" in situations of high severity, thus showing its efficiency, being able to differentiate the situations of grate severity allowing them fast and efficient assistance in situations of higher risk to health.
Description: Trabalho final do mestrado em medicina do desporto com vista à atribuição do Grau de Mestre (área científica de medicina interna), apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/35176
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Catarina Rebimbas.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

501
checked on Sep 17, 2020

Download(s) 5

2,426
checked on Sep 17, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.