Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/34019
Title: HISTÓRIAS DE VIDA DE REFUGIADOS : UMA REFLEXÃO SOBRE AS POLÍTICAS DE ASILO E INTEGRAÇÃO
Authors: Moraes, Marília Fabbro de 
Orientador: Florêncio, Fernando
Keywords: Sistema de asilo; Refugiados; Histórias de vida; Integração; Prostração; Expressão política
Issue Date: 2016
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O presente trabalho procura explorar qual a percepção dos requerentes de asilo em Lisboa sobre o sistema de acolhimento e integração português, a partir de testemunhos colhidos em forma de história de vida. A pesquisa procura explorar as distintas acepções do termo ‘refugiado’ e como elas afetam o direcionamento das políticas de asilo. O ponto de partida será questionar essas acepções e tentar, por meio de estudos de caso e da contribuição dos requerentes, situar o refugiado como sujeito político em oposição ao refugiado como vítima. Num primeiro momento, a reflexão irá centrar-se na lógica das instituições, agências e governos que definem os termos da determinação do estatuto do refugiado, do regime de ajuda humanitária e dos programas de integração. Em seguida, pretendo contrapor o discurso oficial com os testemunhos dos refugiados. A variedade de experiências que compõe as trajetórias de migração forçada evidenciam que não existe uma história ‘típica’ de refugiado. Nesse sentido, o desafio encontra-se na tentativa de conformar as políticas gerais de asilo à complexidade de experiências que perfazem essa suposta ‘categoria’.
This work aims to explore the refugee’s perception on the asylum system and integration regime in Portugal, based on the life stories of asylum seekers in Lisbon. The research will explore the different meanings of the term ‘refugee’ and how they affect the directions of the humanitarian policies throught them. The main point is to question these meanings and try to situate the refugee as a political actor instead of a victim. At first, the focus will be on the institutions, agencies and governamental discourses and practices on defining the refugee status, the humanitarian aid system and the integration programs. I intend to oppose these official voices with the ones presented on the refugee’s testimonies. The narratives of displacement and its plurality points that there is no ‘typical’ refugee tragedy. In this sense, the challenge is to conform the general asylum policies to the wide range of refugee experiences that constitute this supposed “category”.
Description: MORAES, Marília Fabbro de - Histórias de vida de refugiados : uma reflexão sobre as políticas de asilo e integração. Coimbra : [s.n.], 2016. Dissertação de Mestrado.
URI: http://hdl.handle.net/10316/34019
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Mestrado Marília vf.docx902.86 kBMicrosoft Word XMLView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,245
checked on Sep 23, 2020

Download(s) 50

496
checked on Sep 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.