Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/33601
Title: Espiritualidade e qualidade de vida em pacientes com comportamentos suicidiários e parassuicidários
Authors: Maia, Juliana Leal Freitas 
Orientador: Quartilho, Manuel João Rodrigues
Pereira, Marco Daniel
Keywords: Espiritualidade; Religiosidade; Qualidade de Vida; Suicídio
Issue Date: Jun-2016
Abstract: É indubitável que a espiritualidade representa uma dimensão importante da vida humana. A investigação dos seus efeitos e da sua influência, no que tange à saúde das pessoas, contudo, ocasionalmente tem sido negligenciada dentro das Ciências da Saúde. Evidência empírica sugere que benefícios na saúde física referentes à espiritualidade estão associados a ganhos na saúde mental e na qualidade de vida, demonstrados com melhores relações sociais, aquisição de estratégias de coping, assim como comportamentos de saúde mais adequados. Pessoas em contexto suicida ou parassuicida estão, via de regra, expostas a maior risco de sofrimento psíquico e físico; muitas vezes, nas suas histórias estão presentes fatores de risco ambientais, sociodemográficos, genéticos e econômicos. Tais elementos constituem importante faceta do decréscimo na avaliação global de bem-estar nessa população. Neste contexto, a qualidade de vida, entendida como uma concepção subjetiva centrada na experiência individual dos sujeitos, é influenciada por condições tanto internas quanto externas à pessoa. Face ao exposto, este trabalho pretende investigar precisamente a espiritualidade e a qualidade de vida de pacientes com comportamentos suicidários e parassuicidários. Foi realizado estudo misto quantitativo e qualitativo; para a análise quantitativa, utilizaram-se quatro questionários: (1) WHOQOL-Bref, (2) WHOQOL-SRPB, (3) Escala de Ideação Suicida de Beck - BSI e (4) Inventário de Depressão de Beck - BDI e, para o estudo qualitativo, realizaram-se entrevistas semi-estruturadas a indivíduos acompanhados na Consulta de Prevenção de Suicídio do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. No estudo quantitativo, pacientes com comportamentos suicidários apresentaram escores menores na perceção de qualidade de vida e de Esperança/Otimismo e escores maiores de sintomatologia depressiva e ideação suicida, em relação aos parassuicidários. Os sintomas depressivos e a ideação suicida estiveram associados a menor qualidade de vida global e espiritual, apesar de que a depressão esteve associada a maior religiosidade. Vale ressaltar que, apesar dos níveis mais baixos de qualidade de vida na amostra estudada, os níveis de qualidade de vida espiritual foram altos, o que pode sugerir o uso de estratégias de coping religioso/ espiritual. No estudo qualitativo, as temáticas em evidência convergem com os fatores de risco e de proteção para o comportamento suicida. Estudos futuros com amostras de maior dimensão serão particularmente relevantes. Enfatiza-se, ao final deste trabalho, a necessidade de os profissionais de saúde estarem atentos ao surgimento da temática religião/espiritualidade em contextos de saúde e doença, pois crenças pessoais, fé e religião contêm aspectos que podem interferir nas questões terapêuticas, influenciando na adesão, apoio social, escolhas, tendências pessoais e manejo de conflitos. There is no doubt that spirituality is an important dimension of human life. The study of its effects and its influence in health, however, has been occasionally neglected within the Health Sciences. Empirical evidence suggests that benefits in physical health related to spirituality are associated with gains in mental health and quality of life, which are demonstrated with better social relationships, acquisition of coping strategies, as well as more appropriate health behaviors. In context of suicide or parasuicide, people are, as a rule, exposed to greater risk of psychological and physical suffering; often in their life stories are present environmental, sociodemographic, genetic and economic risk factors. These elements are an important facet of the decrease in the overall assessment of well-being in this population. In this context, quality of life, understood as a concept based on the subjective experience of individuals, is influenced by both internal and external conditions to the person. Given the above, the aim of this study was to examine precisely spirituality and quality of life of patients with suicidal and parasuicidal behavior. It was performed a mixed quantitative and qualitative study; for quantitative analysis, four questionnaires were used: (1) WHOQOL-Bref, (2) WHOQOL- SRPB, (3) Beck Scale for Suicidal Ideation - BSI and (4) Beck Depression Inventory – BDI; for the qualitative study, it was carried out semi-structured interviews with individuals followed in Suicide Prevention Consultation of the Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. In the quantitative study, patients with suicidal behavior had lower mean scores of quality of life and Hope/Optimism and higher scores depressive symptoms and suicidal ideation, compared to parasuicidal patients. Depressive symptoms and suicidal ideation were associated with lower global and spiritual quality of life, although depression was associated with greater religiosity. It is noteworthy that, despite lower levels of quality of life in the studied sample, the spiritual quality of life levels were high, which may suggest the use of religious/spiritual coping strategies. In the qualitative study, the themes that emerged converge with the risk and protective factors for suicidal behavior. Future studies with larger samples will be particularly relevant. At the end of this work, we emphasize the need for health professionals to be alert to the emergence of the theme religion/spirituality on health and disease contexts because personal beliefs, faith and religion contain aspects that may interfere with the therapeutic issues, therefore influencing adherence, social support, choices, personal bias and conflict management.
Description: Dissertação de mestrado em psiquiatria Social, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/33601
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_Juliana Maia.pdfDissertação_Juliana Maia2.25 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

582
checked on Oct 13, 2021

Download(s) 20

1,177
checked on Oct 13, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.