Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32739
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlbuquerque, Maria Cristina Petrucci de Almeida-
dc.contributor.authorMourato, Soraia Daniela de Sousa-
dc.date.accessioned2016-11-09T10:16:09Z-
dc.date.available2016-11-09T10:16:09Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/32739-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Psicologia da Educação, Desenvolvimento e Aconselhamento, apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbrapor
dc.description.abstractAs birras são cada vez mais um problema que preocupa a maioria das famílias. Surgem nos primeiros anos de vida e são consequência da falta de autorregulação e tolerância à frustração que a criança apresenta. Para que não venham a tornar-se graves problemas de comportamento, os pais têm de adotar estratégias parentais adequadas promovendo deste modo comportamentos apropriados. O presente estudo tem como objetivo conhecer a frequência com que ocorrem as birras, as manifestações das crianças no decurso de uma birra, as estratégias parentais utilizadas face às birras e os motivos pelos quais as crianças fazem birras. Pretende-se ainda conhecer a relação destes objetivos com a idade e o género da criança e o tipo de família. A amostra é composta por 90 crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 5 anos, sendo que cada faixa etária contempla 30 crianças. Foi utilizado o Questionário das Birras para a recolha da informação necessária ao estudo, que foi administrado aos pais das crianças. Concluiu-se que existe uma associação entre as manifestações de raiva e as estratégias punitivas. Foram encontradas diferenças significativas entre o género da criança e as manifestações de isolamento, as estratégias não punitivas e os motivos por rotinas; e entre a idade da criança e as manifestações de angústia, especificamente entre os 3 e os 5 anos, e nos motivos emocionais.por
dc.description.abstractTantrums are increasingly an issue that worries most families. Arise in the early years of life and are a consequence of the lack of self-regulation and tolerance to frustration that the child has. So that will not become serious behavior problems, parents have to adopt appropriate parental strategy promoting adequate behaviour. The present study aims to meet the frequency the tantrums, the manifestations of children during a tantrum, parental strategies used against the tantrums and the reasons why children do tantrums. Another objective is to know the relationship of these objectives with age and the child's gender and family type. The sample comprised 90 children aged 3 to 5 years, with each age group comprises 30 children. The Questionnaire of Tantra was used to collect the information required for the study, which was administered to parents of children. It was concluded that there is an association between the manifestations of anger and punitive strategies. Significant differences were found between the gender of the child and the manifestations of isolation, not punitive strategies and the reasons for routines; between the child's age and distress manifestations, specifically between 3 and 5 years, and emotional reasons.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectProblemas de comportamentopor
dc.subjectPré-escolarpor
dc.subjectBirraspor
dc.subjectManifestaçõespor
dc.subjectEstratégias parentaispor
dc.subjectMotivospor
dc.titleProblemas de comportamento no período pré-escolar: as birraspor
dc.typemasterThesispor
degois.publication.locationCoimbrapor
degois.publication.titleProblemas de comportamento no período pré-escolar: as birraspor
dc.peerreviewedyespor
dc.identifier.tid201443716-
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
crisitem.advisor.researchunitCenter for Research in Neuropsychology and Cognitive Behavioral Intervention-
crisitem.advisor.orcid0000-0001-9055-9673-
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP - Soraia Daniela Mourato - 2016.pdf778.17 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 10

950
checked on Dec 22, 2021

Download(s) 50

505
checked on Dec 22, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.