Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32362
Title: As TIG no ensino de Geografia: conceções, usos escolares e suas condicionantes
Authors: Maciel, Olga Maria de Gouveia 
Orientador: Nunes, Adélia
Nunes, Sérgio
Keywords: Tecnologias de Informação Geográfica (TIG); Ensino de Geografia; Geotechnologies; Geography teaching
Issue Date: 9-May-2017
Citation: MACIEL, Olga Maria de Gouveia - As TIG no ensino de geografia : conceções, usos escolares e suas condicionantes. Coimbra : [s.n.], 2017. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/32362
Abstract: O desenvolvimento tecnológico recente possibilita, de um modo inédito, o acesso e a manipulação de informação geográfica. A localização, uma questão transversal a diversas áreas do conhecimento, tornou-se um ícone da Sociedade do Conhecimento, colocando o pensamento espacial como uma competência chave do cidadão do século XXI. Neste contexto, e no sentido de aproximar a Geografia escolar da conceção da Digital Earth, é pertinente o uso das diversas Tecnologias de Informação Geográfica (TIG) como ferramentas educativas ao serviço do cumprimento dos objetivos desta área disciplinar, os quais, em última instância, visam a formação de cidadãos geograficamente competentes. Como a integração destas tecnologias no ensino está dependente de vários fatores, entendeuse como pertinente compreender a visão dos docentes e dos futuros docentes de Geografia em relação às TIG, aferir quais os usos escolares destas ferramentas e identificar as condicionantes à sua integração no processo de ensino-aprendizagem. Para a concretização destes três grandes objetivos, que se definiram como base para este trabalho, definiu-se um sistema de recolha de dados baseado na aplicação do inquérito por questionário e na realização de entrevistas semiestruturadas. Pelo facto de a pesquisa envolver a análise de dados quantitativos, recolhidos com o questionário, e de dados qualitativos, recolhidos com a entrevista, posiciona-se o estudo empírico desenvolvido ao nível das metodologias mistas de investigação. Perante a natureza dos dados recolhidos, a análise estatística inferencial e a análise de conteúdo impuseram-se como técnicas de análise de dados mais apropriadas. Participaram na investigação 473 informadores: 415 docentes de Geografia dos Ensinos Básico e Secundário, 52 professores formandos dos Mestrados em Ensino de História e Geografia dos Ensinos Básico e Secundário, e seis docentes universitários deste curso de mestrado. As conclusões obtidas sugerem que os participantes no estudo perspetivam que o uso educativo das TIG no ensino de Geografia contribui para o exercício da cidadania no século XXI. Ainda assim, constata-se que aprender a lecionar Geografia com TIG não é um objetivo consolidado ao nível dos Mestrados em Ensino de História e Geografia. Os resultados indicam que os docentes de Geografia possuem reduzidos conhecimentos em TIG, não são utilizadores frequentes destas ferramentas em contexto educativo e recorrem a estas ferramentas, sobretudo à Geospatial Web, como recurso didático, dado ser menos frequente a utilização das TIG enquanto estratégia de ensino-aprendizagem suportada em metodologias de ensino ativas. Ou seja, estas ferramentas surgem mais frequentemente como suporte para a apresentação de conteúdos, e menos como suporte para a exploração de conteúdos pelos alunos. Este nível de integração, é reflexo da resistência à mudança por parte dos docentes e resultam de limitações de caráter organizacional e de gestão implícitas às políticas educativas, que se traduzem em problemas no acesso a equipamentos, na excessiva carga horária dos docentes, bem como no elevado número de alunos por turma. No entanto, apesar de condicionada por barreiras de diversa ordem, a integração das TIG no ensino de Geografia pode ser estimulada com a capacitação dos professores de carreira e dos professores formandos e com a disponibilização de ferramentas e de material didático que permitam criar um contexto educativo favorável a lecionar Geografia com TIG. Esta proposta está baseada nos resultados deste estudo, que indicam que a maior frequência de formação favorece um maior conhecimento, mas também um uso mais frequente destas ferramentas, mesmo quando as instalações escolares não estão preparadas.
In a new way, recent technologic development supports the access and manipulation of geographic information. Location, a feature that crosses different areas of knowledge, became a basic attribute for the Society of Knowledge, setting spatial thinking as a key competence for the citizen of the 21st century. Under such context, and to promote greater proximity between the scholar Geography and the idea of Digital Earth, the use of different geotechnologies gains clear relevance as educational tools, contributing to accomplish the aims of such field of knowledge, but also to achieve the outmost objective of preparing citizens geographically efficient. Once the integration of geotecnhologies on teaching Geography is dependent on several factors, three main objectives were defined for this work: i) to understand the perspective of in service and pre-service teachers of Geography relative to geotecnhologies; ii) assess the frequency and diversity of applications of geotecnhonolgies by them; and iii) identify the main challenges faced by the integration of geotecnhologies on teaching Geography in Portugal. To achieve such aims, it was implemented a system to collect data at the national level, based on the use of surveys (questionnaires) and semi-structured interviews, which were directed to the main players responsible for the active integration of eotechnologies on scholar Geography. Once the collected data is of quantitative (surveys) and qualitative (interviews) nature, such empirical study is based on a mixed approach in terms of methods of research. Thus, exploratory statistical analysis and content analysis were selected as appropriate techniques for data analysis. In terms of participants, this research gets data from 473 individuals: 415 teachers from secondary school, 52 trainee teachers associated to university master programs dedicated to teaching Geography, and 6 university teachers associated to such programs. Results suggest that participants in this study are confident that the use of geotechnologies in Geography teaching contributes to promote the citizenship in the 21st century. Although, it is assumed that the process of learning how to teach Geography using geotechnologies didn't get enough attention in the university master programmes dedicated to Geography teaching. Moreover, results point out that Geography teachers have reduced skills on geotechnologies, and they are not frequent users of such tools for teaching. And when they do so, they use them mostly as support to present examples, and not to promote active learning. Such level of integration, more than an effect of resistance to change by teachers, it is the combined result of difficulties on accessing equipment, teachers' excessive workload, and the high number of students per class, obstacles that have been reinforced by the lack of promoting educational politics. Despite the identification of different barriers that are obstructing a higher level of integration, the use of such tools might ďe stimulated by increasing teachers’ proficiency through easy access to tools, tutorials and exercises, promoting a framework prone to their use in Geography teaching. Such suggestions are supported on results from this study, which clearly show that higher frequency of dedicated courses enhances knowledge and promote more frequent use, even when school facilities are not prepared.
Description: Tese de doutoramento em Geografia, na especialidade de Geografia Física, apresentada ao Departamento de Geografia Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/44227
http://hdl.handle.net/10316/32362
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Geografia - Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
As TIG no ensino de Geografia.pdf9.08 MBAdobe PDFView/Open
Termo Olga Maciel.pdf77.63 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

154
checked on May 21, 2019

Download(s) 20

760
checked on May 21, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.