Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32320
Title: Aplicação do MLTS (multilocus sequence typing) na genotipagem de Giardia lamblia
Authors: Marques, Ana Rita Lopes
Orientador: Sousa, Maria Céu Rodrigues
Keywords: Parasitoses intestinais; Giardíase; Genótipo
Issue Date: 2015
Abstract: Giardia lamblia é um parasita protozoário comum, com distribuição mundial, que coloniza e se reproduz no intestino delgado, causando uma infeção chamada de giardíase. Este parasita infecta uma ampla gama de hospedeiros vertebrados, incluindo o homem, animais domésticos e selvagens. Muitos têm sido os estudos feitos para tentar perceber não só as suas características morfológicas e de virulência mas também os padrões de especificidade do hospedeiro e de transmissão, e o tipo de sintomatologia que provoca. Muitas destas investigações também tentam relacionar as características genéticas de Giardia lamblia com a sua distribuição mundial. Giardia lamblia apresenta elevada diversidade genética e considera-se um complexo de pelo menos oito assemblages genéticos, morfologicamente idênticos, (denominados A a H). Os assemblages são distinguidos por reação em cadeia da polimerase (PCR) e por sequenciação de genes, tais como a pequena sub-unidade de RNA ribossómico (SSU-rRNA), β-giardin (bg), glutamato desidrogenase (gdh) e triose-fosfato isomerase (tpi). O homem é só infetado por parasitas pertencentes aos assemblages A e B. Existe uma extensa sub-estruturação genética dentro dos assemblages A e B, e os parasitas são diferenciados por sequenciação de múltiplos loci em pelo menos cinco subassemblages (AI,AII, AIII e BIII-BIV). Recentemente têm-se recorrido cada vez mais à genotipagem multilocus, em que genes constitutivos (housekeeping) do parasita são amplificados por PCR e sequenciados, permitindo assim fazer uma distinção não só entre os assemblages como também entre subtipos e estabelecimento de genótipos MLST. Apesar do uso deste método mais avançado e com resultados mais fiáveis, ainda não é unânime se algum dos assemblage que parasitam o homem está associado ou não à virulência e sintomatologia. Em relação ao seu potencial zoonótico, já existem dados suficientes para afirmar que se pode considerar a giardíase como uma zoonose.
Giardia lamblia is a common protozoan parasite, with worldwide distribution that colonizes and reproduces the small intestine, causing an infection called giardiasis. This parasite infects a wide range of vertebrate hosts, including humans, domestic and wild animals. There are many studies that try to understand not only their morphological characteristics and virulence but also the host specificity and transmission standards, and the symptoms it causes. These investigations also try to relate the genetic characteristics of Giardia lamblia with its worldwide distribution. Giardia lamblia has high genetic diversity and is considered a complex of at least eight genetic assemblages, morphologically identical (named A to H). The assemblages are distinguished by polymerase chain reaction (PCR) and sequencing of genes, such as the small subunit ribosomal RNA (SSU-rRNA), β-Giardin (bg), glutamate dehydrogenase (GDH) and triose- phosphate isomerase (tpi). Man is only infected by parasites belonging to assemblages A and B. There is extensive genetic sub-structure within the assemblages A and B, and parasites are distinguished by sequencing multiple loci in at least five sub-assemblages (AI, AII, AIII, BIII and B IV). The multilocus genotyping has been using more and more, where constitutive genes (housekeeping) of the parasite are amplified by PCR and sequenced, allowing to distinguish not only between the assemblages as well as between subtypes and establish MLST genotypes. Despite the use of the most advanced method and with more reliable results, it is still not unanimous if any of the assemblage that parasitize humans shows associations with virulence and symptoms and what will be its worldwide distribution. In relation to its zoonotic potential, there are already enough data to say what could be considered giardiasis as a zoonosis.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade curricular de acompanhamento farmacêutico do mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/32320
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Mon_Ana Marques.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,669
checked on Sep 10, 2021

Download(s) 50

244
checked on Sep 10, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.