Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31950
Title: Lesão renal aguda : fisiopatologia, clínica e abordagem teapêutica : dados epidemiológicos relativos a seis meses de internamento de doentes no serviço de medicina intensiva do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Authors: Simões, Joana Sofia Fernandes 
Orientador: Alves, Rui Manuel Baptista
Pimentel, Jorge Manuel Pericão Costa
Keywords: Doenças do rim; Lesão renal aguda; Etiologia; Fisiopatologia; Terapia; Factores de risco
Issue Date: Apr-2014
Abstract: A lesão renal aguda (LRA) é uma entidade clínica complexa e potencialmente grave caracterizada por um declínio rápido da função renal em horas a dias, com perda da capacidade de regulação do equilíbrio hidro-electrolítico e ácido-base e acumulação de produtos de degradação nitrogenados, traduzido geralmente por aumento da creatininémia e/ou redução do débito urinário mais ou menos acentuados. O espectro clínico é diverso, desde alterações funcionais ligeiras até à necessidade de terapêutica de substituição da função renal (TSFR), tal como a sua etiologia. No contexto de doentes graves admitidos em unidades de cuidados intensivos, nos quais a sua ocorrência é muito frequente, são as causas pré-renais e renais as desencadeantes mais comuns; contudo, em grande parte destes casos a etiologia é multifatorial. O presente trabalho pretendeu descrever e caracterizar um grupo de doentes internados no Serviço de Medicina Intensiva do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra – pólo HUC no primeiro semestre de 2013 com LRA sujeita a TSFR em algum momento do internamento e caracterizar esta mesma entidade clínica nesta amostra. Foi efetuada uma análise retrospetiva da informação clínica dos doentes internados no SMI naquele período por falência de uma ou mais funções vitais com utilização de TSFR por LRA ou agudização de doença renal crónica, e com base nessa informação, os doentes foram classificados segundo os critérios do sistema AKIN de diagnóstico e classificação da LRA. Na amostra estudada, a proporção de doentes com idade avançada e múltiplos fatores de risco para o desenvolvimento de lesão renal aguda foi muito significativa; a gravidade das situações que motivaram a admissão destes doentes traduziu-se num índice de gravidade SAPS II médio superior ao da média global do serviço, tendo a sépsis e o choque séptico sido os principais motivos de admissão e causas da lesão renal aguda, em 61,2% e 71% dos casos, respetivamente. Todos os doentes atingiram o estadio 3 na classificação AKIN; a mortalidade, de 67,7%, foi superior à mortalidade geral do serviço no período estudado e condicionou internamentos muito curtos (inferiores a 48 horas) em mais de um terço dos doentes devido à gravidade e evolução rapidamente fatal do quadro clínico. Praticamente todos os doentes (>90%) realizaram hemodiafiltração veno-venosa contínua, refletindo a instabilidade hemodinâmica apresentada apesar do uso generalizado de aminas vasopressoras, no contexto da disfunção múltipla de órgão que todos os doentes vieram apresentar. Os resultados obtidos foram ilustrativos do que é descrito na literatura e refletem a importância desta entidade clínica como problema de saúde pública devido à sua elevada prevalência e à morbi-mortalidade significativa a que se associa.
Acute kidney injury (AKI) is a complex and potentially severe disorder characterized by a sudden impairment of kidney function in a short timespan (hours to few days) resulting in the retention of nitrogenous and other waste products and failure to regulate fluid, electrolyte and acid-base balance, and generally inferred by an elevation in serum creatinine concentration and/or reduction in urine output. The clinical spectrum ranges from small changes in function to requirement for renal replacement therapy, and its etiology is quite variable as well. AKI is very common in the setting of severely ill patients admitted in intensive care units, in which the pre-renal and intrinsic causes are the most frequent triggers; however, in most cases it is multifactorial in origin. This work aimed to describe and characterize a group of patients admitted to the Intensive Care Unit of the Coimbra University Hospital from January to June 2013 having AKI with the need of renal replacement therapy at any moment during their stay and to characterize this clinical entity in the studied sample. From the clinical information of the patients admitted in that ICU in the referred period because of failure of one or more of the vital functions with use of renal replacement therapy for AKI or chronic kidney disease exacerbation, a retrospective analysis was conducted and AKI was classified according to the AKIN (Acute Kidney Injury Network) staging criteria. In the studied sample, there was a significant proportion of elderly patients with multiple risk factors for AKI; the severity of the primary admission diagnoses reflected in an average SAPS II severity index in this group higher than the overall average SAPS II from all admissions in the same period, with sepsis and septic shock being the leading admission diagnoses and causes of AKI, in 61,2% and 71%, respectively. All the patients reached AKIN stage 3; the mortality rate in the studied sample (67,7%) was higher than overall mortality rate in that period and was the reason for the very short duration of admission (less than 48 hours) observed in over a third of the patients due to the severity and rapidly fatal evolution of the clinical picture. Nearly all patients (>90%) underwent continuous veno-venous hemodiafiltration, reflecting significant hemodynamic instability despite the widespread usage of vasopressor amines, within the context of the multiple organ dysfunction occurred in all patients. The observed results were in agreement with the evidence and reflect the relavance of this clinical entity as a major public health problem due to the high prevalence and considerable morbidity and mortality associated.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31950
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Joana Sofia Fernandes Simões - Abril 2014.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,458
checked on Dec 3, 2019

Download(s) 5

3,083
checked on Dec 3, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.