Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31746
Title: Tratamento farmacológico da hipertensão arterial no idoso
Authors: Martins, André Filipe Pereira Aparício 
Orientador: Veríssimo, Manuel Teixeira
Moreira, Sónia
Keywords: Idoso; Hipertensão arterial; Terapêutica por medicamentos
Issue Date: 2016
Abstract: A hipertensão arterial é o principal fator de risco modificável para a morbimortalidade por doenças cardiovasculares, a principal causa de morte a nível mundial. Dado o aumento da sua prevalência com a idade, a hipertensão arterial no idoso é uma patologia cada vez mais frequente. A rigidez arterial e a disfunção endotelial são a base fisiopatológica da hipertensão arterial no idoso, não devendo contudo ser descurada a maior incidência de causas secundárias. O tratamento farmacológico da hipertensão arterial no idoso é recomendado tendo em consideração o seu efeito na redução da mortalidade e morbilidade cardiovascular. O valor-alvo de tensão arterial recomendado para estes doentes é 150/90 mmHg, pela ausência de benefícios com um controlo tensional mais restrito. Não há evidência que suporte a utilização preferencial de uma classe ou combinação farmacológica, devendo o grande enfoque terapêutico ser a redução tensional e não os agentes utilizados. Doentes com comorbilidades ou pertencentes a populações especiais podem apresentar indicações farmacológicas específicas e valores-alvo diferentes. As reações adversas à terapêutica são mais frequentes no idoso. Assim, os idosos hipertensos devem manter vigilância para identificação precoce de reações adversas e aumentar a adesão terapêutica.
The arterial hypertension is the main modifiable risk factor for morbimortality of cardiovascular diseases, the main cause of death worldwide. Given the increase of its prevalence with age, the arterial hypertension in the elderly is becoming increasingly frequent. The arterial stiffness and endothelial dysfunction are the pathophysiological basis of the arterial hypertension in the elderly, although it cannot be neglect the higher incidence of secondary causes. The pharmacological treatment of arterial hypertension in the elderly is recommended considering its effects on the reduction of cardiovascular mortality and morbidity. The blood pressure target recommended for these patients is 150/90 mmHg, due to the lack of benefits in a stricter blood pressure control. There is no evidence supporting the preferential utilization of a pharmacological class or combination. The major focus should be on blood pressure reduction and not on the agent used. Patients with comorbidities or from special populations may have specific pharmacologial indications and different target values. The therapy’s adverse reactions are more frequent in the elderly. Thus, the hypertensive elderly must maintain vigilance to identify early the adverse reactions and increase the therapeutic adherence
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina (Geriatria), apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31746
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese MIM - André Martins.pdf454.91 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

989
checked on Jul 16, 2019

Download(s) 10

1,792
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.