Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31702
Title: Avaliação funcional a médio prazo da artroplastia total do ombro invertida em doentes com rotura maciça da coifa dos rotadores
Authors: Ribeiro, Jaime Pimenta 
Orientador: Fonseca, Fernando
Capelão, Manuel
Keywords: Ortopedia; Articulação do ombro; Artroplastia; Ombro; Ruptura
Issue Date: 2012
Abstract: Introdução: a artroplastia total do ombro invertida é una técnica de reconstrução da articulação do ombro com recurso a um tipo de prótese ball and socket que inverte a orientação da articulação - prótese total do ombro invertida, desenhada em 1985 por Grammont e Baulot. Este tipo de artroplastia está indicado em várias patologias das quais faz parte a rotura maciça da coifa dos rotadores. Os doentes com esta patologia queixam-se habitualmente de: dor; falta de força e disfunção do ombro; e são incapazes de elevar ativamente o membro superior. Estudos a curto e médio prazo desta opção de tratamento têm revelado ganhos a nível da dor e função. Os objetivos deste trabalho são: (1) avaliar funcionalmente a médio prazo (10 anos) a artroplastia total do ombro invertida no tratamento da rotura maciça da coifa dos rotadores; (2) descrever o tipo e a frequência de complicações ocorridas; (3) caracterizar a médio prazo (10 anos) a curva de sobrevida da prótese total do ombro invertida. Materiais e métodos: foi feito um estudo retrospetivo de uma base de dados com 133 doentes (média de idades de 64,2 anos) que apresentavam o diagnóstico de rotura da coifa dos rotadores e tinham sido sujeitos a artroplastia total do ombro invertida. A avaliação funcional 2 do ombro foi feita com base na escala de Constant-Murley, tendo sido avaliado nos tempos: antes da cirurgia; 6 meses após a cirurgia; 1 ano e anos seguintes até 10 anos. As complicações foram igualmente registadas na base de dados durante o seguimento (que durou em média 74,41 meses com um follow-up mínimo de 12 meses). A curva de sobrevida das próteses foi construída definindo a revisão da artroplastia como o end-point das próteses. Resultados: A média do score de Constant-Murley passou de 33,31 pontos no préoperatório para 60,41 pontos no momento da última avaliação do seguimento, apresentando um ganho de 26,86 pontos. A taxa de complicações foi de 16,5%, tendo sido a infeção (10) a complicação mais frequente. A taxa estimada de sobrevida foi de 80,0% aos 10 anos. Conclusões: A artroplastia total do ombro invertida permite obter ganhos consideráveis e restaurar a função do ombro em doentes com rotura maciça da coifa dos rotadores, contudo, apresenta ainda uma taxa de complicações relativamente alta. São necessários mais estudos e de maior amplitude para se poder concluir sobre a sua efetividade a longo prazo e aplicação a doentes mais jovens
Background: the reverse total shoulder arthroplasty is a shoulder joint reconstruction technique which uses a ball and a socket prosthesis that reverses the joint's orientation – reverse total shoulder prosthesis, designed in 1985 by Grammont and Baulot. This arthroplasty is indicated in several pathologies which is part of the massive rotator cuff tears. 3 Patients with this condition usually refer: pain; weakness and shoulder dysfunction, and are unable to actively elevate the arm. Short and medium term studies of this treatment option have revealed gains in pain and function. The purposes of this study are to: (1) assess the medium term (10 years) results of the reverse total shoulder arthroplasty in massive rotator cuff tears treatment; (2) describe the complications type and his frequency; (3) characterize the medium term (10 years) survival curve of the reverse total shoulder prosthesis. Methods: it was performed a retrospective study of a database with 133 patients (mean age 64,2 years) who had the massive rotator cuff tears diagnosis and undergone reverse total shoulder arthroplasty. Functional assessment of the shoulder was made based on the Constant-Murley score at: before surgery; 6 months after surgery; 1 year and subsequent years up to 10 years. Complications have been registered during the follow-up (which lasted an average of 74.41 months with a minimum 12 months follow-up). The survival curve was constructed by defining the arthroplasty revision as the prosthesis endpoint. Results: the Constant-Murley score improved from a pre-operative mean 33,31 points to a mean 60,41 points at the last follow-up evaluation, with a gain of 26,86 points. The complications rate was 16,5 %, and the infection (10) the complication more prevalent. The estimated 10 years survival rate was 80,0%. Conclusions: the reverse total shoulder arthroplasty shows considerable gains and restores the shoulder function in patients with massive rotator cuff tears, however, is still a relatively high complications rate. Further studies with greater range are needed in order to conclude about his long-term effectiveness and application to younger patients.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina (Ortopedia), apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31702
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Capa.pdfCapa16.77 kBAdobe PDFView/Open
Tese - novo acordo ortog.pdfDocumento principal155.09 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,031
checked on Sep 17, 2020

Download(s) 50

470
checked on Sep 17, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.