Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31671
Title: Profilaxia da litíase renal
Authors: Mendes, Jorge Miguel Bastos 
Orientador: Moreira, Pedro Neto Santos de Barros
Castelo, David José Simões
Keywords: Rim; Prevenção de doenças; Litíase renal
Issue Date: 2014
Abstract: A litíase renal resulta de formações sólidas de cristais normalmente dissolvidos na urina. É uma patologia com uma incidência e prevalência crescentes, estimando-se que possa afectar 14.8% da população mundial e 1% da população trabalhadora por ano. Embora os factores genéticos influenciem o risco de desenvolver litíase renal, alterações a este nível surgem a um ritmo muito lento, sendo os factores ambientais os prováveis determinantes das alterações que se verificaram nos últimos anos. Cerca de 80% dos cálculos formados têm na sua constituição cálcio (principalmente oxalato de cálcio, mas também fosfato de cálcio), sendo os restantes constituídos por ácido úrico e outras substâncias. Visto que os cálculos de cálcio são maioritários, são também estes os mais estudados e sobre os quais há maior conhecimento e evidência. Esta patologia apresenta uma predilecção pelo sexo masculino e raça caucasóide, mas pode atingir qualquer indivíduo e o pico de incidência da patologia verifica-se entre os 40 e os 49 anos. Assim, esta patologia implica elevados custos e uma alta morbilidade e diminuição da qualidade de vida dos doentes. Neste contexto torna-se pertinente conhecer as melhores estratégias a utilizar na abordagem da patologia. Este artigo de revisão apresenta objectivos concretos: verificar se a profilaxia da litíase renal é uma estratégia viável e em que situações é adequada; e verificar quais os procedimentos e intervenção que devem ser utilizados nestes casos. Com base na bibliografia até à data disponível, este artigo conclui que a prevenção primária da litíase renal é viável se usada uma abordagem conservadora e deve ser utilizada em doentes que habitem áreas geográficas de risco. Tanto na prevenção primária como na prevenção secundária, as estratégias utilizadas devem ser baseadas nas características individuais da patologia de cada doente. A prevenção secundária é sempre uma 5 estratégia desejável e deve basear-se num estudo metabólico adequado. A terapêutica conservadora, nomeadamente intervenção no estilo de vida, na dieta e consumo de fluidos, está sempre indicada. Já a terapêutica farmacológica está indicada em caso de falência da terapia conservadora, em casos de má adesão à terapêutica por parte do doente ou em casos de uma maior severidade da patologia.
Nephrolithiasis results from solid crystal formations normally dissolved in the urine. It is a disease with increasing incidence and prevalence and it is estimated that it could affect 14.8 % of the world’s population and 1 % of the working population per year. While genetic factors influence the risk of developing kidney stones, changes at this level arise at a very slow pace, so environmental factors are more likely the determinants of the changes that have occurred in recent years. About 80% of the stones are have in its constitution calcium (mainly calcium oxalate, but also calcium phosphate), the others are mainly formed by uric acid and other substances. Since the majority are calcium stones, these are also the most studied and about which there is greater knowledge and evidence. This disease has a predilection for the male sex and white race, but it can affect any individual and the peak incidence of the disease is between 40 and 49 years. Thus, this condition leads to high costs and morbidity and decreased quality of life for patients. In this context it is relevant to know the best strategies to use in the management of the pathology. This review article presents concrete objectives: to determine whether the prophilaxis of nephrolithiasis is a viable strategy and in what situations it is desirable; and to verify what procedures and intervention should be used in these cases. Based on the available literature data, this article concludes that the primary prevention of kidney stones is feasible if used a conservative approach and should be used in patients who inhabit geographic areas of risk. Both primary prevention and secondary prevention strategies used, should be based on the individual characteristics of each patient 's pathology. Secondary prevention is always a desirable strategy and should be based on a proper metabolic study. Conservative treatment, 7 including intervention in lifestyle, diet and fluid intake, is always appropriate. Pharmacological therapy is indicated in case of failure of conservative therapy, in cases of poor compliance by patients or in cases of greater severity of the disease.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina (Urologia), apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31671
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Litíase Renal.pdf437.3 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

872
checked on Sep 21, 2020

Download(s) 5

4,098
checked on Sep 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.