Title: Proveniência de materiais geológicos: abordagens sobre o Quaternário de Portugal
Authors: Dinis, Pedro 
Alberto, Gomes 
Sérgio, Monteiro-Rodrigues 
Keywords: Proveniência de materiais geológicos;Sistemas naturais;Vetores de transporte;Quaternário
Issue Date: Aug-2014
Publisher: APEQ - Associação Portuguesa para o Estudo do Quaternário
Citation: DINIS, Pedro; GOMES, Alberto; MONTEIRO-RODRIGUES, Sérgio, eds. e coords. - Proveniência de materiais geológicos : abordagens sobre o Quaternário de Portugal [Em linha]. Coimbra : APEQ, 2014. [Consult. Data de consulta]. Disponível na Internet:<URL:http://hdl.handle.net/10316/31306>. ISBN 978-989-97140-2-1.
Abstract: NOTA INTRODUTÓRIA Conhecer as áreas de alimentação de materiais geológicos e os vectores de transporte é de grande importância em diferentes domínios científicos. Estes elementos dos sistemas naturais são fundamentais quando se tenta efectuar reconstruções paleogeográficas e paleoambientais. De facto, os indicadores de proveniência permitem estabelecer, directa ou indirectamente, leituras a respeito de características ambientais tão diversas como as condições climáticas, a morfologia do terreno, a intensidade das correntes marinhas ou costeiras, os padrões de drenagem fluvial, a ocupação e o tipo de solo, entre outras. O conhecimento da proveniência pode também ser muito útil em trabalhos sobre diferentes processos naturais com implicações para as formas de ocupação humana, como, por exemplo, aqueles que promovem o fornecimento ou remoção de sedimentos de troços costeiros e a erosão de solos. Nos domínios de investigação em que o ser humano assume uma posição fulcral, como objecto de investigação, focados em acontecimentos mais ou menos remotos, a compreensão dos processos de transferência de materiais é igualmente capaz de fornecer evidências relevantes para a resolução de muitos dos problemas em análise. A título de exemplo, refiram-se os casos das ciências forenses e das investigações arqueológicas relacionadas com o estudo da evolução das técnicas e da interacção entre comunidades. O presente livro reúne contribuições de diferentes áreas disciplinares acerca da proveniência de materiais geológicos. Os que interessam aqui podem ser partículas sedimentares em trânsito ou fragmentos de rocha ou corpo mineral usados na produção de outros materiais. O enfoque orienta-se para a investigação no âmbito do Quaternário e, na medida do possível, dá-se particular atenção às questões que podem ter implicações para a espécie humana. Esta pode assumir um papel primordial, como agente responsável pelos processos de extracção e transferência, ou como um elemento que é condicionado por estes processos ou intervêm neles apenas indirectamente. Apesar de se procurar abordar propriedades dos materiais suficientemente perenes para poderem suportar a atribuição a uma determinada fonte, em alguns casos também se tratam as transformações que estas propriedades podem sofrer no decurso dos processos de transporte, mistura, dispersão e acumulação. Nos vários capítulos do livro, o leitor encontra abordagens metodológicas para a caracterização de um parâmetro, ou conjunto de parâmetros afins, e casos de estudo. Em algumas situações o capítulo acaba por desenvolver as duas vertentes. Nos casos de estudo é comum encontrar a proveniência definida com base num trabalho transversal que envolve mais do que um parâmetro. Nos capítulos sobre determinado parâmetro ou metodologia são geralmente apresentados vários exemplos de aplicação prática. Surgem ainda inventários de características de materiais, associados tanto à apresentação de casos de estudo como de parâmetros que podem suportar uma discriminação da proveniência. Dada esta diversidade de conteúdos, optou-se por não estabelecer uma separação rígida em partes. De qualquer maneira, os primeiros oito capítulos estão particularmente orientados para a exploração de um parâmetro e os sete seguintes incidem sobre exemplos de investigação com recurso a diferentes propriedades dos materiais e metodologias de análise. Procurou-se garantir que as características dos materiais mais amplamente usadas em estudos de proveniência são, de alguma forma, tidas em consideração em um ou mais capítulos. Surgem assim análises cuidadas em torno da composição mineral (amostra total, minerais pesados, minerais de argila), composição química (elementos maiores ou menores e composição isotópica), caracterização petrográfica, tamanho de grãos, micro-texturas na superfície dos grãos, propriedades magnéticas... As metodologias usadas para a definição destes parâmetros também são numerosas. Procurou-se ainda que os exemplos de investigação andassem em torno de materiais geológicos tão diversificados e que abarcassem um leque temporal tão alargado quanto possível. Abordam-se problemas com expressão para intervalos cronológicos desde a Pré-História até à actualidade e materiais tão diferentes como a pedra para escultura e o pigmento para pintura. O livro, apesar da atenção dada às questões metodológicas, não foi pensado com o objectivo de constituir um manual para quem procura desenvolver estudos de proveniência. Seria necessário, pelo menos, uma apresentação mais extensa e sistematizada das várias técnicas de análise, sempre articulada com vários exemplos de aplicação. Com a apresentação de uma selecção do que tem sido feito nos últimos anos e de novos horizontes, na sequência de desenvolvimentos tecnológicos e conceptuais, conta-se que possa orientar estudantes graduados e investigadores interessados na definição da origem e distribuição de materiais geológicos, em particular aqueles que trabalham sobre o intervalo de tempo que designamos de Quaternário.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31306
ISBN: 978-989-97140-2-1
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Terra - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Proveniência de materiais geológicos: abordagens sobre o Quaternário de Portugal.pdf35.27 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.