Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31172
Title: O turismo de iates - Estratégia de desenvolvimento para a Figueira da Foz
Authors: Silveira, Luís Eduardo Ávila da 
Orientador: Santos, Norberto
Perna, Fernando
Keywords: Lazer; Turismo náutico; Figueira da Foz; Iates; Desenvolvimento; Leisure; Nautical tourism; Yachts
Issue Date: 20-Oct-2016
Citation: SILVEIRA, Luís Eduardo Ávila da - O turismo de iates : estratégia de desenvolvimento para a Figueira da Foz. Coimbra : [s.n.], 2016. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/31172
Abstract: O turismo, resultado da evolução dos tempos de lazer, é já em pleno século XXI uma atividade global e de reconhecida capacidade de promoção do desenvolvimento nos territórios onde decorre. O turismo de iates surge como um dos segmentos da atividade turística genérica, apresenta contornos de crescimento e de potenciador de desenvolvimento nos territórios onde decorre. Pela posição geoestratégica de Portugal, existe um número assinalável de embarcações de recreio a atravessar, anualmente, ao longo da faixa costeira atlântica. Ao mesmo tempo, está cada vez mais presente a noção, a nível nacional, da necessidade e da capacidade intrínseca que Portugal possui para ser um país com uma economia marítima desenvolvida e geradora de riqueza, a partir dos diferentes sectores relacionados, entre eles, o turismo. O benchmarking ou aprender com os melhores pode ser um dos pontos de partida para a sedimentação dos vetores que se pretendem para o crescimento da maritimidade em Portugal e, por isso, a Nova Zelândia surge enquanto estudo de caso. À escala local, a Figueira da Foz surge como um destino marítimo e turisticamente histórico, com particularidades únicas. Possuindo este território uma estrutura portuária de recreio, seria expectável que o número de iatistas passantes tivesse expressão suficiente para que este segmento turístico fosse, na atualidade, considerado uma mais valia (com proveito oficial e conscientemente assumido pelos autóctones) para o desenvolvimento local. Tal facto, surge, por enquanto, apenas como uma faculdade reconhecida pelas instituições e agentes locais. Foi a partir desta receptividade e das diversas potencialidades existentes que se propôs o desenvolvimento de uma estratégia que tenha como objetivo o crescimento do turismo de iates. À falta de estudos desta tipologia à escala local no âmbito nacional, partiu-se para a busca de dados que não estavam registados ou disponíveis, tendo-se, por isso, utilizado a metodologia Delphi. Sequencialmente, procedeu-se à constituição de um painel de especialistas que direta e indiretamente estão ligados à náutica de recreio, à decisão institucional, à vertente académica, e ao turismo. O resultado culminou numa ferramenta e num conjunto de medidas que, caso aplicadas, poderão colocar a Figueira da Foz enquanto destino com o turismo de iates entre as suas centralidades.
Tourism, the product of the evolution of leisure, is in this 21st century a global activity and one that has the recognized ability to promote development in the territories where it happens. Yacht tourism appears as one of the segments of the generic tourism activity and it encourages growth and development in the territories where it occurs. Because of Portugal’s geostrategic position, there is, annually, a considerable number of yachts crossing through its Atlantic coastline. At the same time, there is an increasing awareness, at a national level, of the need and of the intrinsic ability that Portugal possesses to be a country with a well-developed revenue earning maritime economy from the different related sectors. Among these is tourism. Benchmarking can be one of the starting points for the establishing of the intended vectors needed for the growth of maritime culture in Portugal e, for that reason, New Zealand emerges as a case-study. At a local scale, Figueira da Foz appears as a maritime destination, with a history of tourism and with unique characteristics. Because that territory has a marina structure, it would be expected that the number of passing-by yacht users would have enough representation for that tourism sector to be considered an asset (with official gains and purposely recognized by the local population) for local development. This fact, for now, appears only as a recognized capability by the local institutions and agents. This openness and the diversity of existing potential was the starting point for the development of a strategy that has the growth of yacht tourism as its goal. Because of the lack of national studies of this kind at a local level, we sought data that was not registered or available. We used the Delphi method to do just that. Sequentially, we formed a panel of specialists that are directly or indirectly related to nautical recreation, the official decision-making, the academia, and tourism. The end result was a tool and a group of measures that, if followed, could place Figueira da Foz as a destination that has yacht tourism at its core.
Description: Tese de Doutoramento em Turismo, Lazer e Cultura, na especialidade de Turismo e Desenvolvimento, apresentada ao Departamento de Geografia e Turismo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31172
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Geografia - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O turismo de iates.pdf9.07 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

937
checked on Jun 18, 2019

Download(s) 20

719
checked on Jun 18, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.