Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30849
Title: Do encanto à hybris: Representações de seres mitológicos com atributo musical na pintura de vasos gregos
Authors: Carderaro dos Santos, Lidiane Carolina
Orientador: Ferreira, Luísa de Nazaré
Keywords: Estudos Clássicos
Mitologia
Música
Vasos gregos
Iconografia
Issue Date: 30-Sep-2015
Abstract: A pesquisa aqui apresentada traz uma análise do tratamento dado na iconografia de vasos gregos à imagem de seres mitológicos que integram aspectos musicais. Para tanto, foram selecionados quatro seres cuja influência se faz presente no imaginário cultural grego: Sereias, Orfeu, Mársias e Tâmiris. As representações iconográficas serão analisadas, então, a partir da caracterização mitológica de cada personagem, levando em conta sua presença na tradição literária a que temos acesso, de modo a relacionar ambos os modos de representação, literária e iconográfica, identificando semelhanças e discrepâncias entre as formas de transmissão do mito. Fazendo prevalecer o aspecto representativo do mito, serão levantados aspectos concernentes à sua esfera musical, como o tipo de instrumento utilizado e as variações aplicadas, bem como possíveis justificativas para essas variações. Transcorrendo o percurso histórico da assimilação iconográfica de cada uma das personagens desde o século XIII a.C. até o século IV a.C., a análise pretende expor as variações, persistências e rupturas na abordagem do mito em linguagem iconográfica dos vasos cerâmicos gregos, considerando o período de produção e a destinação dada ao material analisado, conforme o contexto em que está inserido, quando possível.
This research provides an analysis of the treatment in the Greek vases iconography to the image of mythological creatures that have musical aspects. To that, were selected four creatures whose influence is present in the Greek cultural imaginary: Sirens, Orpheus, Marsyas and Thamyras. The iconographic representations will be analyzed, then, from the mythological characterization of each character, given their presence in the literary tradition to which we have access in order to relate both modes of representation, literary and iconographic, identifying similarities and discrepancies between the forms of transmission of the myth. Making prevail the representative aspect of the myth, will be raised aspects relating to their musical sphere, as the type of instrument used and the applied variations, as well as possible explanations for these variations. Going through the historical course of iconographic assimilation of each of the characters, from the century XIII BC to the IV BC, the analysis aims to expose the changes, stays and breaks in the myth approach at the iconographic language of the Greek ceramic vases, considering period of production and allocation given to the material analyzed, as the context in which is inserted, when possible.
Description: Dissertação de Mestrado em Estudos Clássicos, na área de especialização em Mundo Antigo, orientada pela Doutora Luísa de Nazaré Ferreira, apresentada ao Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Peer review: No
URI: http://hdl.handle.net/10316/30849
Appears in Collections:FLUC Secção de Estudos Clássicos - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carderaro - Do encanto à hybris.pdf43.24 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.