Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30846
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPadez, Cristina-
dc.contributor.authorFalcão, Anita Manta-
dc.date.accessioned2016-03-16T11:40:10Z-
dc.date.available2016-03-16T11:40:10Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationFALCÃO, Anita Manta - Aleitamento e obesidade em crianças portuguesas. Coimbra : [s.n.], 2013. Dissertação de Mestrado em Antropologia Médica.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/30846-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Antropologia Médica, apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.por
dc.description.abstractObjectivos: A obesidade infantil constitui um importante problema de saúde pública. O presente estudo teve como objetivo verificar a influencia do período de duração do aleitamento exclusivo, bem como a influencia do período de introdução da alimentação complementar no Índice de Massa Corporal de crianças portuguesas e desde modo verificar a existência de efeito protetor destas praticas alimentares infantis contra as prevalências de excesso de peso e obesidade em Portugal. Metodologia: Este estudo é composto por uma amostra de 17 508 crianças de Portugal Continental com idades compreendidas entre os 2 e os 12 anos de idade. Os dados estudados foram obtidos através da recolha de medidas antropométricas e de respostas do um questionário sociodemográfico. Uma análise de frequências foi realizada com o objetivo de avaliar a adesão ao aleitamento exclusivo em Portugal. De modo a verificar a relação do período de amamentação exclusiva e o período de introdução da alimentação complementar com o estado nutricional das crianças foram realizados testes de qui-quadrado sendo que posteriormente se efetuou uma regressão binária logística, ajustada a partir de características sociodemográficas. Resultados: Os resultados indicam que as percentagens de adesão ao aleitamento exclusivo são muito idênticas para ambos os sexos sendo que 17,3% das raparigas e 18,6% dos rapazes nunca foram exclusivamente amamentados, 44,8% das raparigas e 44,7% dos rapazes foram exclusivamente amamentados no período até aos 3 meses, 21,9% das raparigas e 21,8% dos rapazes entre os 3 e os 6 meses e apenas 16,1% de raparigas e 14,9% dos rapazes na categoria dos 6 meses ou mais. É verificada uma associação positiva entre o período de amamentação exclusiva e o IMC das crianças em ambos os sexos. Os resultados revelam ainda que existe um efeito de proteção contra a obesidade relativamente à duração da amamentação exclusiva. Ajustando o modelo de regressão multivariado verificamos que o risco de obesidade diminui entre as crianças amamentadas no período até aos 3 meses (OR=0,75; IC 95%: 0,63-0,88) para aquelas amamentadas dos 3 aos 6 meses (OR=0,69; IC 95%: 0,57-0,84), sendo que também existe um efeito protetor referente à categoria dos 6 meses ou mais comparativamente às crianças nunca amamentadas (OR=0,77; IC 95%: 0,62-0,94). Igualmente se confirmou uma diminuição do risco de obesidade relativamente à introdução da alimentação complementar, sendo que o maior efeito protetor se verifica no período dos 3 aos 6 meses (OR: 0,72; IC 95%: 0,63-0,84). Conclusão: O presente estudo indica o efeito protetor da amamentação exclusiva e da introdução da alimentação complementar contra o risco de obesidade numa amostra a nível nacional de crianças portuguesas.por
dc.description.abstractObjective: Childhood obesity is a major public health problem. The present study aimed to determine the influence of the duration of exclusive breastfeeding as well as the influence of the introdution of complementary feeding on body mass index in Portuguese children and thus, verify the existence of a protective effect of these children dietary practices against the prevalence of overweight and obesity in Portugal. Methodology: This study consists of a sample of 17 508 children from Portugal aged 2 to 12 years old. The data analyzed were obtained by collecting anthropometric measurements and responses from a demographic questionnaire. A frequency analysis was performed to evaluate adherence to exclusive breastfeeding in Portugal. In order to verify the relationship between the period of exclusive breastfeeding and the period of complementary feeding with the nutritional status of children, chi-square tests were performed, along with a binary logistic regression test adjusted from sociodemographic characteristics. Results: The results indicate that the percentages of adherence to exclusive breastfeeding are very similar for both genders, with 17.3% of girls and 18.6% of boys never been exclusively breastfed, 44.8% of girls and 44.7 % of boys exclusively breastfed in the period up to three months, 21.9% of girls and 21.8% of boys between 3 and 6 months, and only 16.1% of girls and 14.9% boys in category 6 months or more. It is observed a positive association between the duration of exclusive breastfeeding and BMI of children in both genders. The results also reveal that there is a protective effect against obesity regarding the duration of exclusive breastfeeding. Adjusting the multivariate regression model we found that the risk of obesity among children breastfed decreases from those breastfed for a period up to 3 months (OR = 0.75, 95% CI: 0.63 to 0.88) to those breastfed from 3 to 6 months (OR = 0.69, 95% CI: 0.57 to 0.84). There is also a protective effect regarding children breastfed for 6 months or more compared with never breastfed children (OR = 0.77, 95% CI : 0.62 to 0.94). It was equally confirmed a decrease in risk of obesity in relation to the introduction of complementary foods, with the largest protective effect occuring in the period from 3 to 6 months (OR: 0.72, 95% CI: 0.63 to 0.84). Conclusion: The present study demonstrates the protective effect of exclusive breastfeeding and complementary feeding against the risk of obesity in a national sample of Portuguese children.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectObesidade infantilpor
dc.subjectAleitamento exclusivopor
dc.subjectAleitamento complementarpor
dc.subjectPortugal Continentalpor
dc.titleAleitamento e obesidade em crianças portuguesaspor
dc.typemasterThesispor
degois.publication.locationCoimbrapor
dc.peerreviewedYespor
dc.identifier.tid201670186-
uc.controloAutoridadeSim-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:I&D CIAS - Dissertações de Mestrado
FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Mestrado Final Anita Falcão.pdf3.59 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

71
checked on Oct 16, 2019

Download(s) 50

444
checked on Oct 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.