Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30787
Title: Hipotermia : utilização em doentes pós-paragem cardíaca
Authors: Costa, Diogo Moderno da 
Orientador: Pimentel, Jorge Manuel Pericão Costa
Keywords: Paragem cardíaca; Hipotermia induzida
Issue Date: 2015
Abstract: A paragem cardíaca é um fenómeno frequente em todo o mundo. A taxa de mortalidade pós paragem cardíaca em doentes com retorno da circulação espontânea é elevada e os sobreviventes apresentam elevada taxa de lesão neurológica. A hipotermia terapêutica (HT) é a única intervenção comprovada na redução da mortalidade e melhoria dos resultados neurológicos. O objetivo do trabalho é apresentar as evidências científicas atuais. Descobrir novas questões sobre a HT e responder a outras. Para tal, foram reunidos artigos de 2009 a 2015 (com algumas exceções), ou atualizados dentro do prazo estabelecido. Há milhares de anos que a hipotermia é utilizada como terapêutica, contudo, as evidências mais importantes que justificam as recomendações atuais ocorreram em 2002. A evolução dos métodos de arrefecimento acompanhou os tempos e melhorarou os resultados, embora muitas questões fundamentais necessitem de ser respondidas (velocidade de arrefecimento, momento ideal da indução, método de arrefecimento ideal, prognóstico neurológico, população que pode beneficiar e entre outras). A HT tem progressivamente entrado nos protocolos hospitalares, talvez um melhor conhecimento de todas as indicações, contraindicações, complicações, técnicas de suporte, monitorização e aparelhos de arrefecimento disponíveis, associadas a evidências recentes, sejam fatores preponderantes para a globalização da terapêutica, com resultados positivos futuros
Cardiac arrest is a major worldwide phenomenon. The rate of post cardiac arrest mortality in patients with return of spontaneous circulation is huge, and the survivors have a high rate of neurological damage. Therapeutic hypothermia (TH) is the only proven intervention to reduce mortality and improve neurologic outcomes. The objective is to present the current scientific evidence. Discover new questions about the HT and respond to others. To this end, were gathered from 2009 to 2015 articles (with some exceptions), or updated within the deadline. Thousands of years that hypothermia is used as therapy, however the most important evidence to justify the current recommendations occurred in 2002. The evolution of cooling methods followed the times and improved results, although many fundamental questions need to be answered (speed of cooling, ideal time of induction, ideal cooling method, neurological prognosis, population that can benefit from the therapy and others). The HT has gradually entered the hospital protocols, perhaps a better understanding of all the indications, contraindications, complications, support techniques, monitoring and cooling appliances available, associated with recent evidence, are important factors for the globalization of therapy, with future positive results
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina (Medicina Intensiva), apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30787
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
CAPA DA TESE.pdfCapa23.67 kBAdobe PDFView/Open
para imprimir.pdfDocumento principal1.08 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

350
checked on Sep 21, 2020

Download(s) 5

2,846
checked on Sep 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.