Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30545
Title: Percepção de prática centrada no paciente, satisfação com a consulta e adesão à terapêutica em adultos surdos e não surdos
Authors: Esperança, Ana Rafaela Gomes 
Orientador: Santos, António João F. de Macedo e
Pereira, Ana Telma Fernandes
Keywords: PMCD; Surdos; população geral; PPCD-16; satisfação, adesão, percepção de saúde
Issue Date: 2015
Abstract: Introdução: A Prática da Medicina Centrada no Doente (PMCD) é particularmente desafiante para a população de Surdos, que enfrenta dificuldades no acesso aos serviços de saúde, fundamentalmente pelas barreiras de comunicação. Objetivos: Pretende-se comparar a percepção de PMCD, relativamente à última consulta médica, a satisfação com a consulta, a adesão e a perceção de saúde entre um grupo de adultos Surdos e um grupo de adultos da população geral; analisar a relação entre estas variáveis no grupo de adultos surdos. Materiais e Métodos: Adultos da população geral (n=1335) e adultos Surdos (n=36) de diferentes Associações Nacionais responderam à versão portuguesa validada do questionário de auto-resposta Percepção de Prática Centrada no Doente (PPCD-16) e a questões sobre satisfação, adesão e percepção de saúde. A sub-amostra de Surdos teve a opção de visionar um vídeo com a tradução do inquérito para Língua Gestual Portuguesa/LGP. Resultados: As duas sub-amostras não diferiram significativamente nas pontuações total e dimensionais do PPCD-16; apenas em 5 de 16 itens, relacionados com a percepção do motivo da consulta e a preocupação do médico com o doente, a sub-amostra de Surdos revelou pontuações significativamente inferiores (p<.05). O mesmo se verificou relativamente à satisfação, adesão e percepção de saúde física e psicológica (p<.01). A pontuação total e dimensionais da PPCD-16 relacionara-se significativa (p<.05), positiva e com magnitude moderada a elevada com a satisfação e com a adesão (≈.50). A pontuação total da PPCD-16 e a dimensão Compreensão e empatia foram preditores significativos da satisfação e da adesão (p<.001). Discussão: Apesar de não terem sido evidenciadas diferenças significativas em relação à população geral nas pontuações do PPCD-16, os participantes Surdos consideram que “muitas vezes”, não conseguem compreender e ser compreendidos pelo médico, mesmo quando estão acompanhados. Estes factores podem contribuir para a sua pior satisfação e adesão. São necessários mais estudos para testar se o recurso a intérpretes de LGP melhora a PPCD. Importa continuar a investigar e a promover a PMCD, nas populações com necessidades especiais, nomeadamente na população surda, onde está associada a melhores resultados em saúde.
Introduction: The patient-centeredness (PC) is particularly challenging for the deaf population that face difficulties in their access to healthcare, mainly due to communication barriers. Objectives: To compare the perception of PCC, regarding the last medical appointment, the satisfaction with the consult, the adherence and health perception among a group of deaf adults and a group of adults from the general population; to analyze the relation between these variables in the adult deaf group. Materials and Methods: Adults from the general population (n=1335) and deaf adults (n=36) from different national associations completed the validated Portuguese version of a self-reported questionnaire (Patient Perception of Patient-Centeredness-16) and also answered questions on satisfaction, adherence and health perception. The deaf group subsample was given the opportunity to watch a video with the translation of the questionnaire to Portuguese Sign Language. Results: The two subsamples did not differ significantly in the PPC-16total and dimensional scores; only in 5 out of the 16 items, related to the perception of the consult motive and to the doctor’s concern for the patient, did the deaf group subsample show significantly lower scores (p<.05). The same was verified for the satisfaction, adherence, and physical and psychological health perceptions (p<.01). The PPCD-16 total and dimensional scores presented a significant (p<.05), positive and moderate to high correlation with satisfaction and adherence (≈.50). Total PPCD-and the dimensional score of Empathy were significant predictors of satisfaction and adherence (p<.001). Discussion: Although there were no significant differences between the two groups in the PPCD-16 scores, the deaf participants consider that “many times”, they can not understand and be understood by the physician, even when accompanied. These factors may contribute to their lower satisfaction and adherence. More studies will be necessary to test if the participation of Portuguese Sign Language interpreters may improve PC. It is important to continue investigating and promoting PC, also among the deaf population, due to its proven results in healthcare.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina, apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30545
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
tese final Rafaela.pdf614.23 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

2,807
checked on Sep 14, 2020

Download(s) 50

189
checked on Sep 14, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.