Title: Relação entre aptidão cardiorespiratória e risco cardiovascular em estudantes adultos jovens
Authors: Fernandes, Joana Filipa Babáu 
Keywords: Estudantes--atividade física;Doenças cardiovasculares
Issue Date: 2015
Citation: Fernandes, J. F. B. (2015). - Relação entre Aptidão Cardiorespiratória e Risco Cardiovascular em Estudantes Jovens Adultos. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.
Abstract: A Aptidão Cardiorespiratória e o Risco Cardiovascular são conceitos frequentemente discutidos na área do Desporto. A actualização/evolução na área do Desporto necessita de ser explorada no sentido de tentar combater algumas das ‘epidemias’ presentes na sociedade, como os factores de risco cardiovascular (obesidade, sedentarismo, doenças crónicas, etc). A finalidade deste estudo é caracterizar uma amostra de jovens adultos estudantes a nível cardiorespiratório, pretendendo associar melhores níveis de aptidão cardiorespiratória a poucos e/ou inexistentes factores de risco cardiovascular. Foram recolhidos dados de 130 indivíduos, 68 do sexo feminino e 62 do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos. Aplicou-se um questionário de Prontidão para a Actividade Física, determinando o estilo de vida do indivíduo. O nível de aptidão cardiorespiratória foi determinado com a aplicação do Teste de Astrand & Rhiming (1954) para análise de Volume Máximo de Oxigénio (VO2 Máximo) e o nível de aptidão física funcional foi determinado com testes de força média (abdominais), força superior (extensão e flexão de braços) e força inferior (agachamentos). Foram recolhidos dados para análise da composição corporal como estatura, massa corporal, pregas adiposas e circunferências corporais e, ainda, pressão arterial e frequência cardíaca de repouso para análise mais detalhada. Utilizou-se o SPSS versão 20.0 para análise estatística dos resultados, comparando através da aplicação da Análise de Multivariância Multivariada (MANOVA), as diferenças significativamente estatísticas entre sexos e entre indivíduos sedentários (prática inferior a 150 minutos de actividade física por semana) e activos (prática superior a 150 minutos de actividade física por semana). Os resultados mostraram diferenças significativamente estatísticas entre homens e mulheres, sendo que, os homens praticam mais actividade física e desenvolvem menos factores de risco cardiovasculares como obesidade e hipertensão. É possível afirmar, igualmente, que independemente do sexo, os praticantes com mais minutos de actividade física por semana apresentam v melhores resultados a nível cardiorespiratório com consequente diminuição de factores de risco, como hipertensão e obesidade. Conclui-se que a relação entre a aptidão cardiorespiratória e os factores de risco cardiovascular é inversamente proporcional quando se adquire hábitos de prática de actividade física diários. Aconselha-se assim, á prática de actividade física regular em declínio do aumento de factores de risco cardiovascular. Palavras-Chave: Aptidão Cardiorespiratória, Risco Cardiovascular e Actividade Física vi ABSTRACT The Cardiovascular Fitness and the cardiovascular risk are concepts frequently discussed in Sports. The evolution in Sports needs to be explored to try stop some of the ‘epidemic’ presents in society, like risk factors (obesity, sedentarism, chronic diseases, etc). The purpose of this study is to caractherize in a sample of young adult students the cardiorespiratory level in order to associate higher levels of cardiorespiratory fitness with low or inexistent cardiovascular risk factors. Were collected data from 130 participants, which 68 are women and 62 are men, with ages between 18 and 30 years old. Was applied a Questionnaire of Readiness for Physical Activity determining the individual’s lifestyle. The level of cardiorespiratory fitness was determined by applying the Astrand & Rhyming Test (1954) analyzing the maximum volum of oxygen (VO2 Max) and the level of functional physical fitness was determined with strength tests like abdominal, crunches and squats. To analysis of body composition was collected height, body mass, fat folds and body circumferences and also blood pressure and resting heart rate for more detailed analysis. We used SPSS version 20.0 for statistical analysis, comparing by apllying the Multivariance of Multivariate Analysis (MANOVA), the significant statistical differences between sexes and between sedentary (pratice less than 150 minutes of physical activity per week) and active (pratice more than 150 minutes of physical activity per week). The results showed significant statistical differences between men and women, and men practice more physical activity and develop fewer cardiovascular risk factors such obesity and hypertension. It can be argued also that independent of sex, practitioners with more minutes of physical activity per week have better results at cardiorespiratory level with consequent reduction of risk factors such as hypertension and obesity. It follows that the relationship between cardiorespiratory fitness and cardiovascular ris factors is inversely when it acquires practice of daily physical activity habits.
Description: Dissertação de mestrado em Atividade Física em Contexto Escolar, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30376
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf580.47 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.