Title: Grau e fatores de satisfação/insatisfação, stress e estratégias de coping dos trabalhadores da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental de Vila Real - Sabrosa
Authors: Fernandes, Raquel Filipa Carvalho 
Keywords: Stress profissional;Estratégias de coping
Issue Date: 2015
Citation: Fernandes, R. (2015). Grau e Fatores de Satisfação/Insatisfação, Stress e Estratégias de Coping dos Trabalhadores da Associação Portuguesa de Pais e Amigos Com Deficiência Mental de Vila Real - Sabrosa, Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.
Abstract: Cada vez mais se torna complicado encontrar um emprego, principalmente encontrar um emprego que nos complete tanto a nível pessoal como profissional. E quando encontrado esse emprego, mesmo sendo ou não o que se supunha, este acarreta diversas situações que traduzem uma satisfação ou insatisfação profissional, causado, assim, situações de stress. O stress pode ser determinado por fatores profissionais, sociais, familiares e pessoais, tendo consequências a vários níveis, como o profissional, o pessoal, o organizacional, o familiar, o social, o fisiológico e o psicológico. Quando o indívíduo se encontra em situações de stress, pode tentar arranjar estratégias de coping. Quando as fontes de stress permanecem e o indivíduo não tem estratégias de coping, ou porque a sua personalidade não permite que assim o consiga ou mesmo que o problema seja demasiado complicado para o resolver, ocorre o burnout. É de máxima importância que estes temas sejam estudados. Hoje em dia, o trabalho ocupa a maior parte do tempo na vida de um indivíduo; é no local de trabalho que se passa muita da nossa vida. E se lá não existir uma satisfação profissional, tal traduzir-se-á a nível pessoal e social. Os objetivos do nosso estudo são: conhecer o grau de satisfação dos Profissionais da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Com Deficiência Mental de Vila Real; conhecer os dos níveis de stress e as diferentes estratégias destes Profissionais quando presentes determinados problemas. A metodologia utilizada foi uma metodologia quantitativa, em que a amostra é constituída por Profissionais da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Com Deficiência Mental de Vila Real, que lá trabalhavam no 1º semestre de 2014 (dos 92 sujeitos, obtivemos um total de 48 respostas = 52,17%). Os instrumentos de medida utilizados para estudarmos este tema foram o questionário de “Caracterização Sócio-Demográfica”; o “Questionário de Satisfação/Insatisfação Profissional”, adaptado de Ramos (2003); o “Questionário de V Stress”, de Vaz Serra (2000) e o “Questionário de Manifestações Físicas de Mal-Estar”, de Ribeiro (2003). Relativamente aos resultados obtidos, verificámos que os Profissionais da APPACDM – Vila Real se encontram satisfeitos com os diversos fatores que intervêm no seu trabalho, tanto a nível pessoal e relacional, a nível social, a nível institucional, ao nível da gestão e administração; os valores mais baixos encontrados nestes fatores foram no último nível mencionado. Como se verifica satisfação, os Profissionais encontram-se com um nível de stress considerado “saudável”, com a preocupação necessária (sem exageros) e com gosto no que fazem; sem sentirem uma dependência funcional, não se deixam abater pelos problemas da vida ainda que, para não arranjarem problemas com os seus colegas ou utentes, prefiram calar-se mesmo sabendo que a razão está do seu lado. Dos quatros sistemas mencionados a nível das manifestações físicas do mal-estar (sistema nervoso, respiratório, muscular e digestivo), os Profissionais não se encontram afetados por estes. Quanto ao modo de resolução de problemas, os sujeitos demonstraram ser capazes de lidar e enfrentar os problemas, sendo indivíduos ativos; embora se reconheça um pouco de pessimismo nesta área, eles não desanimam nem se isolam, tentando sempre resolver os problemas da melhor forma. It is more and more difficult to find a job, especially a job which fulfill us both in personal and professional level. And once we find that job, even if it is, or not, the one we intended, it will cause different scenarios leading to professional satisfaction or dissatisfaction, originating therefore stressful situations. Stress can be determined by professional, social, familiar and personal factors, bringing consequences in many levels such as the professional, personal, organizational, familiar, social, physiological and the psychological. When an individual find himself in stressful situations, he can try to use coping strategies. When the stress source remains and the individual doesn’t have coping strategies, because his personality does not allow or because the problem is to difficult to solve, occurs the burnout. It is of maximum importance to study this matter. Now a days, work occupies most of the time in an individual life and it is in the workplace that happens most our life. If there isn’t a professional satisfaction, it will affect the social and the personal level. The objective of our study is to know the satisfaction level of the professionals of the Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Com Deficiência Mental of Vila Real, to know their stress levels and the different strategies used by these professionals when confronted with certain problems. The quantitative methodology was the most used of the methodologies. In this methodology the sample is constituted by professional of the Associação Portuguesa de Pais e Amigos Com Deficiência Mental of Vila Real, which worked over there in the first semester of 2014 (of the 92 subjects, we obtained a total of 48 answers = 52,17%). The measurement instruments used for the purpose of this study were the “Socio-Demographic Characterization” questionnaire, the “Professional Satisfaction/Dissatisfaction Questionnaire” adapted of Ramos (2003), the “Stress VII Questionnaire” of Vaz Serra (2000) and the “Physical Manifestations of Malaise Questionnaire” of Ribeiro (2003). Regarding the results obtained we have verified that the professional of APPACDM – Vila Real are satisfied with the several factors that intervene in their jobs, such as the personal, social institutional, management and administration levels. The lowest values of these factors were found in the last of the mentioned factors. As satisfaction is verified, the professional found themselves in a stress level considered “healthy”, with the necessary preoccupation (without exaggeration) and doing their jobs with pleasure, without feeling a functional dependence. These professional do not let themselves depress by their life problems, even if they prefer being silent in order to don’t get any troubles with their colleagues or patients, although the reason may be by their side. The professional do not find themselves affected by the four mentioned systems in terms of the physical manifestations of malaise (nervous, respiratory, muscular and digestive system). Regarding the way of solving problems, the subjects showed capacities to deal and embrace the problems, being active individuals. Though it is recognized some pessimism in this area, they do not discourage or isolate themselves, trying always to solve the problems in the better possible way.
Description: Dissertação de mestrado em Exercício e Saúde em Populações Especiais, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30320
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
UNIVERSIDADE DE COIMBRA.TESE.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.