Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30233
Title: Identification of biomarkers for schizophrenia
Authors: Ventura, Vanessa Sofia Santos 
Orientador: Pais, Alberto António Caria Canelas
Nunes, Sandra Cristina da Cruz
Manadas, Bruno José Fernandes Oliveira
Keywords: Química; Controlo de Qualidade e Ambiente; Química; Biomarcadores; Esquizofrenia; Marcadores biológicos
Issue Date: Sep-2015
Citation: Ventura, Vanessa Sofia Santos / Identification of biomarkers for schizophrenia
Abstract: Schizophrenia is a severe and chronic mental disorder that leads to loss of contact with reality. The treatment is based on the continuous administration of drugs in order to reduce the risk of new episodes. Being a brain pathology, the goal of the present work is the identification, in the prefrontal cortex, of molecules that may be potential biomarkers, which would be very helpful in the treatment of schizophrenia. Prefrontal cortex samples from 16 mice (4 of control, 4 administered with haloperidol, 4 with citalopram and 4 with clozapine) were fractionated in two parts: soluble and membrane. Each one was further separated in proteins and metabolites. The membrane metabolites samples (studied in the present work) were prepared and analyzed resorting to HPLC-MS in reversed phase. Data treatment was made resorting to Principal Component Analysis, which allowed the direct visualization of data structure and also provided the relative positioning of the samples. The most discriminating peaks and a potential biomarker of schizophrenia were identified.
Considerada como uma das doenças mais incapacitantes, a esquizofrenia caracterizase como uma perturbação mental grave e crónica que leva à perda de contacto com a realidade. A doença apresenta vários sintomas, que dependem da fase da doença. O tratamento farmacológico é administrado continuamente de forma a reduzir o risco de novos episódios. Uma vez que a manifestação da patologia ocorre a nível cerebral, pretende-se com este trabalho identificar, em amostras de córtex pré-frontal, moléculas que possam ser reconhecidas como possíveis biomarcadores. Esta identificação seria certamente um forte contributo para o tratamento clínico da esquizofrenia. Amostras de córtex provenientes de 16 ratos (4 controlo, 4 administrados com haloperidol, 4 com citalopram e 4 com clozapina) foram fraccionadas em duas partes: solúvel e membranar. Cada uma destas foi depois separada em proteínas e metabolitos. As amostras de metabolitos de fase membranar (estudados no presente trabalho) foram preparadas e analisadas por HPLC em fase reversa acoplada a espectrometria de massa. A simplificação dos dados recolhidos foi efectuada recorrendo a métodos quimiométricos clássicos, nomeadamente a análise de componentes principais, que permitiu a visualização da estrutura dos dados e do posicionamento relativo das amostras. Foram identificados, em cada caso, os picos mais discriminantes, o que permitiu a identificação de um possível biomarcador para a esquizofrenia.
Description: Dissertação de Mestrado em Química apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30233
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Química - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Thesis_Vanessa Ventura.pdf27.89 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

177
checked on Aug 5, 2022

Download(s)

140
checked on Aug 5, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.