Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/29659
Title: Gestão de resíduos de medicamentos : estudo sobre os comportamentos e ações desenvolvidas pelos intervenientes nesta gestão
Authors: Cavaleiro, Ana Rita Marques 
Orientador: Ribeiro, Carlos Alberto Fontes
Keywords: Resíduos de medicamentos
Issue Date: 2014
Abstract: O desenvolvimento da sociedade leva ao aumento do consumo de produtos farmacêuticos, que consequentemente, origina uma maior produção de resíduos e um maior desperdício de medicamentos. Os destinos finais incorretos que se dão a estes resíduos podem ter consequências de elevado grau de gravidade no ambiente, e igualmente, na saúde pública. Desta forma, é importante entender como é feita a gestão deste tipo de resíduos, desde o primeiro responsável, passando pelo próprio consumidor, até ao responsável pela sua eliminação e valorização. Este estudo pretende perceber qual é o papel dos intervenientes na gestão dos resíduos de medicamentos, quais são os tratamentos que as Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR’s) usam na redução ou eliminação de resíduos de medicamentos nas águas residuais, entender quais são os comportamentos e os conhecimentos da população relativamente a este tipo de resíduos, e por fim, qual é o desperdício de medicamentos que existe em Portugal. Para atingir os objetivos referidos, procedeu-se a uma entrevista presencial a responsáveis de 3 ETAR’s de diferentes dimensões, nomeadamente, a de Coimbra, a da Figueira da Foz e a da Mealhada, e utilizou-se um questionário de autopreenchimento, para uma amostra de 100 inquiridos, utentes do Centro de Saúde da Figueira da Foz. Os resultados demonstraram que nas ETAR’s ninguém tem qualquer conhecimento da presença de resíduos de medicamentos nas águas residuais. Os inquiridos no questionário revelaram alguns bons comportamentos, como a deposição dos medicamentos fora de uso ou fora de validade nas farmácias, e algum conhecimento dos problemas dos resíduos de medicamentos no ambiente e a forma como os devem evitar. No entanto, demonstraram ainda alguma falta de informação e formação no tema. Quanto ao desperdício de medicamentos, verificou-se que a maioria dos inquiridos não acaba as suas embalagens de medicamentos, constatando-se que é nos analgésicos e anti-inflamatórios que existe o maior desperdício. Em conclusão, e relativamente às ETAR’s, devendo estas proceder à análise regular dos compostos presentes nas águas residuais, e também à estruturação das mesmas para poderem utilizar os tratamentos adequados à redução ou eliminação dos resíduos de medicamentos. Quanto ao conhecimento da população na temática dos resíduos de medicamentos constatou-se ser importante uma maior sensibilização e mais formação, desde cedo, sobre o ambiente e a gestão dos resíduos de medicamentos. Para terminar, deve-se atuar no desperdício dos medicamentos ao nível de todos os responsáveis, desde a legislação até à forma de eliminação ou valorização dos resíduos.
The society development leads to an increase consumption of pharmaceutical products, which, consequently, leads to a higher production of waste and a higher wastage of medicines. The inappropriate discards that are given to this waste may have serious consequences over the environment and also on public health. So, it is important to understand how is made the management of this type of waste, from the consumer himself, until the person responsible for its disposal and recovery. This study aimed to understand what is the role of those involved in the management of waste medicines, what are the treatments that Wastewater Treatment Plant (WWTPs) use in reducing or eliminating drug waste in wastewater, to understand what are the population knowledge and behaviors for this type of waste, and finally, what is the medicines’ wastage in Portugal. To achieve the goals mentioned, we proceeded to an in-person interview with 3 different sized WWTP, namely, Coimbra, Figueira da Foz and Mealhada, and used a self-administered questionnaire to a 100 respondents’ sample, users of Figueira da Foz’s Health Center. The results showed that no one in the WWTPs has knowledge about the presence of drug waste in wastewater. The respondents to the questionnaire showed some good behaviors, like the deposition of drugs out of use or out of date in pharmacies, and some knowledge about the problems of drug waste in the environment and how they should be avoided. However, they still showed some lack of information and training on the subject. Regarding the medication wastage, it was found that most of the XIII respondents don’t finish their drug packaging, being analgesics and antiinflammatories drugs that are most wasted. In conclusion, for the WWTPs, it was shown a need to change attitude, so, they should make regular analysis of compounds present in wastewater, and also structure them in order to use appropriate treatments for the reduction or elimination of waste drugs. As for knowledge of the population on the issue of drugs waste, it was found the importance of increasing awareness and more education, since early, about the environment and waste management of drugs. Finally, one should act at drugs’ wastage at the level of all that are responsible, from legislation until the way of disposal or recovery of waste.
Description: Dissertação de mestrado em Saúde Ocupacional, apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/29659
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE.pdf779.89 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

610
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 20

1,075
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.