Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/29232
Title: A lesão de Dieulafoy na Unidade de Cuidados Intensivos de Gastrenterologia do C.H.U.C.
Authors: Pina, Sérgio Miguel Menezes 
Orientador: Romãozinho, José Manuel
Ferreira, Manuela
Keywords: Hemorragia gastrointestinal; Terapêutica
Issue Date: 2014
Abstract: Introdução. A Lesão de Dieulafoy é usualmente considerada uma causa rara de hemorragia digestiva, sendo potencialmente fatal devido à rápida expoliação hemática que condiciona. A terapia endoscópica é normalmente bem-sucedida na hemóstase primária, mas pouco é conhecido sobre o melhor tipo de abordagem para estes doentes, bem como a sua eficácia a longo prazo. No presente artigo procedeu-se ao estudo das características clinico-epidemiológicas, tratamento e outcome dos doentes tratados numa unidade de cuidados intensivos. Métodos. Estudo retrospectivo dos processos clínicos de45 doentes admitidos na Unidade de Cuidados Intensivos de Gastrenterologia e Hepatologia do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, entre Agosto de 2006 e Abril de 2013, com o diagnóstico de Lesão de Dieulafoy. Uma entrevista telefónica foi levada a cabo para determinar a eficácia a longo prazo da terapêutica instituída. Resultados. A maioria dos doentes era do sexo masculino, com co-morbilidades significativas e uma média de idades de 75,84±12,68 (25-92) anos. Apresentaram-se mais comummente por hematemeses, melenas ou ambas. Foi necessário uma média de 1,40±0,66 (1-4) endoscopias para o diagnóstico da lesão. A hemóstase endoscópica, preferencialmente mecânica, foi definitiva em 95,6% dos casos. A recidiva hemorrágica a curto prazo foi maior para os métodos químicos e térmicos. A taxa de mortalidade foi de 8,9%. Durante um período de seguimento médio de 30,6 meses, nenhum dos doentes reportou recidiva hemorrágica. Conclusões. A Lesão de Dieulafoy não pode ser considerada uma causa rara de hemorragia digestiva, sendo a endoscopia altamente bem-sucedida em conseguir hemóstase definitiva. Apesar de os métodos mecânicos serem superiores aos restantes no curto prazo, a longo prazo todas as técnicas têm igual eficácia (100%). A combinação de diferentes métodos revelou-se superior à monoterapia
Background. Dieulafoy’s lesion is habitually considered to be a rare cause of bleeding in the digestive tract with a striking presentation due to rapid blood loss. Endoscopic therapy is usually successful at achieving primary hemostasis, but little is known about the best mode of endoscopic intervention. This article reviewed the clinic-epidemiological features, management practices and also survival rates of patients treated in an intensive care unit. Methods. Retrospective study of 45 patients with Dieulafoy’s lesion who were treated at Unidade de Cuidados Intensivos de Gastrenterologia e Hepatologia do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, between August 2006 and April 2013. A phone interview was carried out to access the long-term clinical outcome. Results. The majority were male patients with significant comorbidities and an average age 75,84±12,68 (25-92) years. Hematemesis, melena or both were the most common presenting symptoms. The mean number of endoscopies required to establish the diagnosis was 1,40±0,66 (1-4). Endoscopic hemostasis was successful in 95,6% of patients. Endoscopic mechanical hemostasis was the most used method. Injection or thermal treatment methods had higher re-bleedind rates. The overall mortality was 8,9%. None of the patients who were followed up by phone reported recurrent bleeding, in a mean period of 30,6 months. Conclusions. Dieulafoy’s lesion isn’t an uncommon cause of gastrointestinal bleeding. Endoscopic therapy is effective in achieving permanent hemostasis. Mechanical hemostatic methods are more effective short-term. The long-term efficacy is the same for mechanical, injection and thermal endoscopic methods (100%). Combined endoscopic therapies were superior when compared with endoscopic monotherapy.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina (Gastrenterologia), apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/29232
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
LD_SérgioPina.pdf571.43 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

2,909
checked on Dec 21, 2021

Download(s) 10

1,949
checked on Dec 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.