Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28394
Title: Estudos de avaliação da impulsividade com a BIS-11 de Barratt numa amostra forense da DGRSP
Authors: Pereira, Tânia 
Orientador: Alberto, Isabel Maria Marques
Keywords: Impulsividade
Issue Date: 2014
Serial title, monograph or event: Estudos de avaliação da impulsividade com a BIS-11 de Barratt numa amostra forense da DGRSP
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Este estudo teve como principal objetivo avaliar a impulsividade através da BIS-11, uma escala de avaliação da impulsividade desenvolvida por Barratt, numa amostra forense da DGRSP de Vila Franca de Xira. A amostra total é constituída por 56 participantes (28 participantes com processos na DGRSP e 28 da população geral), com idades entre os 18 e 55 anos. As subamostras são equivalentes no que respeita ao sexo, idade e nível de instrução. A todos os participantes os protocolos foram administrados individualmente e pela mesma sequência: Questionário de dados sociodemográficos; a Escala de Avaliação da Impulsividade de Barratt (BIS-11); a Escala de avaliação da empatia (ESEMP); a Escala de Desejabilidade Social em Contexto de Avaliação (DESCA) e a Escala da Personalidade de Eysenck (EPQ-R). Os resultados mostraram que a BIS-11 têm globalmente uma boa consistência interna na subamostra forense; os participantes desta subamostra forense não registaram mais impulsividade que os da subamostra de controlo e em função da correlação entre a BIS-11 e a DESCA, os participantes forenses não responderam de acordo com a desejabilidade social. A dimensão Extroversão (medida pelo EPQ-R) parece ser a que mais se relaciona com a impulsividade.
This studies had as a main goal to avalue impulsivity through BIS-11, in a avaluation scale of impulsivity made by Barratt, in a forensic sample of DGRSP of Vila Franca de Xira.The total sample is made by 56 participants (28 participants with processes in DGRSP and 28 of the general population), with ages between the 28 and 55 years old. The subscales are equivalente in the items of sex, age and formations levels. The all participants the protocols where adminstrated individual and through the same sequence: Questionary of socialdemographic data; The avaluations scale of impulsivity of Barratt (BIS-11); the avaluations scale of empathyn (ESEMP); The social disirability scale in a avaluation contexto (DESCA) and The Personality scale of Eysenck (EPQ-R). The results have shown that BIS-11 have, globaly, a good internal consistensy in the forensic subsample have not resistered more impulsivity than the ones from the control subsample and infunction of the correlation between BIS-11 and DESCA, the forensic participants have not responded in accordance with social disiderability. The Extroversion dimention (mesured by EPQ-R) seems to be the one with a bigger connection with impulsivity.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica da Saúde (Sistémica, Saúde e Família), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/28394
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE - Tânia Pereira.pdf740.75 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

770
checked on Sep 14, 2020

Download(s) 50

392
checked on Sep 14, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.