Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28316
Title: Dor lombar no adolescente desportista : artigo de revisão
Authors: Botas, Philippe José Couto 
Orientador: Pinheiro, João Páscoa
Ferreira, António Jorge Correia de Gouveia
Keywords: Lombalgia; Atleta -- adolescente; Adolescente; Factores de risco; Actividade física
Issue Date: 2009
Citation: BOTAS, Philippe José Couto - Dor lombar no adolescente desportista : artigo de revisão. Coimbra : [s.n.], 2009. Dissertação de mestrado. Disponível na WWW:< http://hdl.handle.net/10316/28316>.
Abstract: Durante muitos anos, a dor lombar foi percepcionada como uma queixa do adulto e encarada como uma situação rara nos jovens. Actualmente, compreende-se que é frequente em todas as faixas etárias e as investigações apontam a dor lombar na adolescência como um importante factor de risco para o aparecimento desta condição durante a vida adulta. Este trabalho revê a literatura mais recente (1998-2008) sobre a relação da dor lombar no adolescente com a prática de desporto. O objectivo deste artigo é avaliar até que ponto a dor lombar no adolescente é um problema de saúde pública; identificar possíveis factores de risco e protectores; traçar os principais passos a seguir na abordagem do adolescente com lombalgia e definir os principais diagnósticos diferenciais a considerar. Centralizando a pesquisa no adolescente desportista, pretende-se identificar factores de risco de lombalgia e de lesões da coluna lombar, destacando a sua relação com a participação activa em modalidades e desportos específicos. Os possíveis factores de risco para a lombalgia na adolescência são alvo de muitas investigações, procurando-se obter dados que permitam traçar planos de prevenção orientados. A relação entre a actividade física e a dor lombar é motivo de grande discussão e controvérsia, mas existem evidências de que os jovens sedentários apresentam uma maior probabilidade de manifestarem lombalgia. Contudo, determinados desportos expõem a um maior risco de lesão da coluna lombar, acarretando lombalgia crónica em jovens desportistas. Actualmente, compreende-se que existem diferenças entre o adolescente e o adulto que exigem abordagens distintas. No adolescente, identifica-se com frequência uma causa específica da lombalgia e na população adulta a lombalgia inespecífica é o diagnóstico mais frequente. Estes pontos devem ser percepcionados por todos os clínicos, constituindo a base da sua actuação. A maioria dos estudos abordando o tema da dor lombar no adolescente, foram realizados na América do Norte e nos países Escandinavos. Apesar da existência de uma grande diversidade de trabalhos nesta área, verificam-se limitações metodológicas que dificultam a uniformização da investigação, e poucos estudos pesquisam a relação entre a dor lombar no atleta jovem e a prática de desportos específicos. Em Portugal, a investigação nesta área é escassa, mas começam a surgir algumas investigações necessárias para definir o panorama nacional.
For many years, back pain was perceived as a complaint of adults, rarely seen in young people. Currently, it is known to be present in all age groups and research has shown low back pain in adolescence to be an important risk factor for the onset of this condition during adulthood. This work reviews the most recent literature (1998-2008) on the relationship between back pain in adolescents and physical activity. The main goal of this article is to assess the extent to which low back pain in adolescents is a public health problem; to identify possible protective and risk factors; to outline the main steps in the evaluation of adolescents with low back pain and to define its main differential diagnoses. Focusing the research on adolescent athletes we hope to identify risk factors for low back pain and injuries of the lumbar spine, and its relationship with the active participation in sports. The possible risk factors for low back pain in adolescence are the subject of many investigations trying to get data to compose oriented prevention plans. The relationship between physical activity and back pain is a topic of great debate and controversy, but evidence shows that sedentary adolescents have a greater probability to suffer from back pain. However, some sports pose a higher risk of injury to the spine, leading to chronic back pain in young athletes. There are differences between adolescents and adults that require different approaches. In adolescents a specific cause of back pain is often identified, whereas in adults nonspecific low back pain is more prevalent. These facts must be perceived by all clinicians and provide the basis for their practice. Most studies addressing the issue of back pain in adolescents have been conducted in North America and Scandinavian countries. Despite the great diversity of work in this area, there are methodological limitations that hinder the standardization of the research. There are few studies researching the relationship between low back pain in young athletes and the practice of specific sports. In Portugal, research in this area is scarce, but some national projects are already under development.
Description: Trabalho final do 6º ano médico com vista à atribuição do grau de mestre, na área científica de Medicina do Desporto, no âmbito do Ciclo de Estudos de Mestrado Integrado em Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/28316
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dor lombar no adolescente desportista.pdf536.24 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

682
checked on Dec 21, 2021

Download(s) 10

2,222
checked on Dec 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.