Title: Como gerir a carreira competitiva das ginastas com talento para a obtenção do mais elevado rendimento em Portugal? Dos resultados verificados num período de 40 anos ao papel dos treinadores neste processo
Authors: Pereira, Artur Manuel Romão 
Keywords: Ginástica artística;Estabilidade competitiva;Gestão da carreira competitiva;Talento desportivo
Issue Date: 1-Dec-2014
Citation: Como gerir a carreira competitiva das ginastas com talento para a obtenção do mais elevado rendimento em Portugal? Dos resultados verificados num período de 40 anos ao papel dos treinadores neste processo. Coimbra : [s.n.], 2014. Tese de doutoramento. Disponível na WWW em:<ttp://hdl.handle.net/10316/27219>
Abstract: Em qualquer prática desportiva que vise o Alto Rendimento Competitivo, um fator determinante para que seja possível alcançar resultados de prestígio é a consistência com que se consegue ser eficiente na gestão da carreira dos atletas. No caso específico da Ginástica Artística Feminina este aspeto assume enorme relevância uma vez que uma grande parte da carreira competitiva decorre enquanto as atletas são ainda muito jovens. Neste contexto, foram objetivos desta tese: i) averiguar, sob o ponto de vista retrospetivo, o percurso, a estabilidade e a longevidade competitiva de todas as atletas internacionais, de Ginástica Artística Feminina, em Portugal, entre 1971 e 2011; ii) verificar, sob o ponto de vista prospetivo, o percurso competitivo de todas as atletas que conseguiram alcançar resultados de referência na categoria de iniciadas e de juvenis, no mesmo período de tempo; iii) conhecer a perceção dos treinadores das atletas internacionais de Ginástica Artística Feminina, sobre o estado atual da modalidade, em Portugal e as razões que sustentaram a estabilidade competitiva verificada; iV) saber, na opinião dos mesmos treinadores, quais as causas para a desistência ou permanência das atletas, no percurso competitivo. No primeiro estudo, que se baseou numa abordagem retrospetiva, a amostra foi constituída por 67 atletas do sexo feminino, enquanto no segundo, prospetivo, a amostra incluiu 282 atletas, sendo os dados obtidos através da uma consulta documental nos arquivos da federação de ginástica de Portugal. Quanto aos terceiro e quarto estudos a amostra foi constituída por 8 dos 11 treinadores que treinaram todas as atletas que foram internacionais naquele período. Ainda referente a estes artigos, o instrumento utilizado foi a entrevista semiestruturada e presencial. No estudo retrospetivo, encontramos uma associação positiva entre as classificações obtidas na idade de seniores e as classificações que alcançaram enquanto jovens. No caso das três atletas olímpicas, todas elas conseguiram alcançar o primeiro lugar em todas as categorias, desde juvenis. Emerge também o facto de que entre todas as atletas que participaram em Campeonatos do Mundo, da Europa e em Provas Internacionais Oficiais, mais de 90% obtiveram classificações até ao 6º lugar, a nível nacional, desde o início da sua atividade e ao longo dos seus percursos competitivos. Foi ainda possível observar, no estudo prospetivo que, de forma consistente, as atletas que alcançaram classificações de destaque enquanto jovens, também as conseguiram como seniores. Podemos ainda dizer que um número muito significativo de atletas que conquistaram o primeiro lugar nas provas nacionais nos escalões mais jovens conseguiram representar as seleções nacionais em provas internacionais - em iniciadas 83%, em juvenis 89% e em juniores 100%, No terceiro estudo os treinadores, como explicação para a estabilidade competitiva, valorizaram mais as seguintes razões: a forte motivação associada aos resultados competitivos, ao número reduzido de atletas em percurso competitivo, ao simples prazer pela prática e ao relacionamento com a equipa técnica. Sob o ponto de vista da sua atuação referem o cuidado na distribuição da atenção pelas atletas, o amparo permanente através de uma atenção individual a cada atleta, tanto em relação ao treino como ao seu rendimento escolar. Já no quarto estudo, os treinadores identificaram os seguintes motivos para justificarem a desistência das atletas do percurso competitivo: no início da carreira, a dificuldade em lidarem com o esforço exigido pelo processo de treino, a falta de tempo destinado a si próprias, o receio na execução de alguns exercícios e ainda as dificuldades escolares. Ao longo da carreira, emerge a dificuldade em lidar com a falta de êxito competitivo assim como as inúmeras solicitações e interesses que vão aparecendo e que interferem na definição das suas prioridades. Como gerir a carreira competitiva das ginastas com talento para a obtenção do mais elevado rendimento em Portugal? Dos resultados verificados num período de 40 anos ao papel dos treinadores neste processo. Artur Manuel Romão Pereira pag.XII 02 Resumos Por outro lado, encorajam a permanência, no início da carreira, o genuíno prazer pela prática em si e o êxito competitivo, relacionado com o imaginário olímpico. Ao longo da carreira, favorece a permanência, o reforço da autoestima associado ao protagonismo conseguido no grupo de amigos e a possibilidade de poderem usufruir de maior facilidade no acesso à universidade. Em termos de conclusões gerais podemos realçar o facto de, à luz dos dados encontrados, parecer ser evidente que, em síntese, a Ginástica Artística Feminina, em Portugal, tem conseguido alcançar um excelente aproveitamento das atletas que ainda jovens já demonstram um desempenho competitivo de destaque. Ainda assim, parece ser igualmente evidente que o referido aproveitamento, mais do que decorrer de um programa devidamente delineado e apoiado resulta, essencialmente, da experiência, da intuição e dos critérios individuais de cada um dos treinadores. Neste sentido, parece ser importante que ao nível federativo se desenvolvam mais esforços no sentido de procurar delinear e propor estratégias de intervenção que possam servir de referência aos treinadores, nomeadamente aos treinadores mais jovens, conferindo-lhes uma maior consistência e estabilidade.
In any sport which affects High Competitive Efficiency, a factor that can be achieved prestigious results is the consistency with which they can be effective in managing the careers of athletes. In the specific case of the Artistic Gymnastics this aspect assumes great significance since a large part of the competitive career runs while athletes are still very young. In this sense, this study aims were: i) to ascertain, from a retrospective point of view, the route, the stability and longevity of all Women's Artistic Gymnastics international competitive athletes, in Portugal, between 1971 and 2011, ii) check, from a prospective point of view, the route of all competitive athletes who have achieved benchmark results in the category of youth and initiated, at the same time, iii) understand the perception of coaches of international athletes in Women´s Artistic Gymnastics on the current state of the sport in Portugal and the reasons that sustained stability competitive verified; iV) know, in the opinion of these coaches, which causes the withdrawal or stay of athletes in competitive career. In the first article, which was based on a retrospective approach, the sample consisted of 67 female athletes, while in the second, prospective, the sample included 282 athletes, and the data obtained through a document consultation in the archives of the Portugal Gymnastics Federation. As for the third and fourth, the articles sample consisted on 8 of the 11 coaches who have trained international athletes. Still referring to these articles, the instrument used was a semi-structured interview and classroom. In the retrospective study, we found a positive association between the marks obtained at the age of senior and ratings that reached while young. In the case of the three Olympic athletes all of them achieved the first place in all categories, from juveniles. Emerge also the fact that among all the athletes who participated in the World and European Championships and Official International Competitions, more than 90% achieved ratings up to 6th place nationally since the beginning of its activity and along their routes competitive. Were still observed in prospective, that consistently, the athletes who have achieved outstanding ratings while young, also succeeded as senior. We can also say that a significant number of athletes who won first place in national competition in younger age groups have achieved international participation - 83% in initiated, 89% in juvenile and junior 100%. In the third article the coaches, as justification for the competitive stability, valued more the following reasons: a strong motivation associated with competitive results, the small number of athletes in competitive career, the simple pleasure of practice and the relationship with the coaching staff. From the point of view of their performance related care in the distribution of attention by athletes, the permanent support through individual attention to each athlete both in terms of training as their school performance. In the fourth article, the coaches identified the following reasons to justify the continuance or discontinuance of the athletes competitive career: early career; stimulate the possibility of abandoning the difficulty in coping effort required in the process of training and lack of time devoted to themselves and even fear in doing some exercises and learning difficulties. Encourage permanence genuine pleasure practice itself and competitive success, imagery Olympic related - throughout his career; emerges the importance assumed by the difficulty in dealing with the lack of competitive success as well as the numerous requests and interests that are appearing and interfering in setting priorities, in order to facilitate the abandonment. Favours permanence, enhanced self-esteem Como gerir a carreira competitiva das ginastas com talento para a obtenção do mais elevado rendimento em Portugal? Dos resultados verificados num período de 40 anos ao papel dos treinadores neste processo. Artur Manuel Romão Pereira pag.XIV 04 Resumos associated with the leadership achieved in the group of friends and the possibility to enjoy easier access to university. In the fourth article, the coaches identified the following reasons to justify the withdrawal of the athletes competitive career: in early career, the difficulty in dealing with the effort required in the training process, lack of time for themselves, fear in doing some exercises and even learning disabilities. Throughout his career, emerges the difficulty in dealing with the lack of competitive success as well as the numerous requests and interests that appear and interfering in setting priorities. On the other hand, encourage permanence, in early career, the genuine pleasure in practice and competitive success, related to Olympic imagery. Throughout his career, favors permanence, enhanced self-esteem associated with the prominence achieved in the group of friends and the possibility that they may enjoy greater ease of access to university. With this study we can conclude, in short, that the Women's Artistic Gymnastics, in Portugal, has managed to achieve an excellent use of young athletes who have already demonstrated outstanding competitive performance. However, it appears that, in general, the work done is not based on a program properly designed and supported by PGF and proposed taking as reference the coaches, so the idea that everything is done based on the experience and intuition of each individual. With these studies we can conclude, in short, that the Women's Artistic Gymnastics, in Portugal, has managed to achieve an excellent use of young athletes who have already demonstrated outstanding competitive performance. However, it appears that, in general, the work done is not based on a program properly designed and supported, nor the level of clubs or Federation, and proposed as coaches reference, assuming therefore the idea that everything is done based on experience and intuition of each individual.
Description: Tese de doutoramento em Ciências do Desporto e Educação Física (Pré-Bolonha), na especialidade de Ciências do Desporto, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/27219
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Como gerir a carreira competitiva das ginastas com talento.pdf4.33 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.