Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/26116
Title: Disfunção endotelial na Obesidade: o papel da adiponectina
Authors: Lourenço, Sara Ferreira Pinto 
Orientador: Sena, Cristina Maria Tristão
Seiça, Raquel Maria Fino
Keywords: Obesidade; Adiponectina; Síndroma X metabólica
Issue Date: Sep-2012
Abstract: Um estilo de vida sedentário e uma dieta rica em hidratos de carbono e gorduras são as principais causas para o aumento do número de casos de obesidade, tornando a síndrome metabólica num problema de saúde mundial. A síndrome metabólica carateriza-se por uma combinação de alterações que incluem a obesidade abdominal, a dislipidemia, a hipertensão arterial e a insulino-resistência (IR) as quais em conjunto, aumentam significativamente o risco de diabetes tipo 2 e doença cardiovascular. A obesidade e a IR estão associadas a disfunção endotelial, que desempenha um papel fundamental na patologia cardiovascular. Os mecanismos que associam a obesidade, a IR e a disfunção endotelial são numerosos e complexos. A obesidade geralmente envolve a gordura visceral, o que conduz a um desequilíbrio de produtos metabólicos, hormonais e adipocitocinas como os ácidos gordos livres em circulação, o tumor necrosis factor alpha (TNF-α) e a adiponectina. A adiponectina é uma adipocitocina maioritariamente produzida pelo tecido adiposo que circula em níveis relativamente elevados na corrente sanguínea. Exibe potentes efeitos anti-inflamatórios e ateroprotetores no tecido vascular, além da sua ação sensibilizadora para a insulina nos tecidos periféricos. Os níveis séricos de adiponectina diminuem em estados de obesidade e demonstrou-se uma associação entre os níveis de adiponectina circulante e a função endotelial. No entanto, os mecanismos subjacentes ao efeito benéfico da adiponectina na função endotelial não estão completamente esclarecidos. O objetivo deste estudo é investigar os efeitos da adiponectina na disfunção endotelial associada à síndrome metabólica, e caraterizar alguns dos principais mecanismos de ação associados. Assim, os potenciais benefícios terapêuticos desta adipocitocina no endotélio vascular serão avaliados após administração de adiponectina a modelos animais obesos. A síndrome metabólica será analisada em modelos animais obesos, nos quais a obesidade é induzida com uma dieta rica em gordura (DIO). Serão avaliados os benefícios terapêuticos da adiponectina em diferentes marcadores de stress oxidativo sistémicos e na parede das artérias e os níveis de expressão de diferentes proteínas associadas ao processo aterosclerótico. Avaliaremos o impacto da administração de adiponectina nos níveis de diferentes biomarcadores metabólicos, hormonais e inflamatórios. É esperado que na presença deste composto seja normalizada a disfunção endotelial e substancialmente reduzida a IR e o stress oxidativo.
URI: http://hdl.handle.net/10316/26116
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
tese capa.pdfCapa76.79 kBAdobe PDFView/Open
tese.pdfDissertação281.82 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

1,165
checked on Dec 23, 2021

Download(s) 20

825
checked on Dec 23, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.