Title: Sistemas multi-equipas: um estudo de caso do sistema de emergência médica em Portugal
Authors: Sacilotto, Ana Flávia de Faria Portezan 
Orientador: Lourenço, Paulo Renato Martins Ribeiro da Silva
Keywords: Sistemas multi-equipas;Emergência médica
Issue Date: 2013
Abstract: Conceptualizado primariamente por Mathieu, Marks e Zaccaro (2001), o conceito de sistemas multi-equipas (SME) constitui um campo recente e promissor para a investigação, tendo em vista a complexidade e riqueza do constructo. Esses sistemas, baseados na ideia de “equipas de equipas”, são redes de trabalho criadas para aumentar a eficácia da resposta em ambientes turbulentos, que exigem múltiplas competências e especializações, a fim de alcançar múltiplos objectivos. Essas equipas, que podem pertencer a diferentes organizações, trabalham em interdependência na prossecução de metas proximais (imediatas e específicas) e distais (supraordenadas e colectivas), exigindo altos padrões de comunicação, interacção e coordenação de todo o sistema e respectivos componentes (indivíduos e equipas). A maioria dos exemplos de SME encontrados na literatura dizem respeito a sistemas de emergência médica que, ao enfrentarem situações tempestuosas, precisam responder de forma rápida, económica e eficaz, sendo necessárias intervenções, em conjunto, de equipas de diversas instituições. Por ser um domínio incipiente, ainda há pouca investigação a respeito e, nesse sentido, o presente estudo visa contribuir para a investigação nesta área, através do estudo de caso de um exemplo paradigmático de SME em contexto português: o Sistema Integrado de Emergência Médica nacional (SIEM). No seu conjunto global, o SIEM combina entidades, meios humanos e materiais, actividades e procedimentos que, coordenados entre si, trabalham, de forma organizada, para a realização de um objectivo maior, supraordenado: prestar assistência às vítimas de acidentes ou doença súbita. Neste estudo, obtivemos respostas que nos permitiram enquadrar o SIEM no conceito de SME, através dos atributos e características que o distinguem de outras formas de organização e também descrevemos e analisamos as suas estruturas formais e funcionais, de forma a captar as particularidades e contornos das dinâmicas e processos inerentes. Ao centramos a análise sobre o SIEM, abordando-o no quadro dos SMEs, facultamos um novo olhar sobre a sua estrutura e funcionamento, fornecendo pistas de intervenção que consideramos relevantes. Desta forma, os resultados da investigação realizada constituem, em nossa opinião, um contributo para o domínio da investigação sobre SMEs, tanto ao nível da compreensão do conceito como da possibilidade de aprofundar e ampliar o escopo em futuras investigações.
Primarly conceptualized by Mathieu, Zaccaro and Marks (2001), the concept of multi-teams system (MTS) is a recent and promising field for research, in view of the complexity and richness of the construct. These systems, based on the idea of "teams of the teams", are networks designed for increasing the efficiency of response in turbulent environments, which require multiple skills and expertise in order to achieve multiple purposes. These teams, which may belong to different organizations, work on interdependence in pursuit of proximal goals (immediate and specific) and distal goals (superordinate and collective), demanding high standards of communication, interaction and coordination of the whole system and its parts (individuals and teams). Most examples of MTS in the literature relate to emergency medical systems that, facing stormy situations, need to respond quickly, effectively and economically, being necessary interventions of teams, together, from various institutions. Being a new field, there is little research about, so this study aims to contribute to research in this area, through the case study of a paradigmatic example of MTS in Portuguese context: Sistema Nacional de Emergência Médica (SIEM). Altogether, SIEM combines entities, human and material resources, activities and procedures, coordinated with each other, working in an organized manner, to achieve a greatest goal, superordenate: providing assistance to victims of accidents or sudden illness. In this study, we obtained results that allowed us to frame the SIEM in the concept of MTS, through the attributes and characteristics that distinguish it from other forms of organization and we also described and analyzed its formal and functional structure, in order to capture the particularities and contours of dynamics and processes involved. Focusing our analysis on SIEM, addressing it in the context of MTS, we offered a new view about its structure and functioning, providing clues for intervention that we considered relevant. Thus, the study’s results represent, in our opinion, a contribution to the research on MTS, both in terms of understanding the concept as the ability to deepen and broaden the scope in future investigations.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia das Organizações e do Trabalho, apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/26110
Rights: closedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.