Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/25605
Title: Insuficiência cardíaca, depressão e personalidade: estudo exploratório
Authors: Almeida, Sara Libânia Dias 
Orientador: Sá, Eduardo
Keywords: Depressão, doentes; Personalidade; Insuficiência cardíaca
Issue Date: 18-Feb-2014
Serial title, monograph or event: Insuficiência cardíaca, depressão e personalidade: estudo exploratório
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O presente estudo tem como objectivo aprofundar a compreensão acerca das relações entre depressão, personalidade tipo D, estado de saúde e autocuidado, em pacientes com insuficiência cardíaca. É também pretendido explorar a interferência de factores sociodemográficos e clínicos nas variáveis em análise. Recorre-se a um estudo exploratório descritivo transversal com uma abordagem de natureza essencialmente quantitativa. Administrou-se, através de entrevista, um protocolo de investigação que visa a recolha de dados sociodemográficos e clínicos, a avaliação da personalidade tipo D (escala tipo D - DS14), da sintomatologia depressiva (inventário de depressão de Beck - BDI-II), do estado de saúde (questionário de estado de saúde - SF-36v2) e do autocuidado (escala de autocuidado para a pessoa com insuficiência cardíaca - SCHFI). A amostra clínica é constituída por 80 utentes dos Hospitais da Universidade de Coimbra (CHUC), com recurso a uma amostragem não-probabilística ou não aleatória, de natureza acidental, casual ou conveniente. Os resultados indicam que tanto a sintomatologia depressiva, como a personalidade tipo D são características prevalecentes no funcionamento mental, da amostra em estudo, e que interferem, de forma substancial e negativa com o estado de saúde, em todos os seus domínios, apontando uma tendência para um reduzido autocuidado. Mais especificamente, verifica-se que 73.8% da amostra apresenta algum grau de depressão e que 31.3% pode ser categorizada com personalidade tipo D. O grupo com personalidade tipo D apresenta, de modo estatisticamente significativo, pontuações mais elevadas em depressão e pontuações em estado de saúde substancialmente mais baixas, do que o grupo sem personalidade tipo D.Verificam-se como factores de risco acrescido o historial de acompanhamento psicológico, ser viúvo, não ter habilitações literárias ou ter um nível reduzido (1º ciclo), estar de baixa médica ou ser reformado. As associações negativas, estatisticamente significativas, permitem afirmar que sempre que a depressão e/ou a personalidade tipo D aumenta, tanto o estado de saúde, como todos os seus domínios e a confiança diminuem, e vice-versa. Os resultados revelam também, associações positivas entre a escala de depressão e ambas as subescalas da personalidade tipo D, assim como, entre a escala estado de saúde e a subescala confiança. Constata-se, ainda, que a depressão e a afectividade negativa apresentam um valor preditivo de um pior estado de saúde, com uma percentagem de variância de 62.4% e 33.4%, respectivamente. Assim, os resultados desta dissertação, sustentam e dão ênfase à extensa literatura que aponta para a intervenção e preponderância dos factores psicológicos, nomeadamente a depressão e a personalidade tipo D, no desenvolvimento e pior prognóstico, da doença cardíaca em geral e da insuficiência cardíaca, em específico. São, ainda, necessários novos estudo que visem aprofundar e clarificar esta temática.
The purpose of this study is to probe the understanding on the relationship between depression, type D personality, health status and selfcare in patients with heart failure. It is also intended to explore the interference of socio-demographic and clinical factors in the analysed variables. A transversal descriptive exploratory study with an essentially quantitative approach was used. An investigation protocol through interview was established and it aims the collection of socio-demographic and clinical data, the evaluation of type D personality (type D scale 14 – DS14), depressive symptoms (Beck depression inventory – BDI-II), health status (MOS Short Form Health Survey – 36 Item (version 2)) and self-care (Self- Care of Heart Failure Index – SCHFI). The clinical sample is made of 80 patients of Coimbra University Hospitals (CHUC) with a non-probabilistic or non-random sample, which is accidental, casual or convenient. The results show that both the depression symptoms and type D personality are prevailing characteristics in mental function of the sample studied and they interfere in a significant and negative way with health status in all its domains. Moreover, it shows the tendency to a reduced self-care. More specifically: 73.8% of the sample shows some degree of depression, and 31.3% can be categorized with type D personality. With statistical significance, the group with type D personality shows higher scores in depression and substantially lower scores in health status than the group without type D personality. It was found as increased risk factors the history of psychological counselling, being widow(er), not having qualifications (or having a low level), being on sick leave or being retired. The negative association, statistically significant, allow us to state that when depression and/or type D personality increases, health status in all its domains and confidence decrease, and vice versa. The results also show positive association between the depression scale and both type D personality subscales and between health status scale and confidence subscale. It was also possible to find out that depression and negative affectivity present a predictive value of a worse health status, with a variance percentage of 62.4% and 33.4% respectively. Therefore, the results of this dissertation support and give emphasis to the extensive literature which points out to the intervention and predominance of psychological factors, namely depression and type D personality, in the development and worse prognosis of heart disease in general and heart failure in particular. New studies are still necessary to probe and clarify this topic.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Psicopatologia e Psicoterapias Dinâmicas) apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25605
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
tese - Sara Libânia Almeida.pdf2 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

555
checked on Sep 21, 2020

Download(s) 50

251
checked on Sep 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.