Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/25112
Title: A Performance Exportadora e os seus Antecedentes. O Papel da Orientação para o Mercado Externo, Empreendedorismo, Recursos e Inovação: Um estudo em Empresas Exportadoras do Sul do Brasil
Authors: Mugnol, Renato Pedro
Orientador: Coelho, Arnaldo Fernandes Matos
Keywords: Internacionalização
Orientação para o Mercado Externo
Empreendedorismo Internacional
Inovação
Recursos
Performance Exportadora
Issue Date: 17-Jun-2014
Citation: MUGNOL, Renato Pedro - A Performance Exportadora e os seus Antecedentes. O Papel da Orientação para o Mercado Externo, Empreendedorismo, Recursos e Inovação: Um estudo em Empresas Exportadoras do Sul do Brasil. Coimbra : [s.n.], 2014. Tese de doutoramento. Disponível em http://hdl.handle.net/10316/25112
Abstract: Nas últimas décadas, grandes transformações ocorreram no ambiente competitivo internacional, provocando mudanças significativas no mercado externo e acelerando o processo de internacionalização das empresas, para que possam se manter competitivas. Portanto, esta tese investiga como se articulam os vários antecedentes da internacionalização de empresas brasileiras e avalia a intensidade das relações existentes entre a orientação para o mercado externo, a orientação empreendedora internacional, os recursos e a inovação e o seu impacto na performance exportadora. Este estudo visa a aprofundar o conhecimento sobre a capacidade destes construtos influenciarem o resultado das empresas brasileiras que operam no mercado internacional e avaliarem as relações agregadas entre eles. Para isso, alguns passos foram fundamentais no desenvolvimento da pesquisa: a proposição de um modelo teórico hipotetizando as relações entre os temas; a validação de escalas confiáveis; o teste empírico das hipóteses. As empresas brasileiras exportadoras foram definidas como população-alvo, conforme cadastro oficial da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A amostra foi composta de 406 empresas pesquisadas. Na análise dos dados aplicou-se a técnica multivariada dos dados, por meio da modelagem de equações estruturais (MEE) e a técnica de redes neurais artificiais (RNA). Testou-se o modelo hipotético através da análise fatorial confirmatória (AFC) e os resultados confirmaram 8 entre as 10 hipóteses estabelecidas a partir do modelo adotado nesta tese. Os resultados apontaram um efeito positivo e integrado entre os construtos antecedentes e a performance exportadora, conforme proposto no modelo estrutural. Os impactos mais fortes do modelo estabeleceram-se nas relações entre a orientação para o mercado externo e os recursos, e na relação entre a orientação empreendedora internacional e a orientação para o mercado externo. Os resultados obtidos através da técnica de redes neurais apresentaram 10 construtos de 1ª ordem com pesos positivos na relação com a performance exportadora e somente 4 com pesos negativos (inibidores). No comparativo entre as duas técnicas de análise, os resultados foram semelhantes, o que pode mostrar que a linearidade das relações é a realidade dominante. No cômputo geral os resultados confirmaram que os construtos de orientação para o mercado externo, a orientação empreendedora internacional, os recursos e a inovação influenciam positivamente na performance exportadora das empresas.
Description: Tese de doutoramento em Gestão de Empresas apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25112
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese final Renato Pedro Mugnol.pdf6.76 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.