Title: Análise comparativa do efeito do treino de flexibilidade dinâmica ativa versus treino de flexibilidade estática ativa nos ganhos de amplitude articular em praticantes de Taekwondo
Authors: Amado, Guilherme Mateus Leandro 
Keywords: Taekwondo;Flexibilidade
Issue Date: 2013
Citation: Amado, G.M.L. (2013). Análise comparativa do efeito do treino dinâmico ativo versus treino estático ativo nos ganhos de amplitude articular em movimentos típicos da modalidade. Dissertação de Mestrado em Mestrado em Treino Desportivo. Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra. Portugal.
Abstract: OBJECTIVOS: Diante destes aspectos decidiu-se estudar a eficácia da integração diferentes protocolos de flexibilidade durante as sessões de TKD e ainda, qual o tipo treino (protoloco) seria mais eficaz, quando comparados a sua aplicação em diferentes grupos. MÉTODOS: Participaram do estudo 20 atletas amadores da modalidade TKD do sexo masculino (22.25±2.64 de idade. Foram divididos aleatoriamente em dois grupos. Um dos grupos (n=10) foi submetido a um protocolo de flexibilidade estática (GFE) e na outra classe (n=10), um outro grupo foi submetido a um protocolo de flexibilidade dinâmica (GFD). O experimento teve duração de oito semanas e os indivíduos foram avaliados em três momentos. INSTRUMENTOS: Para avaliação da flexibilidade foi utilizado o Teste Tot-Flex (Portas, 1987) adaptado. Dados relativos à massa corporal, altura, percentagem de massa gorda e um questionário biossocial foram utilizados para caracterização da amostra. RESULTADOS: Em ambos os protocolos de treino foram registrados ganhos de flexibilidade específica. Quando comparados os valores da média dos três momentos de avaliação do GFD e o GFE, não foram encontradas diferenças significativas. CONCLUSÕES: Na amostra testada, ambos os métodos de treino da flexibilidade produziram ganhos idênticos de flexibilidade. Neste estudo os resultados não permitiram mostrar a superioridade de um dos métodos utilizados. em relação ao ou outro. RECOMENDAÇÕES: Para futuros estudos, recomenda-se alargar o tamanho da amostra, promover um incremento nos exercícios utilizados levando em conta alguns mecanismos anátomo-fisiológicos intervenientes na flexibilidade. Palavras-chave: Taekwondo, Flexibilidade Estática, Flexibilidade dinâmica, Treino. iv Abstract Amado, GML (2013). Comparative analysis of the effect of dynamic stretching versus static stretching in the gains of specific flexibility in practitioners of Taekwondo. Master's Dissertation in Sports Training for Children and Youth. Faculty of Sport Science and Physical Education - University of Coimbra, Coimbra - Portugal. INTRODUCTION: The development of an optimal flexibility in Taekwondo (TKD) provides innumerable benefits in the technical aspects of the sport, efficiency in strokes, reducing the risk of injuries by stretching muscles and also improving the effectiveness of kicks at head, stroke that has a higher score in this sport. OBJECTIVES: Considering these aspects we decided to study the effectiveness of the integration of different protocols for flexibility during the TKD sessions and also what type of workout (protocol) would be more efficient when compared to its application in different groups. METHODS: The study included 20 amateur male athletes of TKD (22.25 ± 2.64 age). The sample was randomly and divided into two groups. One group (n = 10) submitted a static flexibility protocol (GFE) and the other class (n = 10), another group was submitted to a dynamic flexibility protocol (GFD). The experiment was conducted during eight weeks and the individuals were evaluated in three moments. INSTRUMENTS: To evaluate the flexibility was used Tot-Flex test (Gates, 1987) adapted. Data relating body weight, height, percentage of fat mass and biosocial survey were used to characterize the sample. RESULTS: In both training protocols were recorded specific flexibility gains. When comparing the values of the average of the three stages of evaluation of the GFD and the GFE, no significant differences were found. CONCLUSIONS: In the sample tested, both methods produce identical flexibility gains. In this study, the results do not show the superiority of one of the methods used in relation to the other. RECOMMENDATIONS: For further studies, it is recommended to extend the sample size, promoting an increase in the exercises used taking into account some anatomical and physiological mechanisms involved in flexibility.
Description: Dissertação de mestrado em Ciências do Desporto (Treino Desportivo) apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25103
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese mestrado-Guilherme Amado.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.